Operação burkini. Muçulmanas desafiam a lei e saltam para a piscina

Contrariando as regras impostas e apanhando de surpresa os responsáveis de uma piscina pública, um grupo de mulheres muçulmanas vestiram os seus burkinis e saltaram para a água.

Um grupo de mulheres muçulmanas lançou recentemente um protesto contra as regras das piscinas públicas, que proíbem o uso de burkinis. Por ser um “direito das mulheres muçulmanas”, este grupo de mulheres de Grenoble, em França, luta por ele e desobedece às regras numa ação a que deram o nome de “Operação Burkini“.

O protesto aconteceu na piscina de Jean Bron que, tal como muitas por todo o país, baniu o uso de burkini. Segundo a BBC, no domingo, o grupo de mulheres entrou na piscina com o burkini vestido, só com o rosto, os pés e as mãos a descoberto.

O nadador salvador da piscina pública avisou-as de que não era permitido, mas não resultou. As mulheres mergulharam na piscina e juntaram-se às outras pessoas que ali passavam a tarde, vestindo os seus fatos de banho, biquínis ou calções.

Tínhamos o sonho: divertirmo-nos numa piscina pública como qualquer outro cidadão, acompanhar os nossos filhos por toda a piscina, sobretudo porque Grenoble é muito quente no verão”, disseram à BBC Hassiba e Latifa, duas das protestantes.”Temos de lutar contra as políticas discriminatórias em França, uma vez que estamos realmente a ser privados dos nossos direitos de aceder a infraestruturas camarárias.”

Apesar de terem levado a cabo a Operação Burkini, as mulheres acabaram por ser interrogadas pelas autoridades e multadas em 35 euros, avançou o France Bleu.

Esta é mais uma ação, inspirada em Rosa Parker, uma ativista negra que, em 1955, no Alabama, se recusou a levantar-se para dar lugar a um branco no interior de um autocarro. Em maio de 2018, a Citizen Alliance lançou uma petição – entretanto assinada por 600 mulheres muçulmanas – para que o autarca da cidade recuasse na legislação e nas regras de acesso a piscinas públicas, numa campanha que dura já há mais de um ano.

França foi o primeiro país do mundo a banir o uso público do véu que cobre a totalidade do rosto. De acordo com o Expresso, em 2016, a política francesa foi arrebatada pela discussão da proibição do uso daquele género de roupa de banho. Os argumentos para a interdição prendiam-se com o facto de estes “não serem compatíveis com os valores de França e da República”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Medidas urgentes" para a Saúde. PCP quer medicamentos gratuitos para doentes crónicos

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, anunciou este domingo que o partido vai apresentar "medidas urgentes" na área da saúde, destacando-se a dispensa gratuita de medicamentos para doentes crónicos e a criação do Laboratório …

Dinamarca responde a Trump: A Gronelândia não está à venda

O Presidente dos Estados Unidos quer comprar a Gronelândia "por razões estratégicas". A primeira-ministra dinamarquesa já fez questão de relembrar Donald Trump que o território não está à venda. Segundo o Expresso, as declarações do Presidente …

Bacalhau do Mar do Norte está em risco (e pode deixar de chegar às mesas portuguesas)

O bacalhau do Mar do Norte está a desaparecer e poderá mesmo deixar de chegar aos pratos dos portugueses. O alarme chegou com um relatório publicado em julho pelo Conselho Internacional para a Exploração do …

Estado poderá recorrer a contratos a termo mais longos do que o privado

O Estado vai poder recorrer a contratos a prazo mais longos do que o privado. O diploma, aprovado no mês passado no Parlamento, prevê para o setor privado a redução da duração máxima dos contratos …

Bruno Fernandes critica horário tardio dos jogos do campeonato

No final da partida com o SC Braga, Bruno Fernandes falou aos jornalistas e aproveitou para criticar o horário tardio de alguns jogos do campeonato. A partida começou às 21h. Este domingo, 12 jogos depois, o …

Protesto em Hong Kong juntou mais de 1,7 milhões de manifestantes

Mais de 1,7 milhões de pessoas manifestaram-se no domingo, em Hong Kong, informou o movimento pró-democracia que tem liderado os grandes protestos contra a lei da extradição, desde o início de junho. Em conferência de imprensa, …

Medvedev entra no top 5 mundial do ténis. Pedro Sousa sobe 23 lugares

Medvedev, de 23 anos, que nunca tinha vencido um torneio de categoria Masters 1000, subiu três posições e figura pela primeira vez entre os cinco primeiros da tabela. O russo Daniil Medvedev, vencedor do torneio Masters …

Só 2% das escolas em Portugal têm desfibrilhadores

Apenas 129 dos 5.909 estabelecimentos de ensino em Portugal têm desfibrilhadores automáticos externos (DAE), o que representa 2,1%. Os dados recolhidos pelo Jornal de Notícias são do INEM, que assegura ainda que nas comunidades escolares existem …

Cerca de oito mil pessoas retiradas da Grã Canária devido a incêndio

Cerca de oito mil pessoas foram retiradas das suas casas em várias cidades no norte da Grã Canária na sequência do incêndio florestal que lavra desde sábado naquela ilha espanhola. De acordo com a agência de …

Guerra aberta no PSD/Porto. Líder local desafiado a demitir-se

Hugo Neto escreveu mensagem dura contra Rui Rio e agora recebeu uma carta de militantes do Porto pedindo-lhe que se demita, acusado de falta de "caráter, lealdade, responsabilidade e espírito de serviço". "Expostos os motivos pessoais, …