Parlamento aquece, mas condena cancelamento de conferência de Nogueira Pinto

parlamento.pt

-

O parlamento aprovou esta sexta-feira votos de condenação pelo cancelamento da conferência de Jaime Nogueira Pinto na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa após um duro debate, sobretudo entre Bloco e PSD/CDS-PP.

Todos os votos aprovados (do PS/Bloco/PAN, do CDS e uma das duas alíneas do texto do PSD) tiveram em comum posições de defesa do pluralismo, da liberdade de expressão e uma “condenação veemente” dos obstáculos colocados para que Jaime Nogueira Pinto realizasse na passada terça-feira a conferência cancelada naquela faculdade.

O debate antecedeu as votações, porém, começou a endurecer quando o vice-presidente da bancada socialista Pedro Delgado Alves defendeu a tese de que a associação de estudantes da FCSH “nunca fez qualquer ameaça física” a quem quisesse estar presente na conferência de Jaime Nogueira Pinto.

Pedro Delgado Alves responsabilizou antes as “milícias” de extrema-direita, com “ameaças físicas” a dirigentes associativos, pelo clima gerado em torno do colóquio de Jaime Nogueira Pinto – uma interpretação dos acontecimentos que mereceu imediato repúdio da parte do dirigente da bancada social-democrata Carlos Abreu Amorim.

O PS teve aqui uma intervenção extraordinária quando nos tenta fazer crer que não se passou nada antes da suspensão da conferência e que tudo foi uma ilusão de ótica. Isto é sintomático de como, na realidade, o PS está cada vez mais refém de forças da extrema-esquerda”, declarou Carlos Abreu Amorim.

A seguir, falou o dirigente do Bloco de Esquerda Jorge Costa e a confusão instalou-se no plenário.

Jorge Costa considerou legítima a atuação da associação de estudantes, falou em “razões de segurança” na origem da decisão da direção da faculdade de suspender a conferência, e condenou o “alinhamento” do PSD e do CDS-PP com os movimentos de extrema-direita, o que gerou, imediatamente, uma pateada geral entre deputados sociais-democratas e democratas-cristãos.

Pela parte do CDS-PP, Telmo Correia, que antes tivera uma intervenção condenatória tanto “do estalinismo como do saudosismo”, na sua segunda intervenção classificou como “inaceitável” a posição assumida pelo dirigente do Bloco de Esquerda.

“O CDS-PP está neste parlamento porque combateu quem pretendia instalar em Portugal um Estado totalitário. Quem liderou esse processo em defesa da liberdade foram grandes figuras da nossa democracia, algumas delas do PS”, referiu, num recado de caráter histórico dirigido à bancada socialista.

Neste contexto, o presidente do Grupo Parlamentar do PS, Carlos César, pediu a palavra para defender “a honra” e “clarificar” a posição da sua bancada, deixando a garantia de que “o PS estará sempre mais próximo de quem mais defender a liberdade e o pluralismo”.

Carlos César fez também uma interpretação sobre anos o período que se seguiu ao 25 de Abril de 1974, o PREC – Processo Revolucionário em Curso: “Em matéria de liberdades, o CDS-PP deve mais ao PS do que o PS deve ao CDS-PP”, disse.

Nas votações destes documentos, os deputados socialistas Miranda Calha, Ascenso Simões, Vitalino Canas e Helena Roseta demarcaram-se da posição oficial da bancada do PS e aprovaram o texto proposto pelo CDS-PP e uma das alíneas do documento do PSD.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …