Paulo Azevedo diz que “estavam todos feitos” quando Sonae tentou comprar PT

Estela Silva / Lusa

Belmiro de Azevedo, ex-Presidente da Sonae, (dir.) com o seu filho, o actual presidente da empresa, Paulo Azevedo (esq.)

Belmiro de Azevedo, ex-Presidente da Sonae, (dir.) com o seu filho, o actual presidente da empresa, Paulo Azevedo (esq.)

O presidente executivo da Sonae comentou as revelações feitas no âmbito da “Operação Marquês” sobre a Oferta Pública de Aquisição falhada que a empresa lançou sobre a Portugal Telecom, recordando que “estavam todos feitos” e o “jogo estava distorcido”.

“Passámos muitos anos a dizer que o jogo estava distorcido. De uma forma ou de outra estavam todos feitos”, afirmou Paulo Azevedo durante a sessão de apresentação das contas de 2016 do grupo Sonae.

Questionado pelos jornalistas sobre as revelações que têm surgido durante a investigação judicial da designada “Operação Marquês”, nomeadamente em relação à forma como se desenrolou a tentativa – mal sucedida – de compra da Portugal Telecom (PT) por parte da Sonae, em 2006 e 2007, o líder do grupo da Maia disse que, apesar das garantias de que havia concorrência no setor, “o jogo estava distorcido”.

“E isso fez-nos a vida muito difícil durante muitos anos, de uma forma muito injusta. Mas não somos de ficar parados e de nos lamentarmos, fizemos o nosso caminho e estamos muito contentes com ele”, acrescentou.

Admitindo que “é com algum agrado” que vê a vinda a público de aspetos que rodearam o negócio, Paulo Azevedo afirmou acreditar que “agora a justiça fará o seu trabalho”.

No âmbito da investigação da “Operação Marquês” foram constituídos arguidos os antigos gestores da PT Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, suspeitos de terem sido corrompidos pelo Grupo Espírito Santo (GES) para, durante a sua atividade enquanto administradores da empresa de telecomunicações, agirem de acordo com os interesses daquele grupo.

O grupo Sonae anunciou hoje que o resultado líquido atribuível a acionistas subiu 22,7% no ano passado face a 2015, para 215 milhões de euros.

A Sonae adiantou que o lucro beneficiou “do desempenho ao nível do resultado líquido direto e indireto, ou seja, refletindo o crescimento das vendas, a melhoria da rentabilidade operacional, a redução da dívida líquida, os menores custos financeiros e a valorização dos ativos”.

O grupo referiu que “o resultado direto da Sonae totalizou 148 milhões de euros, aumentando 15,9% quando comparado com 2015″, salientando que tal “deveu-se a um valor de EBITDA [resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações] mais elevado, à melhoria do resultado financeiro líquido e ao menor nível de impostos registado”.

Os resultados indiretos ascenderam a 74 milhões de euros, “beneficiando do contributo da Sierra e de um conjunto de movimentos relacionados com transações realizadas em ativos financeiros”.

No período em análise, o volume de negócios aumentou 7,2% para 5.376 milhões de euros, impulsionado pelo “desempenho dos negócios de retalho” e o EBITDA progrediu 5,9% para 416 milhões de euros.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Filho de quem é, tem logo uma credibilidade fabulosa. E é óbvio que, para ele, “o jogo estava distorcido”. Pois claro! Não conseguiram deitar “o guilho” à PT…

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …