Pandemia pode causar “fome de proporções bíblicas”

United Nations Photo / Flickr

A pandemia de coronavírus poderá levar o mundo a enfrentar fome generalizada “de proporções bíblicas” dentro de alguns meses caso não sejam tomadas ações imediatas, alertou o diretor da agência de ajuda alimentar da Organização das Nações Unidas (ONU).

Como apontou a NPR, aproximadamente 135 milhões de pessoas em todo o mundo viviam à beira da fome em 2019, de acordo com o Programa Alimentar Mundial. Um relatório realizado pela ONU e por outras organizações, divulgado na quinta-feira, mostra que pelo menos 265 milhões de pessoas estarão nessa situação em 2020, devido à pandemia.

Citado pelo Guardian, o diretor executivo do Programa Alimentar Mundial, David Beasley, disse que 30 países em desenvolvimento podem atingir uma situação de fome generalizada e, em 10 desses – Iémen, Congo, Afeganistão, Venezuela, Etiópia, Sudão do Sul, Síria, Sudão, Nigéria e Haiti -, já existem mais de um milhão de pessoas à beira da fome.

“Não estamos a falar de pessoas que vão dormir com fome”, disse o responsável ao Guardian. “Estamos a falar de condições extremas, estado de emergência – pessoas a caminhar literalmente para a beira da fome. Se não conseguirmos comida para essas pessoas, elas vão morrer”, sublinhou.

Esta “é mais do que apenas uma pandemia – está a criar uma pandemia de fome. É uma catástrofe humanitária e alimentar”, frisou Beasley, que levou a sua mensagem ao conselho de segurança da ONU na terça-feira, alertando os líderes mundiais para uma ação rápida e pedindo que adiantassem cerca de dois mil milhões de dólares (cerca de 1,8 mil milhões de euros) em ajuda prometida.

“Há um risco real de que possam morrer mais pessoas devido ao impacto económico da Covid-19 do que pelo próprio vírus”, notou o responsável, citado pelo Washington Post.

O Guardian informou que são necessários 350 milhões de dólares (aproximadamente 323 milhões de euros) para reforçar a rede que levará alimentos e material médico – incluindo equipamentos de proteção individual – para os locais onde essa ajuda é necessária.

Mesmo antes da crise de Covid-19, Beasley apelava para um aumento do financiamento de ajuda alimentar aos países mais necessitados, cujos sistemas alimentares estavam em rutura devido aos conflitos e aos desastres naturais.

O diretor executivo do Programa Alimentar Mundial, David Beasley

“Já dizia que 2020 seria o pior ano desde a Segunda Guerra Mundial, com base no que previmos no fim do ano passado”, indicou o diretor executivo. A pandemia, que ninguém poderia prever, “levou-nos a um território desconhecido”, salientou. “Agora, esta é uma tempestade perfeita. Estamos a prever uma fome generalizada de proporções bíblicas”.

Avançando que é impossível prever como estará a situação daqui a quatro semanas, Beasley defendeu que “se conseguirmos dinheiro e mantivermos as cadeias de suprimentos abertas, poderemos evitar a fome. Podemos parar com isso se agirmos agora”.

O diretor executivo do Programa Alimentar Mundial pediu aos países que não implementem proibições de exportação ou outras restrições que possam influenciar o fornecimento de alimentos além-fronteiras. Defendeu ainda que o dinheiro, por si só, não será suficiente. “Precisamos de dinheiro e acesso – não um ou outro, ambos”, declarou.

O responsável apontou para uma queda acentuada nas remessas para o exterior que prejudicará países como o Haiti, o Nepal e a Somália; uma perda de receita no turismo que terá impacto negativo na Etiópia, por exemplo; e o colapso dos preços do petróleo, que prejudicará países de baixa receita, como o Sudão do Sul, onde o petróleo representa 99% do total das exportações.

O relatório da ONU apresentado na quinta-feira revelava que os refugiados estão “particularmente vulneráveis” aos impactos económicos e à doença. “A Covid-19 é potencialmente catastrófica para milhões que já só estão presos por um fio”, disse o economista-chefe da agência, Arif Husain, num comunicado divulgado com o relatório.

