Em menos de um mês, Santana Lopes fez nascer o Aliança

Miguel A. Lopes / Lusa

Ex-primeiro ministro, ex-presidente da câmara de Lisboa e da Figueira da Foz, ex presidente do PSD e do Sporting, ex provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Pedro Santana Lopes

Em menos de um mês, Pedro Santana Lopes anunciou a criação de um partido e recolheu as assinaturas necessárias para o formalizar. A Aliança nasce esta terça-feira na sede do Tribunal Constitucional (TC). 

Arranca hoje o processo de formalização do Aliança com a entrega de assinaturas no TC, que o deverá tornar a 23.ª formação política em Portugal. De acordo com a Lusa, a entrega será feita pelas 16:00 no Palácio Ratton, em Lisboa.

A recolha de assinaturas foi feita em tempo recorde – em apenas 21 dias e em pleno mês de agosto – e até angariou mais assinaturas do que as exigidas pela lei.

Fonte da estrutura partidária revelou que serão entregues mais do que as 7.500 assinaturas determinadas por lei, salientando que estas chegaram de todo o país, Continente e Regiões Autónomas, e também das comunidades portuguesas emigrantes.

“Está tudo a correr bem, muito bem!”, foi assim que o antigo líder do PSD reagiu, em declarações ao Diário de Notícias, à criação do Aliança.

De acordo com o jornal i, que puxa o tema para a sua capa, o próximo passo do partido passa por fazer uma volta a Portugal, para passar a mensagem de que o Aliança já é oficialmente um novo partido. Será low-cost e terá uma academia de jovens a funcionar durante todo o ano, revela o diário.

No início de agosto, Santana Lopes confirmou a saída do PSD ao fim de 40 anos de militância e a intenção de formar um novo partido, o Aliança. “O que constatei foi que o PSD gostava muito de ouvir os meus discursos, mas ligava pouco às minhas ideias”, justificou, numa carta enviada aos militantes.

Personalismo, liberalismo e solidariedade

Pouco depois, a 20 de agosto, foi divulgada a declaração de princípios do partido, na qual a Aliança afirma ter a sua matriz assente em “três eixos fundamentais: personalismo, liberalismo e solidariedade”.

Nessa mesma data, foi anunciado o início da recolha de assinaturas e, em 15 de setembro, Santana Lopes revelou terem sido ultrapassadas as 7.500 necessárias para a formalização do partido, tempo que considerou “extraordinário” e “sem precedentes”, numa publicação no Facebook.

A declaração de princípios do partido Aliança defende menos Estado, menos carga fiscal e mais alternativas (privadas) nas contribuições à segurança social e no acesso à saúde, assumindo querer ser mais exigente com a União Europeia.

Como “imperativo absoluto”, o partido elege a coesão territorial, destacando-se a importância da “descentralização de entidades e serviços de modo equitativo e planificado por todo o território nacional”.

Em matéria de costumes, a Aliança diz rejeitar “as visões utilitaristas, materialistas e egoístas da vida humana”.

No sistema político, defende-se a criação de uma câmara alta no parlamento (Senado), à semelhança do que existe em alguns países europeus, bem como a introdução de círculos uninominais e a redução do número de deputados.

Em declarações ao Público, Santana Lopes afirmou que a Aliança vai concorrer às europeias de maio, mas assegurou que não será candidato nestas eleições. Sobre legislativas, disse, à SIC, que a ambição é “lutar para ganhar” ao PS de António Costa.

Numa primeira reação, o presidente do PSD, Rui Rio, classificou a criação da Aliança por Santana Lopes como “o concretizar de um sonho” do antigo primeiro-ministro e desvalorizou os efeitos que poderá ter nos resultados eleitorais do seu partido.

Mais tarde, no programa da TSF, Rio elogiou até a frontalidade” de Santana Lopes: “Posso discordar dele ter saído, podemos até achar que é incoerência, candidatou-se a líder e depois sai. Mas, há pelo menos uma frontalidade, sai e agora está legitimado para criticar”, considerou o atual líder do PSD.

Quando se concretizar a sua formalização, a Aliança será o 23.º partido político português registado no Tribunal Constitucional.

Nos últimos dez anos, desde 2008, foram inscritos no TC 11 novos partidos, dos quais apenas um, o partido Pessoas-Animais-Natureza, registado em 2011, conseguiu eleger um deputado à Assembleia da República, André Silva, nas eleições legislativas de 2015.

O partido mais jovem, com apenas nove meses, é a Iniciativa Liberal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. É provável que leve um pouco mais de tempo a morrer até poque nas próximas legislativas terá ainda alguma votação nomeadamente dos opositores do Rio que não querendo sair do partido tudo farão para o tirar de lá. Nem que tenham de votar nas Caves Aliança!

  2. Aliança? Gosto muito, entãoo o tinto,ui ui 😉 Agora se estiverem a falar desta espécie de partido dessa espécie de político falhado que disse que iria andar por aí, não lhe vejo futuro, nem presente sequer. O PS agradeço, e bem haja quem provoque divisões e roube votos ao PSD e CDS. Será que o Santana não vê isso? Será que acredita mesmo que terá futuro? Às vezes questiono a pouco inteligência de certas pessoas que, apesar de tudo, ainda tinham alguma.

  3. Se o PSD não quisesse passar por aquilo que não é (e onde não tem espaço político) e se assumisse como aquilo que é (um verdadeiro partido liberal), a Aliança não teria sido criada.

  4. O homem quer fazer história!!! Como nada fez relativamente aos pelouros que teve, por vezes nem aqueceu a cadeira, com esta motivação vai, certamente, ascender aos anais da história ao fundar um partido que rapidamente vai ser reduzido a cinzas!!!

