PCP mantém a regra de não ir à tomada de posse do Governo. Ventura também não vai, mas em protesto

André Ventura / Facebook

André Ventura (dir)

O PCP e o Chega não vão estar presentes na tomada de posse do novo Governo, marcada para este sábado de manhã, no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

Em comunicado que divulgaram esta sexta-feira, os comunistas sublinham que essa tem sido a regra e que 2015 foi uma exceção para marcar uma posição contra Cavaco Silva.

Foi prática de décadas do PCP não participar na tomada de posse de governos. Em 2015, a presença do PCP, mais do que a sinalização da tomada de posse do governo, foi a marcação de uma posição política face à obstinação do então Presidente da República, Cavaco Silva, de tudo fazer para manter em funções o governo PSD/CDS, contra a vontade do povo português”, escreveram os comunistas numa nota enviada à comunicação social.

O PCP justifica a nota com as questões enviadas por vários órgãos de comunicação social sobre a “não presença do PCP na tomada de posse do XXII Governo Constitucional”.

Por sua vez, o Chega de André Ventura também não vai marcar presença na tomada de posse do Governo, mas em protesto por não ter podido usar da palavra na primeira sessão da nova legislatura.

Em comunicado enviado pela sua assessoria de imprensa, o Chega refere que apesar de André Ventura “ter demonstrado vontade de fazer uma breve intervenção na sessão de hoje [sexta-feira], resolveu o senhor presidente da Assembleia [da República] não lhe dar o uso da palavra, não lhe permitindo a inscrição para o efeito”.

Para o partido recém-chegado à Assembleia da República (AR) “esta é apenas a primeira das muitas limitações que vêm sendo preparadas para reduzir à mínima expressão a palavra e ação do partido”.

O Chega afirma que “este tipo de limitação está desenhado em grande parte pelo Partido Socialista e pelo presidente da Assembleia Dr. Eduardo Ferro Rodrigues”, pelo que considera “ser sua obrigação fazer saber da sua indignação e insatisfação para com aqueles que pelos cargos que ocupam deveriam ser um exemplo”.

Perante isto, o partido com assento no extremo direito do hemiciclo comunicou ter tomado a decisão de “não se fazer representar” na tomada de posse do Governo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, dá este sábado posse ao XXII Governo Constitucional, chefiado pelo socialista António Costa, e composto por mais 19 ministros, e 50 secretários de Estado. Após a cerimónia de tomada de posse, que decorrerá no Palácio da Ajuda, em Lisboa, o Governo reúne-se em Conselho de Ministros.

Nos primeiros conselhos de ministros após a posse dos governos, a agenda inclui a preparação da apresentação do Programa do Governo na Assembleia da República e a lei orgânica do novo executivo. Na sequência da vitória eleitoral do PS nas legislativas, António Costa foi dois dias depois indigitado primeiro-ministro pelo PR.

No passado dia 15, António Costa apresentou ao chefe de Estado a lista dos 19 ministros e três secretários de Estado sob sua dependência direta que irão integrar o XXII Governo Constitucional.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro recebeu o assentimento de Marcelo Rebelo de Sousa em relação aos restantes 47 secretários de Estado que farão parte da sua equipa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Nem me falem da múmia que desgovernou o portugalex por mais de 3 décadas. Quanto ao pcp já se sabe o que se pode contar. Já o ventura não passa de outro cata-vento.

RESPONDER

Estados Unidos vão transformar aeronaves obsoletas em "aviões arsenal"

Os Estados Unidos preparam-se para transformar algumas das suas maiores e mais obsoletas aeronaves em "aviões arsenal", que funcionarão como plataformas repletas de armas, revelaram fontes do Governo norte-americano. Foi em 2016 que esta ideia veio …

Imperador japonês paga 25 milhões de dólares por ritual secreto para dormir com deusa

Este ritual de sucessão do Imperador Naruhito aconteceu na quinta-feira e envolve dormir com uma deusa do Sol. O templo é construído para o efeito e é destruído depois. O ritual japonês altamente secreto conhecido como …

Para entrar nesta praia italiana, vai ser preciso pagar (e nem todos podem entrar)

Aos pés de uma antiga aldeia de pescadores, La Pelosa é uma atração turística muito célebre. Por isso, a autarquia decidiu tomar medidas para a proteger. A famosa praia tem sido uma vítima da erosão natural …

Laurent Simons será o mais novo licenciado do mundo. Tem 9 anos

O belga Laurent Simons tem apenas 9 anos e estás prestes a bater um recorde: em dezembro, deverá tornar-se o mais novo licenciado do mundo. O "menino prodígio", tal como é apontado pelos média internacionais, ingressou …

Preços dos passes Navegante ficam iguais em 2020

Os preços dos passes Navegante vão manter-se iguais em 2020, no âmbito da estratégia de “promoção da utilização dos transportes públicos coletivos”, anunciou esta sexta-feira a Área Metropolitana de Lisboa (AML). “A Área Metropolitana de Lisboa …

Os burros-táxi de Espanha vão ter horários de trabalho, estábulos novos e deixar de carregar turistas de 80 quilos

Os burros táxis são uma atração turística de Mijas, província de Málaga, no sul de Espanha. Agora foram definidas novas regras que têm em conta os direitos e o bem-estar dos animais. O serviço funciona como …

Vai ser preciso "ser-se rico" para visitar a famosa Ilha de Komodo

Em breve, os turistas que queiram visitar a Ilha de Komodo, o famoso lar de mais de 5.000 dragões de Komodo, terão de ser ricos. O aviso é do Governo local indonésio, que chegou mesmo …

Sócrates saúda saída da prisão de Lula. "Sei que estás em festa, pá"

O antigo primeiro-ministro José Sócrates, acusado de corrupção, considerou que a saída da prisão de Lula da Silva representou uma "reentrada no mundo" do ex-chefe de Estado brasileiro, acontecimento em relação ao qual o PS, …

Ministra da Justiça visitou mãe que abandonou bebé no lixo

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que esta sexta-feira visitou a jovem na cadeia de …

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de intimidação

Marie Yovanovitch, antiga embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, denunciou esta sexta-feira a existência de uma campanha para a descredibilizar levada a cabo por Donald Trump com ajuda de ucranianos, no inquérito para a destituição …