Pandemia leva procura de transportes públicos a mínimo histórico

Depois das restrições de combate ao novo coronavírus terem sido aplicadas em todo o território, houve uma forte redução na procura dos transportes públicos em 2020. Mesmo com o fim das medidas e o regresso às escolas, o tráfego não foi o suficiente para recuperar as perdas.

Neste sentido, o metro foi o meio de transporte mais penalizado pela pandemia, uma vez que registou uma quebra de 48%, para 140,179 milhões de viajantes, o que compara com os mais de 269,6 milhões de utentes de 2019.

Segundo o DN, o número do ano passado é o mais baixo desde 2004, quando se iniciou esta série do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A Metro de Lisboa foi a empresa mais prejudicada, tendo perdido mais de metade dos passageiros (-50,5%) entre 2019 e 2020. Na cidade do Porto, a quebra foi de 45,5%, para 38,7 milhões. Já a Metro Transportes do Sul teve um recuo de utentes de 29,8%, para 10,9 milhões de utilizadores.

Por outro lado, o comboio também foi fortemente afetado. O transporte ferroviário teve uma redução de 38,4%, para 108 milhões de utentes.  Os serviços suburbanos, da CP e da Fertagus, foram os menos penalizados, com menos 37,3% de passageiros, para 99,2 milhões.

Nos comboios interurbanos – que correspondem a serviços regionais e de longo curso -, a diminuição de viajantes foi de 47,6%, para 8,8 milhões. Com as fronteiras fechadas durante três meses e a suspensão, desde março, dos comboios Lusitânia e Sud Expresso, o serviço internacional apenas foi utilizado por 34 200 utentes, menos 85,1% face a 2019.

Ao jornal, fonte da CP estima uma quebra de 40% no número de utentes a nível nacional, para 86,9 milhões, sendo que o maior impacto foi sentido nos serviços de longo curso (Alfa Pendular, Intercidades e serviço internacional) e nos comboios urbanos do Porto, com quebras de 60% e de 50%, respetivamente.

Por fim, nas ligações fluviais do Tejo, a redução de utentes foi de 45,2%, para 10,8 milhões. Além da pandemia, os barcos da Transtejo entre Cais do Sodré e o Seixal não circularam mais de um mês em outubro devido às obras no terminal do Seixal.

Os dados do INE não contabilizaram os utentes dos autocarros.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Falta de respeito". Patrões abandonam Concertação Social e pedem audiência a Marcelo

As quatro confederações patronais suspenderam, esta sexta-feira, a sua participação nas reuniões da Concertação Social e decidiram solicitar uma audiência ao Presidente da República, perante a "desconsideração do Governo pelos parceiros sociais" na discussão sobre …

Parlamento aprova diplomas para alargar gratuitidade das creches e "direito ao esquecimento"

O Parlamento aprovou, esta sexta-feira, um projeto-lei para o alargamento da gratuitidade das creches e de soluções equiparadas e ainda um diploma que consagra o "direito ao esquecimento". A Assembleia da República aprovou um projeto-lei do …

Costa está muito empenhado num acordo pelo OE, mas não "a qualquer preço"

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, que o Governo vai fazer tudo ao seu alcance para chegar a um acordo sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), mas advertiu que "um acordo não se obtém …

Evergrande escapa por um triz ao default e garante o pagamento de juros de 71.7 milhões de euros

A gigante imobiliária chinesa conseguiu cumprir com o pagamento dos juros no limiar do fim da extensão do prazo. No entanto, persistem os receios sobre a possibilidade da crise na China contagiar a economia mundial. A …

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …

Governo avança com desconto de 10 cêntimos por litro nos combustíveis para as famílias

O Governo vai criar um desconto de dez cêntimos por litro nos combustíveis para todas as famílias, até 50 litros por mês. Uma medida que estará em vigor entre novembro deste ano e março do …

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN

PAN já enviou memorando de entendimento ao Governo

O partido Pessoas–Animais–Natureza enviou ao Governo, esta sexta-feira, o memorando de entendimento com cerca de 60 propostas, no âmbito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "O PAN fez chegar ao Governo um memorando do qual …

Alterações ao Orçamento de 2021 custaram, afinal, muito mais do que o estimado pelo Governo

Apenas duas das 291 medidas adicionadas representaram um impacto anual de 88 milhões de euros, com o Governo a calcular, durante a especialidade, que a totalidade custaria 3,2 milhões de euros. As alterações feitas ao Orçamento …

Entre a pandemia e os preços da energia, Marcelo alerta que chumbo do OE criaria "mais um problema"

O Presidente da República reiterou, esta sexta-feira, que deseja evitar uma crise política criada por um eventual chumbo do Orçamento de Estado, porque "só juntaria um problema" à pandemia e à subida dos preços dos …