Perante a pandemia, Irão suplica levantamento das sanções. EUA rejeitam

Sajed.ir / Wikimedia

Ayatollah Ali Khamenei, Líder Supremo iraniano

Perante a pandemia de Covid-19, o Irão tem suplicado aos Estados Unidos que levantem as sanções económicas impostas pela administração Trump. Porém, os EUA rejeitam, insistindo mesmo na “pressão máxima”.

Este domingo, o balanço no Irão dava conta de 1.685 mortos e mais de 21 mil infectados, a uma média de quase 1000 novas infeções por dia. Segundo o ministro da Saúde iraniano, o vírus está a matar um iraniano a cada dez minutos e a infetar 50 iranianos por hora.

Porém, de acordo com o jornal Público, há rumores de que o número de vítimas é cinco vezes maior e foram captadas imagens aéreas que mostravam enormes valas comuns escavadas para enterrar os mortos. Nos hospitais, faltam médicos, material e equipamentos.

Nos últimos dias, perante o cenário catastrófico verificado no país, o Irão suplicou aos Estados Unidos que levantassem as sanções económicas que a administração Trump lhe vem impondo desde que o Presidente norte-americano decidiu rasgar unilateralmente o acordo nuclear de 2015 há dois anos.

Sem o peso das sanções, os responsáveis iranianos acreditam que será possível “mobilizar todos os recursos disponíveis” para o tratamento dos doentes e para evitar que um colapso total da economia.

No entanto, os Estados Unidos não cedem, “A nossa política de pressão máxima sobre o regime é para continuar”, afirmou Brian Hook, representante especial do Governo norte-americano para os Assuntos Iranianos.

Na quarta-feira, Washington tinha anunciado novas sanções sobre indivíduos e empresas envolvidas na “compra, aquisição, venda, transporte ou publicitação de produtos petroquímicos iranianos”. Segundo Hook, foi enviada uma nota diplomática para Teerão, em que se oferecia ajuda no combate à Covid-19, que foi, no entanto, “rapidamente rejeitada” pelo Governo iraniano, uma vez que não haveria suspensão das sanções.

Por outro lado, a República Islâmica rejeita esta versão. “Charlatães e mentirosos”, acusou, num discurso televisivo, o Ali Khamenei, Supremo Líder do Irão.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão também apontou o dedo a Washington. “A Administração dos EUA orgulha-se alegremente de matar cidadãos iranianos no Noruz [o Ano Novo persa]”, acusou Mohammad Javad Zarif. “A Casa Branca está a elevar a sua pressão máxima a novo nível de desumanidade, com o seu total desprezo pela vida humana”.

Mas não é só o Irão que pede o levantamento das sanções. Com ligações estreitas ao país, também a China e a Rússia têm feito o mesmo apelo.

Por outro lado, até o Reino Unido mostra que há aliados próximos preocupados, De acordo com o jornal britânico The Guardian, Londres tem feito esforços diplomáticos concretos para pressionar Donald Trump a tratar a ameaça da covid-19 como um problema global e a aliviar as sanções ao Irão.

A posição da Casa Branca, porém, é a de que as sanções não têm impacto no fluxo de ajuda humanitária e de bens médicos de primeira necessidade que podem entrar território iraniano.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …