Costa trava alívio dos combustíveis (e PSD ainda pode chumbar proposta)

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro desvalorizou a aprovação, na quinta-feira, do projecto de lei do CDS-PP para eliminar o adicional ao Imposto Sobre Produtos Petrolíferos (ISP), referindo que o mesmo não vai ter, para já, qualquer “tradução prática”.

Após a aprovação do projecto de lei do CDS-PP, esta sexta-feira o primeiro-ministro António Costa afirmou que, para já, “não há folga orçamental para reduções de receita fiscal porque a Constituição não o permite“.

“Essa folga nunca pode existir este ano porque a Constituição da República Portuguesa não permite ao parlamento aprovar reduções de receita. Há um debate em curso na Assembleia da República e, como o Governo disse, só estamos disponíveis para discutir a tributação da energia no seu conjunto e no momento próprio – o debate orçamental”, afirmou o primeiro-ministro.

António Costa falava aos jornalistas após presidir à reunião plenária da Comissão Permanente de Concertação Social, que junta o executivo e as confederações sindicais e as patronais, na sede do Conselho Económico e Social, em Lisboa, na preparação para o próximo Conselho Europeu.

“Antes disso, é absolutamente prematuro, é uma coisa de iniciativa política, mas que não tem nenhuma tradução prática”, reforçou o chefe do Governo.

Segundo o Correio da Manhã, a bancada socialista subscreve as palavras de António Costa. “Esta matéria não pode ser discutida a mata-cavalo, como quer o CDS“, atirou o deputado Carlos Pereira.

PSD, PCP e BE, admitem fazer todos os esforços para acelerar o processo, e o CDS quer que a proposta seja votada na especialidade até 18 de Julho, o fim da sessão legislativa, mas “dificilmente o Parlamento terá condições para concluir os trabalhos antes das férias”, assume o deputado comunista Bruno Dias.

O diploma dos centristas teve os votos favoráveis de PSD, CDS-PP e PAN, os votos contra de PS e as abstenções de PCP, BE e PEV, enquanto projectos de lei do PCP e do BE sobre o mesmo tema foram chumbados. A iniciativa legislativa democrata-cristã baixa agora à discussão na especialidade.

Para o CDS, a Assembleia da República deu, com a aprovação da proposta na generalidade, “um sinal claro, e um passo decisivo, de que se deve pôr fim ao significativo e injusto aumento do ISP”.

“Esta medida do governo socialista foi adoptada em 2016 sob o lema de uma suposta neutralidade fiscal que nunca se chegou a confirmar. Aliás, tem servido exclusivamente para o Ministro das Finanças conseguir bater recordes sucessivos ao nível da arrecadação fiscal”, lê-se no requerimento do CDS, a que a revista Sábado teve acesso.

O Governo introduziu em 2016 o denominado adicional ao imposto sobre a gasolina e o gasóleo, quando os preços do petróleo, que, entretanto, foram aumentando, atingiram níveis historicamente baixos, nomeadamente o barril de Brent.

No entanto, não é líquido que a proposta do CDS seja aprovada na especialidade. O secretário-geral do PSD, José Silvano, adiantou esta sexta-feira à Lusa que os sociais-democratas só viabilizarão a proposta do CDS na especialidade se ela garantir a neutralidade fiscal.

Segundo Silvano, foi acordado entre Fernando Negrão e o líder do PSD, Rui Rio, que “o projeto do CDS vai ter de ter alterações na especialidade para poder merecer voto do PSD”, nomeadamente garantindo que não diminuirá de forma significativa a receita fiscal prevista.

Também o PCP, que tal como o Bloco de Esquerda se absteve na generalidade, permitindo a viabilização da proposta, deixou claro que só aprovará na especialidade uma formulação que respeite a norma travão do Orçamento do Estado, que diz que uma lei não pode aumentar a despesa ou reduzir a receita orçamental durante o exercício em curso.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Pois é mas se o Exmo Sr. Costa não se recorda este imposto era para compensar a perda de receita quando os combustíveis estavam a preços mais baixos e disse que ia ser revisto de 3 em 3 meses, agora já é definitivo? Vivo em Lisboa e posso dizer que foi graças a este Senhor que pago a água mais cara do país! Obrigado Exmo Sr. Costa, a vida Costa!

RESPONDER

Inspeção da IGAS admite "responsabilidade deontológica" de médicos em Reguengos

A inspeção ordenada pelo Ministério da Saúde ao surto de covid-19 no lar de Reguengos de Monsaraz admite "responsabilidade deontológica" dos médicos que recusaram visitar a instituição no seguimento de instruções da Ordem dos Médicos …

Desconfinar creches e 1.º ciclo em março é possível, mas com "botão de pânico"

O epidemiologista Manuel Carmo Gomes considera que é possível a partir de meados deste mês abrir creches e primeiro ciclo. Contudo, tem de se estar "sempre pronto para parar". O plano de descofinamento será anunciado pelo …

UEFA suspende árbitro do PSG-Basaksehir (mas afasta conduta racista)

Sebastian Coltescu foi suspenso pela UEFA até ao final da atual temporada, devido a "comportamento impróprio" no jogo entre o PSG e o Basaksehir, mas o  organismo afastou qualquer ação racista do romeno. "Foi decidido suspender …

O maior lagarto do mundo tem uma peculiar história de reprodução

O dragão de Komodo (Varanus komodoensis), o maior lagarto à face da Terra, tem uma estranha história de reprodução, de acordo com uma nova investigação científica levada a cabo pela Universidade Nacional da Austrália. De …

Portal Goal aponta Diego Costa ao Benfica (e até avança valores)

O portal desportivo Goal apontou esta segunda-feira Diego Costa, ex Atlético de Madrid e atualmente sem clube, ao Benfica. De acordo com a mesma fonte, o clube da Luz oferece ao jogador um salário de …

Um mandato com "vários mandatos" dentro. A segunda dinastia de Marcelo começa hoje

Esta terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa toma posse para um segundo mandato como Presidente da República. Por volta das 10h30, na Assembleia da República, Marcelo Rebelo de Sousa vai voltar a pousar a mão direita na …

Groundforce em risco de insolvência. Governo ainda sem soluções

O Governo ainda não tem soluções para resolver o problema dos trabalhadores da Groundforce, indicou o ministro das Infraestruturas e da Habitação numa reunião, esta segunda-feira, com os representantes dos colaboradores. "O ministro informou-nos que não …

Peritos propõem plano para desconfinar lentamente ao longo de um mês e meio

Esta segunda-feira, na reunião no Infarmed, os especialistas apresentaram a sua proposta de plano de desconfinamento. A decisão final do Governo só será conhecida na quinta-feira. De acordo com o Expresso, a proposta de plano de …

Parlamento Europeu levanta imunidade a Carles Puigdemont

O Parlamento Europeu levantou, esta terça-feira, a imunidade parlamentar de que gozavam três eurodeputados independentistas da Catalunha, entre eles o antigo presidente da região, fugidos da justiça espanhola após a tentativa de independência de 2017. O …

Sem zaragatoas, basta gritar. Empreendedor cria teste inovador para detetar covid-19

O empreendedor holandês Peter van Wees criou um teste que pode ser o método mais rápido e fácil de detetar covid-19. Basta gritar ou cantar. Peter van Wees criou um teste para detetar a covid-19 que …