“É um golpe para milhões [de pessoas] mais, que só podem comer se tiverem um salário”, acrescentou Husain. “Só era preciso mais um choque – como a Covid-19 – para empurrá-los para além do limite. Precisamos agir coletivamente agora para mitigar o impacto desta catástrofe global”, frisou.

“Estamos juntos nisto. Podemos impedir que isso se torne uma fome generalizada. Mas precisamos agir com rapidez e inteligência”, apontou ainda Beasley, diretor executivo do Programa Alimentar Mundial, que, em 2019, ajudou 100 milhões de pessoas, com um orçamento de cerca de 7,5 mil milhões de dólares (à volta de 6,9 mil milhões de euros).

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Selso Cancelar resposta

Estudo sugere que os macacos podem ter-se domesticado como os humanos

Um novo estudo sugere que os macacos, tal como os humanos, podem envolver-se no processo de auto-domesticação, alterando o curso da sua própria evolução e fisiologia através da forma como se comportam uns com os …

A estrela morta que emitiu ondas de rádio no interior da Via Láctea voltou a fazê-lo

O magnetar SGR 1935+2154, que em abril emitiu a primeira explosão de rádio conhecida de dentro da Via Láctea, explodiu mais uma vez. A pequena estrela morta responsável pela primeira deteção de explosões rápidas de rádio …

"Asteróide do caos". Novos dados confirmam que Apophis pode impactar com a Terra em 2068

Um astrónomo do Instituto de Astronomia da Universidade do Havai revelou novas descobertas críticas relacionadas com um grande asteróide que deverá passar muito perto da Terra. Dave Tholen e os seus colaboradores anunciaram a deteção da …

Luís Filipe Vieira reeleito com 62,59% dos votos

Luís Filipe Vieira foi reeleito para um sexto mandato como presidente do SL Benfica, com 62,59% dos votos dos sócios. Vieira está à frente do emblema da Luz desde 2003. Nem a pandemia travou os sócios …

Sporting 3-1 Gil Vicente | “Pote” de ouro na recta final

Sofrimento e alívio. O Sporting esteve a perder em casa por 1-0 com o Gil Vicente até aos 82 minutos, mas deu a volta ao marcador num curto espaço de tempo, acabando por fixar o …

Descoberto na Austrália recife de coral mais alto do que o Empire State Building

Um novo recife "maciço" de 500 metros foi descoberto na Grande Barreira de Corais da Austrália, tornando-o mais alto do que alguns dos arranha-céus mais altos do mundo. Os cientistas encontraram o recife separado - o …

Encontrados restos de ossos e madeira em pregos que terão sido usados na crucificação de Jesus

Um geólogo israelita analisou pregos supostamente associados à crucificação de Jesus Cristo e descobriu que os objetos contêm traços de osso e madeira. Em 1990, durante a escavação em Jerusalém do túmulo de Caifás, o sumo …

Oreo construiu um "Cofre do Apocalipse" para proteger as suas famosas bolachas

Depois do Svalbard Global Seed Vault, que guarda mais de um milhão de amostras de sementes num bunker, e o Arctic World Archive, que preserva os dados do mundo de hoje, a Oreo criou um "Cofre do …

"O Palmeiras sabe quem é o Abel?" - as dúvidas no Brasil, parte II

Abel Ferreira deverá ser confirmado como novo treinador do Palmeiras nesta sexta-feira. No Brasil voltam a surgir questões sobre as contratações de técnicos estrangeiros. Lembra-se de Marco de Vargas, o jornalista da FOX Brasil que não …

Guru de seita de escravas sexuais condenado a 120 anos de prisão

O guru de uma seita de escravas sexuais, conhecida como NXIVM, foi condenado a 120 anos de prisão. Foi considerado culpado de obrigar mulheres a fazer sexo com ele. Keith Raniere, guru da seita de escravas …