Operação antiterrorista em Reims cerca suspeitos do atentado de Paris

A polícia francesa avançou esta noite com uma operação antiterrorista em Reims, a cerca de 130 quilómetros de Paris, na sequência do ataque contra a sede do jornal satírico Charlie Hebdo, noticiou a agência France Presse.

A operação está a ser levada a cabo por uma unidade de elite da polícia francesa para deter os suspeitos do ataque de Paris, que fez 12 mortos e mais de uma dezena de feridos, disse fonte oficial.

A mesma fonte apelou aos jornalistas no local para terem a “maior prudência”, ao prever vários cenários adversos, como a possibilidade de os suspeitos escaparem às autoridades ou haver um tiroteio.

A imprensa francesa noticiou a identificação e a localização de três homens suspeitos de terem perpetrado o ataque.

Entre os suspeitos estarão dois irmãos franceses, Said Kouachi e Cherif Kouachi, com 32 e 34 anos, respetivamente,e o jovem Hamyd Mourad, de 18 anos, cuja nacionalidade ainda não é conhecida.

Três homens vestidos de preto, encapuzados e armados atacaram hoje de manhã a sede do Charlie Hebdo, no centro de Paris, provocando 12 mortos (10 vítimas mortais entre jornalistas e cartoonistas e dois polícias) e 11 feridos, quatro dos quais em estado grave.

Os autores gritaram “Allah Akbar” (Alá é Grande) e “afirmaram pretender vingar o profeta” Maomé.

Entre as vítimas do ataque estão os conceituados cartoonistas Stéphane “Charb” Charbonnier, 47 anos e diretor da publicação, Jean “Cabu” Cabut, 76 anos, Georges Wolinksi, 80 anos, e Verlhac “Tignous” Bernard, 58 anos.

O jornal satírico tornou-se conhecido em 2006 quando decidiu voltar a publicar ‘cartoons’ do profeta Maomé, inicialmente publicados no diário dinamarquês Jyllands-Posten e que provocaram forte polémica em vários países muçulmanos.

robwatling / Flickr

 Said Kouachi e Cherif Kouachi, com 32 e 34 anos, suspeitos do ataque contra a sede do jornal satírico Charlie Hebdo

Said Kouachi e Cherif Kouachi, com 32 e 34 anos, suspeitos do ataque contra a sede do jornal satírico Charlie Hebdo

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …