PCP vai abster-se na votação do Orçamento do Estado

António Cotrim / Lusa

O líder parlamentar do Partido Comunista Português (PCP), João Oliveira

O PCP vai abster-se na votação do Orçamento do Estado para 2021, anunciou esta sexta-feira o líder parlamentar comunistas, João Oliveira.

Em conferência de imprensa, o comunista adiantou que o partido se irá abster na votação primeira votação do OE2021, que vai acontecer já na próxima semana.

João Oliveira deixou contudo em aberto o sentido de voto após as negociações na especialidade. “É necessário ir muito mais longe”, disse, frisando que a proposta apresentada pelo Governo “não dá resposta” à atual crise que o país vive.

“A proposta de Orçamento do Estado não dá resposta à situação do país. Além dos compromissos já admitidos, é necessário que se assuma a concretização de outras medidas para que tal resposta seja assegurada”, disse, em conferência de imprensa no Parlamento.

“Além dos compromissos já admitidos, é necessário que se assuma a concretização de outras medidas para que tal resposta seja assegurada. A decisão do PCP de se abster na votação na generalidade do Orçamento do Estado é assumida com a perspetiva de que esse debate mais amplo ainda possa ocorrer, mesmo constatando a sistemática recusa do Governo e do PS em avançar nesse sentido”.

O líder parlamentar do PCP não se compromete, contudo, com igual sentido de voto na votação final global do OE2021, dizendo que o fator “determinante” passará por perceber se o documento contempla ou não uma “resposta global aos problemas do país”.

João Oliveira confirmou ainda que o PCP acertou com o Governo a antecipação no pagamento extra das pensões, que será agora pago em janeiro.

Todas as pensões até 658 euros vão ter um aumento extra de 10 euros já em janeiro, tal como estava já previsto, sendo que a medida, que previa que o pagamento fosse só feito em agosto, será alterada na especialidade para que o pagamento aconteça antes.

“Registando a disponibilidade aberta pelo Governo e ir para lá daquilo que a proposta de Orçamento inscreve, nomeadamente admitindo um aumento de dez euros para todas as pensões até 658 euros já a partir de janeiro, a atribuição do suplemento de insalubridade, penosidade e risco para os trabalhadores das autarquias locais, o reforço e alargamento da prestação social extraordinária, a verdade é que os compromissos assumidos estão muito longe de dar garantias de o Orçamento poder constituir a resposta de que o país precisa”, referiu João Oliveira.

O PCP, antigo parceiro do Executivo de António Costa, anuncia o seu sentido de voto na primeira votação dois dias antes de o Bloco de Esquerda revelar como votará.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. “O PCP vai abastecer (Abster-se) na votação do Orçamento do Estado para 2021”! Abster-se e aprovar o orçamento é a mesma coisa. Claro que depois vão cobrar uns favores!

      • Isso já todos sabem como funciona, dá-se com uma mão e tira-se com as duas. Nos quatro anos de Geringonça, iam denunciar tudo o que vissem de errado, mas afinal não viram nada e nada denunciaram, levando a população a pensar que estava tudo bem e assim continuou durante o quinto ano, porque o abastecimento foi muito bom…!!!

  2. Claro que o PCP se abstem!
    1º – Se não o fizesse das duas uma ou votava a favor ou contra!
    2º – Mas como quer ver se através do PS um dia poder chegar à mama do Estado a governar (salvo seja), abstem-se.
    3º – Assim, ninguém pode dizer que não apoiou. É o chamado ‘nim’, nem a favor, nem contra.

RESPONDER

Athletic Bilbao vence Barcelona e conquista Supertaça. Messi expulso após agressão

O Athletic Bilbao ergueu a sua terceira Supertaça de futebol de Espanha, ao vencer 3-2 no prolongamento o FC Barcelona, após 2-2 no final do tempo regulamentar, na final disputada no Estádio Olímpico de Sevilha. Depois …

Regionalização, um "poema de um calceteiro" e (mais) críticas a Marcelo. O último debate presidencial

Os candidatos presidenciais juntaram-se em mais um debate conjunto antes das eleições. Falou-se da ausência de Ventura, regionalização, justiça e até jardinagem. O primeiro tema a marcar o debate das rádios foram as medidas de confinamento …

Em plena pandemia, houve cinco setores que conseguiram faturar mais do que em 2019

Apesar de a pandemia ter levado muitos setores da economia para os piores resultados de sempre, nem todos perderam faturação durante os meses de março a novembro da crise sanitária, algum conseguiram mesmo aumentar. Neste sentido, …

Pesadelo de Özil no Arsenal chega ao fim com transferência para o Fenerbahçe

O futebolista alemão Mesut Özil, dos ingleses do Arsenal, confirmou que vai assinar pelos turcos do Fenerbahçe, depois de vários meses sem jogar pelos 'gunners'. "Estou muito feliz e muito animado, por Deus me ter dado …

Palácio mais antigo da China é descoberto perto de antiga capital. Tem mais de 5000 anos

Um Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas da China, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem atualmente cerca de 5.300 …

"Há exceções a mais". Marques Mendes defende que Governo deve reavaliar medidas de confinamento

No seu habitual espaço de comentário na SIC, no domingo à noite, Luís Marques Mendes falou sobre as novas medidas de confinanento e das eleições presidenciais. Depois de uma semana a bater recordes em números de …

O cenário "é de guerra" e o medo é de a perder. Temido admite que "estamos muito próximos do limite"

Após uma visita ao Hospital Garcia de Orta, que alertava no sábado para um "cenário de pré-catástrofe", Marta Temido admitiu que o Serviço Nacional de Saúde, os operadores sociais e privados estão em "extremo sobreesforço". Marta …

Discutir sobre temas controversos requer mais atividade cerebral do que concordar

Uma nova investigação da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, confirmou aquilo que o senso comum já vaticinava: discutir sobre temas controversos requer muito mais atividade cerebral do que simplesmente concordar. De acordo com a nova …

Estado de emergência vai manter-se até março. Marcelo admite confinar mais o país

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve este domingo no Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde admitiu confinar mais o país devido à pressão nos hospitais. Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa, …

"São dores de crescimento". CNE admite problemas no voto antecipado, mas promete solução no futuro

Domingo foi dia de voto antecipado para 246.880 eleitores, um número recorde desde que esta modalidade foi introduzida no país. As longas filas e alguns ajuntamentos, numa altura em que o país vive um novo …