OE2021. Pontas soltas, alguns avanços e uma certeza: se houver entendimento, há acordo por escrito

Fernando Veludo / Lusa

Duarte Cordeiro substitui Pedro Nuno Santos na Secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares

Se houver entendimento em algumas matérias com o Bloco de Esquerda e o PCP, haverá um “compromisso escrito”, adiantou Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares.

Em entrevista ao podcast Política com Palavra, do PS, Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, deu a entender que ainda há muitas pontas soltas nas negociações do Orçamento do Estado para 2021. Ainda assim, admitiu que se as medidas chegarem a acordo, “se traduzirão necessariamente em compromissos escritos da parte do Governo relativamente àquilo que estamos disponíveis a fazer”.

Levantando apenas a ponta do véu, o governante disse que estão a ser feitos alguns avanços em matérias como as alterações no Código do Trabalho e a nova prestação social.

No campo da lei laboral, o Governo admite agora que é preciso “um esforço” para a manutenção de emprego e que “as empresas que beneficiam de apoios públicos devem fazer esse esforço”. Assim, o Governo não impedirá os despedimentos nas empresa que têm lucros, mas sim nas que têm apoios do Estado.

O Governo está também a negociar uma “limitação do número de contratos de trabalho temporário” e quer obrigar as empresas “a que, quando existe relação de trabalho, ela tenha de se constituir como contrato de trabalho (…) imputando maiores responsabilidades aos empregadores”.

Fruto das negociações com a esquerda, o Executivo de António Costa admite agora uma “moratória que suspenda o fim dos contratos coletivos de trabalho durante um período de tempo – por exemplo, durante o próximo ano”.

Já sobre o Novo Banco, o Governo está a tentar uma solução que não passa pela injeção direta de dinheiro do Orçamento do Estado, procurando “respostas que permitam satisfazer esse pedido de não emprestar diretamente ao Fundo de Resolução”.

Para agradar à esquerda, está em cima da mesa o pedido à banca para que sejam os bancos a emprestar dinheiro ao Fundo de Resolução.

Em relação à direita, Duarte Cordeiro seguiu a mesma linha que António Costa e disse ao Expresso que, se não for com a esquerda, não haverá negociações com o PSD. “Se a esquerda não viabilizar este caminho vamos ter de perceber que condições temos para prosseguir. Colocar-se-á uma questão complexa: como é que avançamos? Qual é o sentido do avanço?”

“Olhando para este PSD, para o conjunto de políticas que defende, está muito distante daquilo que o PS defende”, acrescentou.

Densidade populacional e mobilidade

A densidade populacional e a mobilidade estão a ser os fatores mais determinantes para a rápida propagação da covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo, defendeu o coordenador da resposta à doença neste território, Duarte Cordeiro.

“Esse é um elemento que eu acho que merece ser mais estudado, mas que pode ser um fator diferenciador que justifica a persistência de um conjunto de casos [de covid-19] em alguns territórios e alguns concelhos”, afirmou o também secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, numa entrevista ao podcast Política com Palavra.

Nesse sentido, o governante sublinhou que na região de Lisboa se encontram alguns dos municípios que “estão no topo da densidade urbana e populacional” e que a mobilidade nestes territórios contribui para a velocidade de propagação e transmissão, uma vez que as pessoas que ali habitam “têm maior contacto e estão menos isoladas”.

Duarte Cordeiro destacou, igualmente, o trabalho que tem sido desenvolvido pelas equipas de saúde pública, sublinhando que existem hoje “mais pessoas a fazer o rastreio de contactos para quebrar as cadeiras de transmissão”.

No entanto, reconheceu a necessidade de reforço das equipas: “Não vamos esconder a necessidade de reforçar as equipas numa lógica, num horizonte temporal mais alargado. Precisamos de repensar o número de equipas e a quantidade de médicos e a Saúde tem feito um trabalho no sentido de procurar responder também a esse desafio”, apontou.

Questionado sobre a possibilidade de se optar por fazer confinamentos localizados, como acontece na cidade espanhola de Madrid, se os números em Lisboa e Vale do Tejo continuarem a subir, o governante defendeu que essa é uma situação a evitar.

“Eu acho que o confinamento traz um conjunto de fenómenos sociais e económicos gravíssimos que nós devemos evitar em todas e quaisquer possibilidades. Aquilo que interessa é monitorizar a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde, como um todo, na região de Lisboa e Vale do Tejo”, defendeu.

Duarte Cordeiro lembrou que o objetivo das medidas que foram tomadas foi o de evitar o contacto, a aglomeração, das pessoas, daí as restrições de horários e a limitação de algumas atividades, entre outras. “Tivemos a reversão de algumas dessas medidas. Dentro dessa lógica podemos sempre repor um conjunto de medidas”, frisou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. No meu entender só poderá haver duas soluções, um acordo com os partidos de extrema-esquerda ou nenhum acordo, penso que o senhor Costa pelas afirmações que fez que barrou de vez um entendimento mais à direita a não ser que há última hora tanto Costa com Rui Rio “percam” a vergonha e contraiam matrimónio.

