Parto da filha mais nova de Rangel foi pago pelo alegado testa-de-ferro

António Pedro Santos / Lusa

O juíz desembargador Rui Rangel

A factura do hospital privado onde nasceu a filha mais nova do magistrado Rui Rangel, fruto do relacionamento com Rita Figueira, foi paga pelo filho do advogado José Santos Martins, considerado pelo Ministério Público como o “testa-de-ferro” do juiz desembargador.

Emitida em Junho de 2012, a factura tinha o nome de Rita Figueira, que era então companheira de Rangel e mãe da bebé, mas o pagamento de 3130 euros ao Hospital dos Lusíadas, uma unidade privada, foi feito por Bernardo Santos Martins, filho do advogado José Santos Martins, avança o Correio da Manhã.

José Santos Martins é considerado o grande “testa-de-ferro” de Rangel, sendo responsável por vários depósitos em numerário feitos em contas do juiz. Além disso, há registos de que pagou diversas despesas de Rangel, incluindo facturas de telemóvel e prestações do seu carro.

Santos Martins movimentaria o dinheiro que, na realidade pertenceria ao magistrado, através das contas do filho e de contas no estrangeiro. Pai e filho são arguidos na investigação que envolve também Rangel.

O levantamento do sigilo bancário, nomeadamente às contas do juiz e das suas ex-mulheres, designadamente à também juíza desembargadora Fátima Galante, igualmente arguida no processo, permitiu detectar “um emaranhado de ligações e de promiscuidades”, refere o CM.

Às contas de José Santos Martins e do filho terão chegado “centenas de milhares de euros de José Veiga”, frisa a publicação. O ex-empresário de futebol é considerado um dos grande “corruptores” do juiz, com contrapartidas financeiras que serviriam para pagar alegados favores judiciais.

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, também é arguido no caso, igualmente porque terá beneficiado de ajudas de Rangel em processos judiciais. O dirigente desportivo terá chegado a dizer, numa escuta telefónica interceptada durante a investigação, que ia “apertar” com Rangel para obter um favor no âmbito de um processo fiscal.

O jornal Sol adianta que o empresário Álvaro Sobrinho também estará a ser investigado no caso, sob suspeita de podr “ter subornado Rui Rangel através do seu advogado João Rodrigues”. Sobrinho não foi, ainda, constituído arguido.

O Ministério Público suspeita que Rangel recebeu, entre 2007 e 2017, cerca de 900 mil euros de pessoas que tinham processos judiciais em curso, em troca de favores nestes casos.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mais um que ficava bem no Panteão Nacional da Vergonha. Onde as gentes poderiam ir passear ao domingo e aliviar-se.

Sydney. Qualidade do ar perigosa devido a incêndios no leste da Austrália

A qualidade do ar em Sydney atingiu esta terça-feira um nível perigoso devido à densa camada de fumo proveniente dos incêndios florestais, no leste da Austrália, indicou o Departamento de Meteorologia australiano. "Os ventos fracos e …

Governo prevê superavit de 0,2% e crescimento de 2% em 2020

O líder parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” revelou esta terça-feira que o Governo prevê para o próximo ano um excedente orçamental de 0,2% e um crescimento de 2%. José Luís Ferreira, líder parlamentar do Partido …

Meo e Nos vão subir preços de alguns serviços em 2020

Escreve o Jornal de Negócios esta terça-feira que a Meo e a Nos vão atualizar o tarifário de alguns dos seus serviços a partir de 1 de janeiro de 2020. A fatura dos clientes deverá …

Maria e Francisco foram os nomes mais populares em 2019

Maria foi, mais uma vez, o nome feminino mais popular em 2019. João foi atirado para segundo lugar, sendo destronado por Francisco. Dados do Ministério da Justiça, divulgados pela TVI24, revela que, este ano, foram registadas …

Tensão nas eleições da JSD-Porto levam à intervenção da PSP

Rodrigo Passos foi eleito, no sábado, como novo líder da JSD-Porto, substituindo Rosina Ribeiro Pereira, que deixou algumas palavras duras para comentar o que se passou no ato eleitoral. Segundo o Público, Rosina Ribeiro Pereira, eleita …

Livre não aplica sanção a Joacine, mas condena declarações da deputada

O Livre decidiu não aplicar qualquer sanção disciplinar a Joacine Katar Moreira no seguimento do conflito entre Direção e deputada que surgiu após a polémica abstenção num voto no parlamento sobre uma investida israelita na …

Rio alerta para "claro divórcio entre a sociedade portuguesa e os partidos políticos"

O presidente do PSD, Rui Rio, disse ontem, em Paredes, no distrito do Porto, haver "um divórcio entre a sociedade e os partidos", defendendo que só uma maior "abertura" das estruturas às "pessoas" pode inverter …

Megaoperação de combate à pedofilia detém mais de 30 pessoas

Mais de 30 pessoas foram detidas em onze países no âmbito de uma megaoperação de combate à pornografia infantil realizada pela Europol e pela polícia nacional de Espanha, país onde foram presos mais de metade …

Grandes hotéis acusados de ignorar tráfico sexual. Queixa em grupo relata casos de 13 mulheres

Uma ação judicial deu entrada segunda-feira em Columbus, Ohio, nos Estados Unidos (EUA), com vários grandes grupos hoteleiros a serem acusados de lucrar com o tráfico sexual, ignorando os crimes e os danos nas vítimas. Segundo …

Líder da Birmânia, Suu Kyi, vai a Haia defender o país de acusação de genocídio

A líder birmanesa Aung San Suu Kyi decidiu comparecer perante o Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) para defender o seu país da acusação de genocídio contra a minoria muçulmana rohingya, durante uma audiência de três …