Rio desvaloriza concorrência de Santana. Eleições ganham-se “ao centro”

Tiago Petinga, Estela Silva / Lusa

Pedro Santana Lopes enfrenta Rui Rio para a liderança do PSD

O presidente do PSD desvalorizou nesta sexta-feira a criação de um novo partido político por parte de Pedro Santana Lopes, considerando que se trata “talvez do concretizar de um sonho” por parte do antigo presidente do partido.

“O doutor Santana Lopes alimentava um pouco esta ideia há muitos anos. Eu próprio na campanha eleitoral falei nisso, porque isto já vem de trás. Tinha a ideia na cabeça e resolveu concretizar”, disse aos jornalistas Rui Rio à margem da visita ao concelho de Monchique, no distrito de Faro.

Pedro Santana Lopes desvinculou-se do PSD e anunciou a criação de um novo partido político, “Aliança“, estando neste momento na fase de recolha de assinaturas. Para Rui Rio, a criação do novo partido por parte do ex-líder do PSD pode até não ser tão negativo para o PSD: “Se o PSD quiser ganhar eleições, não é na direita, ali a combater a Aliança ou o CDS-PP para ir buscar um ou dois por cento”.

“Onde ganha é ao centro, onde exatamente está a abstenção. É num universo de 20, 30, 40 por cento de eleitores que não vota, eleitores de centro moderado. É nesse espaço que é da social-democracia onde está, a juntar o útil ao agradável, o potencial de ganho e de vitória do PSD”, sublinhou. Por isso, acrescentou, o PSD “só tem de convencer essas pessoas que aqui está qualquer coisa de diferente em que vale a pena apostar e votar”.

Rio disse ainda que não está desiludido com a saída e a criação de um novo partido por parte de Pedro Santana Lopes: “Nem vejo como uma coisa tática, mas sim a concretização de uma ideia e um sonho do doutor Santana Lopes, com o qual não vou ficar zangado“.

Rui Rio deslocou-se hoje ao concelho algarvio afetado por um incêndio no início deste mês, onde se reuniu com o presidente da Câmara, com agricultores e produtores florestais, tendo também visitado algumas das áreas ardidas.

Em entrevista à SIC nesta segunda-feira, o ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes assumiu que o objetivo eleitoral do Aliança, partido que quer constituir, é “lutar para ganhar” ao líder do PS, António Costa. Vincando, uma vez mais, que com a fundação deste partido “não quis fazer nenhuma cisão” com o PSD, mas antes tomar “uma decisão”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O “centro” de que Rui Rio fala é na verdade um sistema politico socialista de esquerda tem sido o garante da pobreza de Portugal. Já sei em que irei votar e nao será na continuação dos ultimos 40 anos nesse “centro”

    • Pobreza? so se for de espirito e de analise ,vale a pena ver as estatísticas europeias e do INE em Portugal .,se as souber ler, lamento ter de escrever .Nada aponta nesse sentido ,embora possamos e devamos pedir mais , sempre! Antonio Serzedelo editor do programa de radio quinzenal vidasalternativas. ha 20 anos.

RESPONDER

CIP muda estatutos e António Saraiva recandidata-se ao quarto mandato

Uma alteração aos estatutos que será apreciada numa assembleia geral agendada para o dia 11 de novembro poderá vir a permitir que António Saraiva, atual presidente da CIP - Confederação Empresarial de Portugal, se recandidate …

PS adia negociações com partidos de esquerda

Os socialistas vão adiar todas as reuniões com os partidos sobre as medidas para o Orçamento do Estado. O encontro com o BE estava marcado para amanhã e foi cancelado. O mesmo acontecerá com o …

Protestos continuam em Londres. Ativistas invadem centro financeiro

Centenas de ativistas pelo clima do grupo Extinction Rebellion invadiram esta segunda-feira o centro financeiro de Londres para manifestarem repúdio por as grandes corporações financiarem os combustíveis fósseis. Muitos manifestantes, protegidos da intensa chuva com lonas …

"Tenho muitas dívidas, muito financiamento por pagar"

Isabel dos Santos explicou em entrevista à Lusa a origem dos seus investimentos, salientando serem totalmente privados, o que a levou a criar muitas dívidas. Disse ainda que os empresários têm dificuldade em trabalhar e …

Estados Unidos autorizados a aplicar taxas sobre produtos europeus

A Organização Mundial do Comércio (OMC) autorizou oficialmente esta segunda-feira os Estados Unidos a aplicar taxas alfandegárias sobre 7500 milhões de dólares de importações oriunda da União Europeia devido aos subsídios dados à Airbus. A OMC …

Tribunal rejeita providência cautelar requerida pela Ordem dos Enfermeiros contra ministério

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa rejeitou a providência cautelar pedida pela Ordem dos Enfermeiros (OE) contra o Ministério da Saúde no processo de sindicância à OE, anunciou esta segunda-feira o Governo. Em comunicado, o …

Paraísos fiscais. Portugal transferiu 672 milhões em 2018

Os bancos a operar em Portugal transferiram 672 milhões de euros no ano passado para territórios que constavam das listas de offshores problemáticos da União Europeia. Em 2018, os bancos a operar em Portugal transferiram 672 …

Discurso da Rainha. Entre crime, saúde e imigração, o Brexit foi destaque

Várias propostas de lei relacionadas com o Brexit destacam-se no programa do governo britânico para os próximos meses apresentado esta segunda-feira pela rainha Isabel II no parlamento, o qual inclui a implementação de um eventual …

Conservadores polacos vencem legislativas com maioria absoluta

Os conservadores nacionalistas no poder na Polónia venceram as eleições legislativas com 45,16% dos votos, de acordo com os resultados oficiais que se referem à contagem de 82,79% das circunscrições. O partido conservador eurocético Lei e …

Ambulâncias rejeitadas no Hospital de Setúbal por sobrelotação das urgências

Ambulâncias que chegavam ao Hospital de São Bernardo, em Setúbal, durante a tarde de domingo, foram encaminhadas para outros hospitais. As urgências do centro hospitalar estavam sobrelotadas. Entre as 12h e as 16h30 deste domingo, o …