“Vamos parar de brincar às escondidas”. UE quer ver plano de Boris para o Brexit na íntegra

Patrick Seeger / EPA

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, pediu esta quinta-feira ao Governo britânico para publicar na íntegra o seu plano para o Brexit.

O apelo foi feito depois de o primeiro-ministro, Boris Johnson, ter sido acusado pelo seu homólogo irlandês, Leo Varadkar, de enganar o Parlamento sobre o impacto do plano na fronteira irlandesa.

Após uma conversa telefónica entre Juncker e Varadkar, ambos concordaram que o Reino Unido deveria abrir ao escrutínio público o texto apresentado na véspera. Até ao momento, o Executivo britânico divulgou apenas um documento explicativo de sete páginas sobre as suas propostas, insistindo que o texto completo, de 44 páginas, enviado à Comissão Europeia se mantenha confidencial.

“Queremos transparência e abertura agora. Vamos parar de brincar às escondidas”, disse uma fonte diplomática da União Europeia, citada pelo jornal britânico The Guardian. Outra fonte, do lado britânico, desvalorizou o pedido, afirmando ser “perfeitamente normal que textos legais propostos permaneçam confidenciais durante negociações detalhadas”.

Boris Johnson insistira que uma fronteira aduaneira na ilha da Irlanda não exigiria novas infraestruturas para verificações e controlos. Essa garantia entra “em contradição com os documentos apresentados pelo Governo”, anotou Varadkar. “Não percebo como podemos ter a Irlanda do Norte [província britânica] e a República da Irlanda [Estado-membro da UE] em uniões aduaneiras separadas e, de alguma forma, evitar a existências de tarifas, verificações e postos aduaneiros entre o norte e o sul”, acrescentou.

O Governo de Johnson propõe que todo o Reino Unido abandone o território aduaneiro da UE mas que a Irlanda do Norte permaneça no mercado comum da UE para bens se a assembleia norte-irlandesa concordar numa votação antes do fim do período de transição – e, em seguida, todos os quatro anos.

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia em funções, já tinha reconhecido que a proposta apresentada pelo Governo britânico ainda tem “alguns pontos problemáticos”. Numa nota divulgada depois de uma conversa telefónica com Boris, Juncker “reconheceu avanços positivos, particularmente no que diz respeito ao completo alinhamento regulatório de todos os bens e do controlo dos bens provenientes da Grã-Bretanha que entrem na Irlanda do Norte”.

No entanto, o presidente da CE observou que “existem alguns pontos problemáticos que exigirão um trabalho suplementar nos próximos dias, principalmente no que diz respeito à governança do backstop“.

Bruxelas tem sublinhado, de acordo com o Expresso, que o acordo terá de estar finalizado antes da reunião do Conselho Europeu, agendada para os dias 17 e 18 de outubro. “Não se pode simplesmente chegar ao Conselho e dizer ‘aqui está o texto, é pegar ou largar’”, revelou uma fonte comunitária.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Os ingleses têm o seu direito e os portuguêses devem-se preocupar com Portugal que está uma grande merd…O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker já foi 1.º Ministro do Luxembourg e foi um indesejado dos Luxemburguêses e agora como Presidente da Comissão Europeia diz coisas do arco da vela, pois de certeza é do bom vinho e Wuisque que os europeus pagam por ano para ele 80.000€ que depois anda bebado e se fosse outro, mas um Zé era corrido da União Europeia…

RESPONDER

Confinamento, covid-19, discriminação. Eis as 10 candidatas a Palavra do Ano de 2020

A Porto Editora revelou esta terça-feira as dez candidatas a Palavra do Ano de 2020. Este ano, a iniciativa lançada em 2009 decorre, pela primeira vez, em simultâneo com Angola e Moçambique. De acordo com o …

Mais mortes e menos nascimentos. Portugal está com o maior saldo natural negativo do século

Como avança o Público esta quarta-feira, há 12 anos consecutivos que há mais mortes do que nascimentos em Portugal, mas este ano o país a bateu o recorde do saldo natural negativo. Desde 2009 que o …

"Não há plano B". Costa deixa avisos e recados a Hungria e Polónia

O primeiro-ministro português, António Costa, alertou, em Bruxelas, que não há um plano B ao bloqueio na aprovação do orçamento da União Europeia (UE) e do novo Fundo de Recuperação criado para responder à pandemia, …

Santos deu "nega" ao Benfica e Lucas Veríssimo ameaçou não jogar

O Conselho Fiscal do Santos "negou" a transferência de Lucas Veríssimo para o SL Benfica. O jogador ameaçou mesmo não entrar em campo contra o LDU Quito, na noite passada. O Conselho Fiscal do Santos emitiu …

Governo britânico substitui confinamento por restrições (com oposição interna no Partido Conservador)

Boris Johnson conseguiu ver aprovado o novo plano de restrições. Dos votos contra, 56 foram de deputados conservadores e 16 de deputados do Partido Trabalhista. O Governo britânico conseguiu ver aprovado o novo plano de restrições …

Sporting tem sete jogadores na porta de saída e outro para trazer Matheus Reis

O Sporting CP quer livrar-se de sete jogadores excedentários que estão a treinar com a equipa B. O clube quer também trazer Matheus Reis já neste mercado de inverno. Aproxima-se o mercado de inverno e o …

Sindicato acusa TAP de manipulação e diz que não há "trabalhadores a mais"

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) acusou a TAP de “manipulação, falta de ética e desonestidade” e defendeu que a empresa não tem “trabalhadores a mais” e deve procurar os “sorvedouros de …

Menos de 1% dos infetados estavam registados na app StayAway Covid

Menos de 1% das pessoas infetadas com covid-19 desde a disponibilização da app StayAway Covid notificaram a sua infeção. Já mais de 2,6 milhões de pessoas têm a aplicação. Desde o lançamento da aplicação de rastreio …

Guardiola lança farpas ao FC Porto, mas até isso Marchesín defendeu

Pep Guardiola mostrou-se frustrado com a forma como o FC Porto disputou o jogo. Entre os postes, Marchesín foi defendendo (praticamente) tudo o que havia para defender. O FC Porto está nos oitavos de final da …

Eurodeputado húngaro opositor do casamento gay é apanhado em "orgia" homossexual

József Szájer foi autor da revisão constitucional que proíbe o casamento gay na Hungria. Este domingo, foi apanhado a quebrar o confinamento ao participar numa "orgia" num bar gay. O eurodeputado húngaro József Szájer foi autor …