Passos pressionado para avançar em Lisboa (mas só pensa nos Reis Magos)

-

O PSD continua sem ter um candidato à Câmara de Lisboa, para as próximas eleições autárquicas, e começam a surgir vozes que defendem que Passos Coelho é a escolha certa.

Um dos sociais-democratas que defende a aposta no ex-primeiro-ministro é o vice-presidente do PSD-Lisboa, Rodrigo Gonçalves, que, em declarações à TSF, reforça que é preciso apresentar “o melhor dos melhores” à Câmara de Lisboa.

“Os lisboetas nunca perdoarão o PSD se não apresentar um candidato vencedor, alguém que conheça o país, alguém que conheça Lisboa e um candidato com experiência demonstrada”, frisa, acrescentando que “só há uma pessoa: Pedro Passos Coelho”.

Este desafio foi lançado durante um jantar de Natal do movimento Lisboa Sempre, conforme aponta a TSF, onde o social-democrata lembra que, nas últimas legislativas, Passos venceu também em Lisboa, onde “teve quase 40% dos votos e deixou o PS a quase 4%“, batendo assim, toda a concorrência, incluindo António Costa.

A enigmática vinda dos Reis Magos

E foi noutro jantar de Natal, com os deputados do PSD, na Assembleia da República, que Passos reforçou as críticas ao Governo, deixando também uma referência enigmática à visita dos Reis Magos em Janeiro, numa contraposição à vinda do “diabo” que sublinhou no passado.

“Desta vez desejo-vos um bom Natal e que nos possamos reencontrar logo em Janeiro, esperando eu que por essa altura possamos ser visitados pelos três ‘Reis Magos’“, disse Passos.

“Julgo que Baltazar, Belchior e Gaspar nos visitarão no Janeiro para as Janeiras para nos dar a boa nova”, acrescentou, sem explicar mais nada.

Aviso de que vem aí uma “nova crise”

Já nesta sexta-feira de manhã, Passos recusou-se a falar do que quis dizer com a referência aos Reis Magos e referiu, num debate sobre o Futuro da Europa e o Plano Juncker, ter “quase a certeza de que haverá uma nova crise” por existirem “muitas vulnerabilidades financeiras e económicas na Europa e na zona Euro”.

“Temos quase a certeza de que haverá uma nova crise, não sabemos quando, mas sabemos que haverá. Nós gostaríamos de estar bem preparados quando ela acontecer e ainda não estamos, não se tem sentido devidamente a acuidade que este problema tem”, disse Passos Coelho, que falava no Porto.

“Em Portugal estamos a perder tempo, neste momento. Durante alguns anos aproveitamos, às vezes em circunstâncias muito difíceis, o tempo que nos deram para fazer reformas e agora aquilo que vemos é reversão atrás de reversão de reformas”, considerou ainda.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Uma tendência relacionada com o Bolo de Rei,tão do gosto do seu antecessor de Partido ,Prof .Cavaco Silva-São linhas de alto Pensamento Politico.

  2. Fico feliz com estas declarações. Como até agora tudo o que ele disse de mau, foi errado, entao, assim sendo~, poderemos estar descansados que não irá haver nenhuma crise europeia. Obrigado, rapaz, pela informação.

  3. Passos chegou ao fim da linha.
    Primeiro o Diabo, agora os 3 Reis Magos (serão o Costa, Jerónimo e Catarina ?!).
    Está aqui, está-nos a fazer acreditar no Pai Natal.
    Dizem que vai concorrer à CML para dar de bandeja a Câmara ao Medina.
    Não será altura do Rui Rio sair do banco e entrar em jogo ?!

  4. Passos Coelho entrou numa espiral decadente há muito. Arrasta-se penosamente pela política, moribundo, lançando bitates enigmáticos, na esperança que as suas “profecias” derrotistas resultem e lhe assegurem a estabilidade do “tacho” dentro do PSD mas, curiosamente, pode ter sorte.
    Pensando nesta europa, a continuação prevista de Merkel na alemanha e a eventual entrada em cena de um governo de direita em França, poderá outra vez levar esta europa para a “austeridade cega” e para os “desiquilibrios de forças”. Goste-se ou não, é bom recordar, porque é justo, que a França, como segunda economia da europa, revelou estar ao lado de Portugal, designadamente na frontal oposição a sanções a Portugal por eventuais incumprimentos de défice do governo anterior, de direita, mas jä na vigência deste governo, de esquerda. A França, mesmo não cumprindo as metas deles próprios, provaram não olhar apenas para o seu umbigo, cumprindo assim um dos designios da formação da UE, ou seja, a solidariedade entre estados membros. Foram o contraponto “de peso” que faz frente a uma alemanha desumanizada, que apenas olha para o seu umbigo e que é indiferente ao esforço possivel de fazer por estados em maior dificuldade, que precisam cumprir compromissos e, simultaneamente, viver.

RESPONDER

Pelo menos 23 crianças morreram em incêndio em escola na Libéria

Um incêndio deflagrou nesta quarta-feira num colégio interno nos subúrbios da capital da Libéria, Monróvia. Dezenas de crianças morreram - 23 segundo a BBC, 27 de acordo com a Reuters. “As crianças estavam a aprender o …

Diferenças entre Rio e Costa "ficaram muito marcadas" no debate

Apesar de esclarecedor, Rui Rio sublinhou que o debate de segunda-feira "não foi decisivo", frisando que, até 6 de outubro, "ainda há um caminho a percorrer". O líder do PSD, Rui Rio, defende que as …

WhatsApp começa a ganhar relevância nas eleições em Portugal

Uma investigadora do ISCTE atribui muita importância aos grupos que começam agora a surgir no WhatsApp, que "não são uma coisa muito visível", mas "chega às pessoas de uma forma diferente" e "mais personalizada". Ainda …

Avioneta da Força Aérea espanhola cai no Mar Menor. Instrutor de voo e aluna morreram

Um instrutor e uma aluna morreram esta quarta-feira depois de um avioneta da Força Aérea Espanhola ter caído no Mar Menor, perto da localidade de San Javier, na região de Múrcia. As duas vítimas mortais eram …

Rosa Grilo reafirma inocência. Amante nega qualquer envolvimento no crime

A segunda sessão do julgamento foi marcada por contradições da arguida Rosa Grilo, acusada do homicídio do marido, em coautoria com o amante. Segundo a SIC Notícias, nesta segunda sessão do julgamento, no Tribunal de Loures, …

Primeiro debate a seis começou com divergências nas pensões e terminou com carne e peixe

Realizou-se nesta quarta-feira o primeiro debate da campanha eleitoral com todos os líderes dos partidos políticos com assento parlamentar. Transmitido pelas Rádios TSF, Renascença e Antena 1, o debate deixou a nu as divergências ideológicas …

Missão do PPM é alertar para "revolução bolchevique" em Portugal

A missão do Partido Popular Monárquico (PPM) nas eleições legislativas é alertar para "a revolução bolchevique" que está em curso em Portugal, país que corre o risco de se transformar numa Venezuela, segundo o presidente …

Gelado para comer na rua paga mais IVA do que se for para consumir num café

Os gelados estão sujeitos a taxas diferentes de IVA, conforme sejam consumidos num estabelecimento comercial ou se destinem a ser comidos num espaço público. Em causa está a interpretação que o Fisco faz do serviço …

Amigos, amigos, 'Champions' à parte. Ronaldo e Félix encaram-se em duelo lusitano

A primeira jornada da Liga dos Campeões reserva um duelo especial para os portugueses entre o Atlético de Madrid e a Juventus. De lados opostos estarão João Félix e Cristiano Ronaldo. Os portugueses estarão de coração …

Michel Temer usa a palavra "golpe" para falar da destituição de Dilma Rousseff

"Nunca apoiei o golpe e nem fiz nada para que isso acontecesse", disse Michel Temer - que chegou ao poder em 2016, após o processo de destituição de Dilma Rousseff - numa entrevista à emissora …