Os brasileiros assobiaram e Lavillenie não conteve as lágrimas

Bernd Thissen / EPA

-

O atleta francês do salto com vara recebeu a medalha de prata em lágrimas, depois de ter sido novamente assobiado no Estádio Engenhão.

Depois de ter sido vaiado na passada segunda-feira, durante a disputa pela medalha de ouro, Renaud Lavillenie, campeão em Londres 2012, ficou em lágrimas durante a cerimónia do pódio.

A entrega das medalhas aconteceu ontem e a audiência voltou a assobiar o vice-campeão olímpico do salto com vara, que se mostrou claramente desgostoso com a reação do público.

O presidente do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach, considerou as vaias inaceitáveis.

“Comportamento chocante do público que assobiou Renaud Lavillenie no pódio. Inaceitável nos Jogos Olímpicos“, lê-se na mensagem reproduzida na conta oficial do COI no Twitter.

Um fotógrafo da AFP captou o momento depois da entrega das medalhas em que o brasileiro Thiago Braz, que conquistou a medalha de ouro, consola o atleta francês.

Na segunda-feira, já depois do brasileiro ter surpreendentemente superado a fasquia a 6,03 metros, Lavillenie, quando se preparava para tentar 6,08, foi brindado com uma vaia por parte do público presente e maioritariamente brasileiro.

O recordista mundial da especialidade condenou a conduta dos espetadores, comparando-a ao tratamento prestado ao norte-americano Jesse Owens, nos Jogos Olímpicos Berlim 1936, em plena época nazi.

“Em 1936, o público estava contra Jesse Owens. Nunca assistimos a isto desde então, mas temos de lidar com isto”, afirmou Lavillenie depois da prova.

O francês viria a desculpar-se por estas declarações, considerando que a comparação era despropositada, justificando-as com o facto de ter sido feitas a quente.

“Realmente perturbou-me, senti a maldade do público e pratico um desporto em que nunca se vê isto”, referiu.

Depois da segunda vaia, a organização dos Jogos já admitiu que o público brasileiro ultrapassou os limites.

“Como cidadãos brasileiros e como adeptos do desporto não achamos que vaias sejam a atitude certa, mesmo quando estão frente a frente e um jovem brasileiro tem a hipótese de bater um campeão do mundo”, afirmou o porta-voz do Rio 2016, Mario Andrada.

O representante assegurou que a organização “pretende intensificar o diálogo com os adeptos brasileiros nas redes sociais, para que se comportem de forma adequada e elegante, sem perderem a paixão pelo desporto”.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Os brasileiros portaram-se mal.Eu se fosse o françês,virava as costas à competição e fazia um grande manguito ao público brasileiro,pois numa olimpíada temos que ser imparciais.Estes jogos olímpicos só mostram que o Brasil nunca sairá do 3º mundo,onde foi engavetado pelos políticos que o dirigiram!A corrupção quando se generaliza,altera os comportamentos sociais e branqueia-se o que é mais negativo!Um país com tanto potencial transformado num grande buracão…..

  2. A generalidade do brasileiro, não tem educação, fala alto, desconhece palavras tipo, obrigado, ótimo para o insulto e para a agressão.

RESPONDER

Estado emprestou dois milhões à Cruz Vermelha para pagar salários

A Parpública SGPS emprestou dois milhões de euros ao Hospital da Cruz Vermelha, nomeadamente para fazer pagamento de salários. A Parpública SGPS, holding tutelada pelo Ministério das Finanças, libertou dois milhões de euros para permitir ao …

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …