Pais de Julen assinam acordo com dono do poço. Caso não vai a julgamento

Daniel Perez / EPA

Os pais de Julen, Jose Rosello e Vicky Garcia

Os pais de Julen, o menino de dois anos que morreu depois de cair num poço em Málaga, em Espanha, chegaram a acordo com o dono do terreno onde estava o buraco.

David Serrano declara-se culpado do crime de homicídio por negligência e terá aceite uma condenação de um ano de prisão e o pagamento de uma indemnização, evitando o julgamento que ia começar esta terça-feira, de acordo com o jornal espanhol La Vanguardia.

De acordo com o jornal espanhol El Español, ainda não é claro qual o valor de indemnização que terá de pagar. Os custos do resgate da criança ultrapassaram os 687 mil euros. Relativamente à pena de um ano de prisão, não tendo antecedentes criminais, David Serrano deverá ficar com a pena suspensa.

As partes entraram em acordo e o procurador também deu o seu aval, restando apenas conhecer-se a decisão do juiz, que deverá acontecer ainda esta segunda-feira.

Estavam já alinhadas cerca de 50 testemunhas e especialistas para falar no Tribunal de Instrução n.º 9 de Málaga, esta semana, no processo que acusava David Serrano de homicídio por negligência grave. O espanhol incorria numa pena de prisão de até três anos.

A defesa do acusado alegava que o proprietário tinha alertado os pais para a existência de vários poços de prospeção de água abertos naquele terreno, acrescentando depois que teria sido a gigante operação de buscas a causar a morte do menino.

Julen caiu a a 13 de janeiro de 2019 num poço de 25 centímetros de diâmetro e 70 metros de profundidade junto à necrópole da Tumba Del Moro, local turístico em Málaga, na região da Andaluzia. A criança foi localizada no dia 26 de janeiro pela 1h25 e cerca de duas horas depois, ainda durante a madrugada, foi possível trazê-lo à superfície.

As operações do seu resgate duraram mais de duas semanas, sendo os trabalhos dificultados pelas características da região.

A autópsia realizada a Julen determinou que a criança morreu devido à queda. Os resultados revelaram ainda que “o tempo de sobrevivência foi curto” e que Julen morreu poucos minutos depois de ter batido com a cabeça. O documento considera ainda que  menino não terá caído em queda livre, uma vez que a velocidade poder ter sido diminuída pelo atrito, roupas e paredes do poço.

O acidente aconteceu enquanto Julen brincava com um dos seus familiares, num terreno propriedade da família, em Totalán, a 22 quilómetros da cidade de Málaga.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Caro ZAP, boa tarde.
    Não tem interesse nenhum, numa tragédia c/esta dimensão; só de pensar na aflição e sofrimento deste menino; mas podem p.f. corrigir:
    (…)Julen caiu A a 13 de janeiro DESTE ANO num poço de 25 centímetros de diâmetro e 70 metros de profundidade(…)” – duplicação do “a” e “ano passado”.
    Muito obrigada e boa semana de trabalho.

RESPONDER

Diretora-geral da Saúde da Escócia demite-se após furar confinamento que impôs

A diretora-geral da Saúde da Escócia, Catherine Calderwood, anunciou na noite de domingo a sua demissão após ter desrespeitado as regras de confinamento que impôs, ao deslocar-se por duas vezes à sua segunda casa durante …

Maduro pede aos norte-americanos que impeçam "novo Vietname" perto de casa

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, dirigiu este domingo uma carta aos norte-americanos, apelando a que travem as alegadas intenções de Trump de avançar para um conflito armado com a Venezuela e impeçam "outro Vietname …

Apareceu um enorme buraco na camada de ozono por cima do Pólo Norte

O Arctic Ozone Watch da NASA relatou a formação de um grande buraco na camada de azono acima do Pólo Norte, que pode ser o maior já registado no norte. Em março, os relatórios de balões …

Descoberto novo candidato a superterra habitável a 12 anos-luz

Um sistema estelar recém-descoberto a 12 anos-luz inclui três mundos na faixa de tamanho entre a Terra e Neptuno, um deles na "zona habitável" da estrela, onde o calor do hospedeiro permite a existência de …

Na Terra ou em Marte: reator híbrido converte CO2 em produtos orgânicos

Uma equipa de investigadores desenvolveu um reator híbrido que utiliza bactérias "ciborgues" incorporadas em nanofios para produzir alimentos, combustível e oxigénio. Segundo o comunicado da Universidade da Califórnia, em Berkeley, este sistema é muito semelhante ao …

Já pode visitar o ponto mais profundo dos 5 oceanos (mas há um preço)

Graças a um explorador rico, em maio, alguns sortudos poderão escapar da pandemia de covid-19 durante um curto período de tempo, mergulhando ao ponto mais profundo conhecido dos oceanos da Terra. O Challenger Deep é o …

Os tubarões são mais fáceis de capturar em águas mais frias

As áreas equatoriais quentes são o local onde a vida marinha é mais biodiversa. No entanto, os navios de pesca são mais propensos a capturar tubarões e atum em regiões oceânicas frias. Vivem mais espécies perto do …

Golfinhos machos "cantam" juntos para seduzir fêmeas

Um novo estudo científico sugere que os golfinhos machos "cantam" todos juntos, de forma síncrona, para seduzirem as fêmeas a ter relações sexuais. De acordo com a revista Newsweek, os investigadores analisaram várias gravações de "pops" — …

Na Etiópia, os apagões da Internet afetam a vida de milhares de pessoas

A Internet desempenha um papel decisivo na transformação da vida de milhares de etíopes e é por isso que as paralisações têm um enorme impacto económico.  Entre janeiro e o final de março, os habitantes da …

É urgente moldar as áreas urbanas de África para suportar futuras pandemias

Quando o tema é a Covid-19, o poder das cidades provém do número de interações entre pessoas, empresas e mercados que estes centros populacionais permitem. Apesar de todas as suas virtudes, a verdade é que …