A palavra de Costa não pode valer menos que a Constituição

portugal.gov

Pedro Mota Soares

O dirigente e deputado do CDS-PP Pedro Mota Soares defendeu este domingo, a propósito dos impostos sobre os combustíveis, que a palavra do primeiro-ministro, António Costa, não pode valer menos do que a letra da Constituição.

Mota Soares assumiu esta posição em declarações à agência Lusa, depois de António Costa ter afirmado que a aprovação do projeto de lei do CDS-PP que elimina o adicional ao Imposto sobre os Combustíveis (ISP), não terá “nenhuma tradução prática” este ano, porque “a Constituição não permite ao parlamento aprovar reduções de receita”.

Rejeitando que haja um problema de constitucionalidade, o dirigente do CDS-PP considerou que “o primeiro-ministro fala muito da Constituição”, quando “deveria falar da sua palavra”, defendendo que “a palavra do primeiro-ministro tem de valer tanto quanto a letra da Constituição”.

O ex-ministro do Trabalho e da Segurança Social referiu que António Costa “prometeu aos portugueses que este imposto seria neutral, isto é, quando a gasolina começasse a subir o imposto iria começar a descer”.

Falhou a sua promessa, falhou o seu compromisso. O que o CDS quer fazer é obrigar o Governo a honrar a palavra que deu”, prosseguiu Mota Soares, sustentando que, “se o primeiro-ministro quer cumprir a palavra que deu, tem de apoiar a proposta do CDS de extinção, com efeitos imediatos, da sobretaxa sobre a gasolina e o gasóleo“.

O dirigente do CDS-PP rejeitou que essa eliminação constitua uma violação da Constituição, “pelo seguinte: face ao que o Orçamento do Estado prevê nos impostos sobre a gasolina e sobre o gasóleo, o Estado vai receber mais do que o que tinha previsto no início do ano”. Devido ao aumento do preço do barril de petróleo, “só em IVA, o Estado vai encaixar muito mais”, apontou.

O projeto de lei do CDS-PP que elimina o adicional ao ISP foi aprovado, na generalidade, na sessão plenária de quinta-feira, com votos a favor dos centristas, do PSD e do PAN, votos contra do PS e a abstenção de PCP, BE e PEV, e agora será debatido na especialidade na Comissão de Orçamento e Finanças.

“Por nós, é possível descer já este imposto sobre a gasolina e sobre o gasóleo. Se os outros partidos nos quiserem acompanhar, isto torna-se uma realidade para os portugueses”, disse Mota Soares. Em seguida, reiterou: “Para nós, a Constituição é muito importante, mas a palavra do primeiro-ministro não é menos importante”.

Mota Soares insistiu que “foi o primeiro-ministro que prometeu que este imposto seria neutral” e argumentou que “a neutralidade foi explicada pelo próprio Governo: sempre que a gasolina subisse quatro cêntimos, era possível descer um cêntimo em impostos”.

“Neste momento, o Governo não está a cumprir isso. Para nós, está assegurado o cumprimento da Constituição, não está assegurado o cumprimento da palavra do primeiro-ministro. E isso é muito relevante”, concluiu.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro desvalorizou a aprovação do diploma do CDS-PP e afirmou que “essa folga nunca pode existir este ano porque a Constituição não permite ao parlamento aprovar reduções de receita”.

“Há um debate em curso na Assembleia e, como o Governo disse, só estamos disponíveis para discutir a tributação da energia no seu conjunto e no momento próprio – o debate orçamental”, acrescentou António Costa.

“Antes disso, é absolutamente prematuro, é uma coisa de iniciativa política, mas que não tem nenhuma tradução prática”, reforçou o chefe do Governo.

O Governo introduziu em 2016 o denominado adicional ao imposto sobre a gasolina e o gasóleo, quando os preços do petróleo, que, entretanto, foram aumentando, atingiram níveis historicamente baixos.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O Passos Coelho também tinha prometido qualquer coisa que não recordo e foi penalizado por não cumprir. A verdade é que o meio-indiano está a faltar mais vezes à palavra que o Passos. Deve ser genético.

RESPONDER

Gabriel confirma recuperação. "Pronto para voltar aos relvados"

Recorrendo às redes sociais, o médio brasileiro do Benfica Gabriel confirmou que já recuperou da lesão ocular e que se encontra pronto para voltar aos relvados. "Estou recuperado e pronto para voltar aos relvados graças …

Défice está a agravar-se. Medidas contra a pandemia custaram 660 milhões ao OE

O défice orçamental em abril agravou-se em 341 milhões de euros, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Os impactos da pandemia de covid-19 já se estão a fazer sentir. De acordo com os …

Equipas da I Liga vão poder fazer cinco substituições até ao final da época

As equipas da I Liga vão poder fazer cinco substituições e ter nove jogadores suplentes nos restantes encontros da edição 2019/20, anunciou a Liga de clubes. "No remanescente da época desportiva 2019/20, os clubes devem designar …

António Costa avisa TAP. Plano de rotas "não tem credibilidade"

O primeiro-ministro considera que a Comissão Executiva da TAP tem o dever legal de "gestão prudente" e "não tem credibilidade" um plano de rotas sem prévia informação sobre a estratégia de reabertura de fronteiras de …

Acordo iminente entre FC Porto e PSG por Alex Telles. Dragões encaixam 25 milhões

O desportivo A Bola garante esta quarta-feira que está praticamente alcançado o acordo para a para a transferência de Alex Telles do FC Porto para o PSG. De acordo com o jornal, o negócio que levará …

Líder do CDS não descarta coligações com o Chega (nem apoio a Marcelo nas Presidenciais)

Francisco Rodrigues dos Santos disse, esta quarta-feira, que os "partidos à direita do PS" devem ter as mesmas ferramentas que a geringonça. Por esse motivo, não descarta coligações com o Chega. Numa entrevista à TSF, o …

Sem contrato com Estado, CP só tem dinheiro até junho

A CP - Comboios de Portugal enfrenta dificuldades de liquidez, não só por causa do impacto económico da pandemia, mas também porque o Estado ainda não pagou a respetiva compensação anual pelo serviço público prestado. De …

Encontradas ruínas de uma cidade chinesa construída há 5.300 anos

As ruínas de uma antiga cidade chinesa com 5.300 anos foram encontradas por uma equipa de investigadores. A descoberta revela um planeamento urbano sem precedentes. Uma equipa de investigadores encontrou as ruínas de uma antiga cidade …

Twitter coloca alerta de "verificação de factos" em publicações de Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos rejeitou na terça-feira a interferência do Twitter na "liberdade de expressão" que a rede social exerceu diretamente contra um texto publicado, através do novo processo de verificação de mensagens. "O Twitter …

PSP detém dois polícias suspeitos de integrar grupo criminoso violento

Dois polícias foram detidos numa operação que a PSP está a realizar, esta quarta-feira, em várias zonas do país, em particular em Lisboa e em Setúbal, no âmbito de uma investigação sobre um grupo criminoso …