PGR demarca-se de proposta de escutas a jornalistas

presidencia.pt

Tomada de posse da Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal

Tomada de posse da Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal

A procuradora-geral da República (PGR) admitiu serem polémicas algumas das medidas preventivas da violação do segredo de justiça, hoje propostas numa auditoria, designadamente por envolverem meios de prova “mais invasivos”, como as escutas.

Joana Marques Vidal disse “não concordar com todas” as medidas contidas na auditoria para prevenir a violação do segredo de justiça, reconhecendo que há propostas em que é “necessário ser muito cuidadoso”, como, por exemplo, saber quais os meios de prova admissíveis na investigação do crime de violação do segredo de justiça.

Uma das medidas da auditoria mandada realizar pela PGR prevê a introdução de alterações legislativas que permitam o recurso a meios de obtenção de prova “mais intrusivos” na investigação do crime de violação do segredo de justiça, nomeadamente a intercepção de comunicações telefónicas (escutas), buscas domiciliárias e aos órgãos de comunicação social e apreensão e exame de computadores e outros meios de informação e comunicação.

A PGR reconheceu que há que encontrar um “equilíbrio” entre os interesses da investigação e os direitos e liberdades em causa, salientando que tais questões, envolvendo a cidadania e a liberdade de expressão, têm de ser tratadas com “pinças”.

Também a proposta de introdução de um sistema de punição dos órgãos aos órgãos comunicação social e dos jornalistas, independentemente das fontes, próximo do modelo anglo-saxónico, mereceu reservas por parte da PGR, que sublinhou que o relatório é ainda um mero “documento de trabalho” e de estudo.

Joana Marques Vidal mostrou-se mais receptiva e entusiasmada com as propostas de “alteração procedimental” na rotina e tratamento dos processos sujeitos a segredo de justiça, admitindo que algumas das medidas preventivas deverão dar azo brevemente a “orientações gerais” que são dados pela Procuradoria aos seus magistrados.

Entre as medidas que devem avançar sob a forma de “orientações gerais” está, por exemplo, seguir o procedimento habitual de reduzir e de “identificar concretamente as pessoas que mexem nos processos” sujeitos a segredo de justiça, nomeadamente nos “casos mais complexos”.

É também preciso – sublinhou a PGR – que nos casos em que o segredo de justiça esteja decretado tal facto seja “notificado às partes” envolvidas no processo.

Outra proposta que mereceu a concordância de Joana Marques Vidal é a que indica a necessidade de melhorar a investigação dos crimes de violação do segredo de justiça, alargando a investigação a todas as pessoas e partes envolvidas no processo.

“Isso são questões de procedimento que temos de começar já a trabalhar”, vincou a PGR.

Joana Marques Vidal sublinhou que o objectivo desta auditoria “não foi identificar as pessoas concretas que violaram o segredo de justiça”, mas fazer um levantamento da questão e dos procedimentos existentes, por forma a encontrar soluções que melhorem o sistema judiciário.

Reconheceu também que é preciso “uma melhor política comunicacional por parte do MP”.

A maioria das acusações deduzidas em 2011-2012, nos inquéritos criminais por violação de segredo de justiça, foram contra jornalistas (seis), revela uma auditoria hoje divulgada pela Procuradoria-Geral da República.

Os agentes da justiça (dois) e outros (um) são os restantes acusados no âmbito dos nove inquéritos sobre violação do segredo de justiça, que resultaram em acusação deduzida pelo Ministério Público.

Segundo a auditoria, o número de acusações deduzidas – apenas nove num total de 83 inquéritos-crime por violação do segredo de justiça – traduz “uma percentagem de 10,8 por cento do total dos inquéritos abertos por esse crime”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Poesia de emergência". Espanhóis criam número de telefone para quem quiser ouvir poemas

O projeto "Poesia de Emergência" nasceu no início de 2018 e tem mais de uma centena de voluntários que recitam poemas próprios autores conhecidos. Basta ligar para um número.   A ideia, que já tem voluntários em …

Vitalino Canas: "Andei 40 anos a preparar-me para ser juiz do Tribunal Constitucional"

O ex-secretário de Estado Vitalino Canas assumiu hoje, no parlamento, que esteve nos últimos “40 anos” a preparar-se para “ser juiz do Tribunal Constitucional”, e salientou que se for eleito não será porta-voz “de nenhum …

Lei que proíbe eutanásia "comercial" considerada inconstitucional por tribunal alemão

O Tribunal Constitucional da Alemanha considerou esta quarta-feira inconstitucional uma lei de 2015 que proíbe o suicídio assistido "organizado" por médicos ou associações. A lei privou doentes em fase terminal do "direito de escolher [a sua] …

Relatório policial acusa adeptos portistas de racismo contra jogador do Moreirense

O FC Porto está a ser alvo de um processo disciplinar por acusações de racismo contra um jogador guineense do Moreirense, numa partida disputada dia 10 de janeiro. Depois de toda a polémica a envolver Marega, …

Montijo: Lei que permite veto dos municípios ao aeroporto é "desajustada e desproporcional

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, defendeu hoje, em Lisboa que a lei que permite aos municípios vetar a construção do aeroporto do Montijo é “desajustada e desproporcional”, pelo que deve ser alterada. “O debate …

Multimilionários chineses são quase 800. Já superaram os norte-americanos

O número de novos multimilionários chineses cresceu a um nível recorde até 31 de janeiro, ultrapassando os Estados Unidos (EUA). Apesar do surto do novo coronavírus, que tem afetado a economia chinesa, há empresas que …

Ex-jogador dos Chicago Bulls assina pelo FC Porto

O FC Porto contratou até final da época o basquetebolista norte-americano Rawle Alkins, que já jogou na NBA ao serviço dos Chicago Bulls, para substituir o lesionado compatriota Will Sheehey, anunciou hoje o clube. “Sei que …

Sánchez e Torra iniciam diálogo. Mas mantêm braço de ferro sobre a Catalunha

Os governos de Espanha e da Catalunha iniciam esta quarta-feira o diálogo sobre a questão catalã. Mas se por parte do primeiro os membros da mesa são todos ministros, do lado catalão, alguns dos escolhidos …

Alcochete. Arguido iliba Mustafá de dar ordem para o ataque à academia

O arguido Valter Semedo disse hoje em tribunal que o objetivo da ida a Alcochete no dia da invasão à academia do Sporting consistia em mostrar aos jogadores "descontentamento de uma maneira não simpática". Além …

Arábia Saudita vai lançar campeonato de futebol feminino

A Arábia Saudita, que procura afastar a imagem de um reino ultraconservador, vai lançar um campeonato de futebol feminino, com o objetivo de reforçar a participação das mulheres no desporto. A primeira temporada da competição acontecerá …