Somos “extraordinários” nas crises e “medíocres” na normalidade. Paraministro planeia “transformação” do país

José Sena Goulão / Lusa

O economista António Costa e Silva

“Uma transformação” e não “uma revolução”. É o que promete o paraministro de António Costa que está a delinear o plano de recuperação do país para o pós-pandemia de covid-19. António Costa e Silva revela que um dos pilares do “plano financeiro” é “o investimento no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

O plano que Costa e Silva está a delinear com o Governo passa por fomentar “uma transição” para proteger a economia a curto prazo e para a deixar mais “forte e preparada” a longo prazo. Declarações prestadas pelo novo consultor de António Costa em entrevista à TSF.

O líder da Partex aponta como principais focos do programa o investimento no SNS, a transição digital, a modernização de infraestruturas e o apoio às empresas.

“O plano financeiro não será desenhado por nós, mas um dos pilares do programa é o investimento no SNS”, aponta Costa e Silva, falando de uma “questão emblemática” e fundamental depois de ter havido uma “resposta extraordinária” durante a pandemia.

“Ao nível das políticas económicas temos de avançar e avançar muito”, diz ainda o consultor, realçando que “por vezes temos belas ideias, mas depois falham aquilo que os economistas designam como os ‘design mechanisms’, como é que vamos desenhar os projectos para fazer o mercado funcionar ao serviço da maioria“. “Esses são grandes desafios que temos à nossa frente”, constata.

Costa e Silva diz ainda que Portugal “não deve ter uma visão estatista da economia”, mas lembra que vivemos um período anormal e que “se o Estado não intervém na economia, esta entra em coma e há muitas empresas que desaparecem“.

“O país tem um problema recorrente e estrutural de produtividade e podemos aumentar muito a produtividade com as competências digitais“, sustenta ainda, frisando que a ideia da transição digital tem de chegar a todo o país.

“Temos de mudar a nossa abordagem em relação às pessoas, não podemos prescindir das pessoas e temos de olhar para as pessoas dos vários sectores e qualificá-las e as competências digitais são fundamentais”, acrescenta, defendendo a transição digital na Administração Pública.

Costa e Silva fala ainda da criação de um portal na Administração Pública que indique para onde é que o dinheiro vai e como é que está a ser aplicado.

O líder da Partex revela também que se está a estudar a hipótese de criar um fundo público ou um banco promocional para criar um mercado de capitais no país.

O paraministro de Costa considera igualmente que “o povo português é absolutamente extraordinário a responder às situações de anormalidade, reinventa-se, improvisa, é capaz de ser criativo”, mas “depois quando regressamos à normalidade, somos muito medíocres e é isso que nos perde”, constata.

“Era bom que toda a capacidade que demonstrámos na resposta à crise se mantivesse para conseguir transformar a economia”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. …quem fala verdade não merece castigo.
    mas se já fez o serviço, não há necessidade de continuar a pagar ao homem.

  2. Uma limpeza deveria ser no Governo, redução no parlamento, acabar com os assessores e comitivas. O Zé povinho é que paga… paga e cala.

RESPONDER

EUA ponderam bloquear o TikTok e outras redes sociais chinesas

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, admitiu esta semana que os Estados Unidos estudam a possibilidade de bloquear a rede social de vídeos TikTok, bem como outras plataformas do género chinesas. Em entrevista à emissora …

Salgado acusa Banco de Portugal de "deslealdade" e "desonestidade"

Na contestação à coima aplicada pelo supervisor por violação de normas de prevenção de branqueamento de capitais, a defesa de Ricardo Salgado acusou o Banco de Portugal de ter sido “desleal e desonesto” na forma …

No Reino Unido, só 22% das pessoas que testaram positivo relataram ter sintomas

Um novo estudo acaba de revelar que, no Reino Unido, apenas 22% dos casos positivos tinha sintomas da covid-19 no dia em que fizeram o teste. Um estudo do Office for National Statistics (ONS) britânico, divulgado …

Administração Trump notifica formalmente o Congresso sobre saída da OMS

O Governo norte-americano informou esta terça-feira o Congresso sobre a sua saída forma da Organização Mundial da Saúde (OMS). A Administração Trump já notificou formalmente o Congresso norte-americano de que os Estados Unidos vão sair da …

“Não vou ser infetado e propagar a covid-19”. Burundi anuncia triagem maciça da população

O Governo do Burundi começou esta segunda-feira uma campanha de triagem maciça da covid-19, decisão que demonstra uma alteração das políticas implementadas pelo novo Presidente do país no sentido de combater mais assertivamente a propagação …

Despedida de Centeno e estreia de Leão. Eurogrupo elege presidente na quinta-feira

A eleição para a presidência do Eurogrupo, na quinta-feira, será a última reunião presidida por Mário Centeno e a estreia europeia de João Leão como ministro das Finanças. A eleição para a presidência do Eurogrupo é …

Governo está a preparar um programa específico de apoio ao Algarve

O Algarve terá um programa específico de apoio, que já está a ser preparado pelo Governo, avançou o ministro da Economia esta terça-feira. O ministro da Economia disse, esta terça-feira, que o Governo está a preparar …

OMS admite transmissão pelo ar e pede que se evitem espaços fechados

Depois do alerta de 239 especialistas, a Organização Mundial de Saúde diz que há novas provas de que o novo coronavírus se transmite pelo ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admitiu, esta terça-feira, haver novas …

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos (e reduzir novas aeronaves a metade)

Esta terça-feira, a Lufthansa anunciou novas medidas do seu plano de reestruturação que incluem uma redução de mil postos de trabalho nos serviços administrativos. A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou, esta terça-feira, que irá reduzir o …

Bloco deixa recado ao PS: voto do Suplementar não estará garantido para o OE2021

Depois de o PCP ter rompido o espírito de acordos à esquerda, foi a vez de o Bloco de Esquerda deixar avisos para 2021. Em entrevista ao portal esquerda.net, divulgada esta terça-feira, Mariana Mortágua deixa claro …