  5. Este senhor é um” bon vivant”…O que ele quer é protogonismo…Procura cativar os votos de alvguns descontentes…
    Acho já que está démodé…

    • Não sou santanista. Nunca tive filiação partidária, por princípio pois da forma como os políticos se posicionam deixa muito a desejar. Cada cambalhota que até dá arrepios. Saltasse da extrema esquerda para a direita. Do PC para PS ou PSD, so PCTP MRPP para PS ou PSD, do CDS para o PS e atenção não se trata de gente jovem. Enfim apesar de legítimo faz me pensar de alguma incoerência, ou então as ideologias já não fazem sentido. Se assim é será que a existência de partidos faz SENTIDO? assim se cega ao dr sanatana. Todos sabemos que o dr Santana sempre teve um peso muito ideológico e marcou o seu posicionamento no tempo, ideológicamente próximo de Sá carneiro. Tirando o PCP neste momento quem tem marca ideológica em Portugal? é então todos ficamos admirados quando a maioria dos portugueses vendem o interesse coletivo por meia dúzia de lentilhas. Senhores que reclamam porque pagam mais 200 € de IRS por mês quando recebem vencimentos de 3000 € ou mais e não se preocupam com os seus concidadãos recebem reformas de pouco mais de 250€. É este o Portugal que está preocupado com o novo partido Aliança.SEGUE

  6. Não sou santanista. Nunca tive filiação partidária, por princípio pois da forma como os políticos se posicionam deixa muito a desejar. Cada cambalhota que até dá arrepios. Saltasse da extrema esquerda para a direita. Do PC para PS ou PSD, so PCTP MRPP para PS ou PSD, do CDS para o PS e atenção não se trata de gente jovem. Enfim apesar de legítimo faz me pensar de alguma incoerência, ou então as ideologias já não fazem sentido. Se assim é será que a existência de partidos faz SENTIDO? assim se cega ao dr sanatana. Todos sabemos que o dr Santana sempre teve um peso muito ideológico e marcou o seu posicionamento no tempo, ideológicamente próximo de Sá carneiro. Tirando o PCP neste momento quem tem marca ideológica em Portugal? é então todos ficamos admirados quando a maioria dos portugueses vendem o interesse coletivo por meia dúzia de lentilhas. Senhores que reclamam porque pagam mais 200 € de IRS por mês quando recebem vencimentos de 3000 € ou mais e não se preocupam com os seus concidadãos recebem reformas de pouco mais de 250€. É este o Portugal que está preocupado com o novo partido Aliança.SEGUE

RESPONDER

Governo deverá anunciar medidas para bloquear coleção Berardo após as eleições

Num momento em que se tornou público que a Fundação Berardo corre risco de falência, três ministérios estudam as medidas para preservar a coleção do empresário e mantê-la aberta ao público. "Será em breve", garantiram os …

Europeias: PS com candidatos "escondidos", CDU só observa e Rangel já faz rimas ao primeiro-ministro

A dias do escrutínio para o Parlamento Europeu, PS acusou o BE de ser ambíguo, CDS critica respostas de Costa sobre Tancos e PSD quer ver "candidatos escondidos" do PS. Até já há rimas para …

Na corrida às Europeias, o PS está à frente do PSD (e o Bloco já vale o dobro do CDS)

O PS e a Esquerda crescem, o PSD e a Direita perdem. Segundo uma sondagem da Pitagórica para o Jornal de Notícias e TSF, os socialistas somam 32,4% da intenção de voto, enquanto o PSD …

CGD ainda é dos bancos que têm mais crédito para investir em ações

Os bancos cortaram nos empréstimos para a compra de ações desde a crise. Mas têm ainda um valor elevado de financiamentos deste tipo. Este crédito é visto com cautela pelos supervisores e levaram a que bancos …

Partido de Modi a caminho de resultado histórico na Índia

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e o seu partido nacionalista hindu lideram a contagem de votos nas legislativas do país. Às 10h05 (05h35 em Lisboa), o Partido Bharatiya Janata (BJP, ou Partido do Povo Indiano, no …

Hells Angels saem em liberdade (mas com várias proibições)

Os 17 elementos do grupo Hells Angels detidos pela Polícia Judiciária na terça-feira saíram todos em liberdade, após primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa, disseram à agência Lusa advogados no …

Arqueólogos resolveram o mistério dos "porcos" de Barbados

Em Barbados, país insular soberano nas Pequenas Antilhas, existe um mistério histórico desde que os primeiros colonos ingleses chegaram em 1627. À chegada, os exploradores encontraram o que pensavam ser uma vara de porcos europeus selvagens. …

230 professores que pediram pré-reforma ainda não tiveram luz verde

Foram 230 os pedidos de professores interessados em pedir a pré-reforma que chegaram à Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE). Mas até agora nenhum deles teve luz verde para avançar. A pré-reforma com suspensão da prestação de …

Theresa May pode demitir-se esta sexta-feira

A pressão sobre Theresa May tornou-se insuportável, segundo o jornal britânico The Times, que cita fontes dos conservadores próximas de May, após mais uma demissão no executivo de Londres. De acordo com o jornal, a primeira-ministra …

Os percevejos andaram ao lado do T-rex (e sobreviveram ao asteróide que matou os dinossauros)

Percevejos têm sido companheiros parasitas de outras espécies além dos humanos durante mais de cem milhões de anos, tendo caminhado na terra ao mesmo tempo que os dinossauros. Uma equipa internacional de cientistas comparou o ADN …