  2. Para agradar à esquerda! já que a Esquerda devia pensar nas pessoas, e sabendo que há pessoas pobres que preferem poupar do quase nada que tem, que andar a pedir esmola, era fazer uma lei que os bancos fossem obrigados a pagar juro pelas poupanças que os Portugueses entregam aos bancos e obrigar os bancos a dar explicações aos depositários como andam as contas, porque neste momento, o que acontece é que somos obrigados a enviar o nosso dinheiro do ordenado para o banco para depois pagar ao banco taxas e taxínhas sem receber nada em troca pelo contrario, vão buscar do próprio e se não injetarmos mais dinheiro ficamos sem nada, já que temos um governo de esquerda, que diz que é amigo do povo, temos também o banco de Portugal, porque é que não põe o banco de Portugal a trabalhar em favor do povo Português? sobre tudo agora para orientar o dinheiro da bazuca, os Portugueses são assim tão maus gestores que não conseguem orientar o seu próprio dinheiro? e são precisos os bancos estrangeiros para mexer no dinheiro dos Portugueses e depenar-nos vivos, em todos os distritos há instalações do banco de Portugal! porque não as põe a funcionar? onde está o governo de esquerda? isto também é Portugal! ou Portugal é só aquelas leis que nada faz por ele! trabalhar é ver trabalho não é blá , blá, agora faço eu, agora fazes tu, agora faço eu mais tu, isto é governar Portugal.

RESPONDER

Israel cria "task force" para reverter boicote da Ben & Jerry's na Cisjordânia

Israel criou uma task force para pressionar a empresa de gelados norte-americana Ben & Jerry's e a sua proprietária, Unilever, a reverterem a decisão de boicotar a ocupação israelita na Cisjordânia. "Precisamos de aproveitar os 18 …

Violência armada. 430 mortos na última semana nos EUA e 2021 pode ser dos piores anos de sempre

Só na semana passada registaram-se cerca de 430 mortos e mais de 1000 feridos associados a tiroteios, num ano que está a ser marcado pelo aumento da violência armada nos Estados Unidos. O ano passado foi …

Principais indicadores da crise climática estão a atingir "ponto de inflexão", revela estudo

Um novo estudo sobre os sinais vitais do planeta revelou que muitos dos principais indicadores da crise climática estão a piorar e a aproximar-se ou ultrapassar os pontos de inflexão, à medida que as temperaturas …

Biden acusa a Rússia de tentar intervir nas eleições de 2022 para o Congresso

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, acusou na terça-feira o seu homólogo russo, Vladimir Putin, de tentar interferir nas eleições para o Congresso de 2022, espalhando "desinformação". "Veja o que a Rússia já está …

Polícias rejeitam proposta do MAI para o subsídio de risco e prometem novos protestos

Os sindicatos da PSP e as associações socioprofissionais da GNR rejeitaram, esta quarta-feira, a proposta apresentada pelo Governo para o subsídio de risco e prometem novos protestos até que seja atribuído "um valor justo". "Saímos completamente …

Desta vez, van Vleuten ganhou mesmo (aos 38 anos)

Ficou para trás o episódio caricato do último domingo. Annemiek van Vleuten é a nova campeã olímpica de ciclismo, contrarrelógio. Annemiek van Vleuten iria ficar ligada a um dos momentos mais insólitos, ou mesmo o mais …

Bruxelas assegura aquisição de medicamento para tratamento precoce da covid-19

A Comissão Europeia anunciou, esta quarta-feira, um contrato de aquisição conjunta com a farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK) para a compra do sotrovimab, um medicamento destinado ao tratamento precoce da covid-19, cuja utilização está a ser analisada …

Vacinados escapam às restrições da "lista âmbar" britânica

Pessoas vacinadas contra a covid-19 que viagem a partir dos Estados Unidos (EUA) ou da União Europeia (UE) podem evitar a quarentena caso venham de um país da "lista âmbar" britânica, onde está Portugal. Segundo o …

Equador retira nacionalidade ao fundador da Wikileaks, Julian Assange

O governo equatoriano revogou a decisão de 2018 devido a incongruências burocráticas. O advogado de Assange já disse que vai recorrer e que a decisão foi tomada sem o fundador da Wikileaks ser ouvido. O Equador …

Os primeiros resultados dos Censos: Portugal perdeu população pela primeira vez desde 1970

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou, esta quarta-feira, os primeiros resultados dos Censos 2021, cujas respostas por via digital ultrapassaram os 99%. Portugal tem hoje 10.347.892 residentes, menos 214.286 do que em 2011, segundos os …