Novo lay-off passa a ser acessível para empresas com perdas entre 25% e 40%

Tiago Petinga / Lusa

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira

As empresas com quebras de faturação homólogas entre 25% e 40% vão poder recorrer ao apoio à retoma progressiva, instrumento que passa também permitir a redução até 100% do horário quando a quebra de faturação superar os 75%.

Estas alterações ao regime do apoio à retoma progressiva foram detalhadas hoje pelo ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, no final da reunião da Concertação Social durante a qual o Governo apresentou aos parceiros sociais a proposta de flexibilização deste instrumento que, em agosto, veio substituir o ‘lay-off’ simplificado.

“Vai ser também criado um novo escalão destinado a empresas com quebra de faturação entre 25% e 40% face ao período homólogo que podem reduzir o horário até 33%”, disse.



As horas não trabalhadas serão comparticipadas em 70% pela Segurança Social, tal como sucede nos dois escalões atualmente já existentes.

Outra das mudanças ao regime, que o Governo reconheceu ser necessário corrigir face à quebra de atividade que empresas de alguns setores continuam a sentir, passa pela possibilidade de as empresas com quebra de faturação acima de 75% passarem a dispor de um regime mais flexível relativamente à redução do horário podendo, no limite, reduzi-lo até 100% – ou seja, proceder à suspensão temporária do trabalho.

Esta medida tinha já sido anunciada por Siza Vieira, que agora adiantou os detaçhes.

Além da maior flexibilização na gestão da redução do horário, o redesenho do regime do apoio à retoma progressiva terá outra mudança: a comparticipação das horas não trabalhadas passa a ser integralmente assegurada pela Segurança Social.

Deixa assim de haver a divisão atualmente em vigor, em que 70% são pagos pela Segurança Social e 30% pelo empregador.

A flexibilização do Apoio à Retoma Progressiva terá efeitos práticos a partir desta quinta-feira, 1 de outubro, detalha ainda o semanário Expresso.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. quantos FP publicos vão ser abrangidos?
    é que até o pessoal de limpezas da FP ficou em teletrabalho na ultima vaga de layoff.
    arrisco-me a dizer que continua quase tudo o que é de trabalho de escritorio na FP em teletrabalho e com ordenados por inteiro.
    Cortam o vencimento das pessoas de 30% mas as despesas não sofrem alteração.
    Daqui a uns meses fazem auditorias às empresas que recorreram a este mecanismo e arranjam forma de lhes sacar de volta os apoios dizendo que não cumpriram os requisitos.

RESPONDER

A ministra da Saúde, Marta Temido

Carreira de técnico auxiliar de saúde avança já em 2022 (como reivindicava o BE)

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou este domingo que a carreira de técnico auxiliar de saúde vai avançar em 2022, numa antecipação reivindicada pelo Bloco de Esquerda. A criação da carreira de técnico auxiliar de …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

"Não houve proibição nenhuma" de cânticos no Dia do Exército, foi recomendação sanitária

O Presidente da República foi questionado sobre o incidente que levou a que, nas celebrações do Dia do Exército, o ministro da Defesa tenha sido vaiado e pedida a sua demissão por centenas de ex-paraquedistas. …

Até 2030, o plástico irá emitir mais gases de efeito de estufa do que o carvão

Um novo relatório mostra que, até 2030, os plásticos irão emitir mais gases de efeito de estufa do que o carvão, caso a indústria norte-americana mantenha os planos futuros. O aumento contínuo da produção de plástico …

Titã pode estar condenada a chocar contra Saturno

A maior lua de Saturno, Titã, tem um enorme efeito na inclinação do planeta, e o seu afastamento do planeta pode derrubá-lo e condenar a própria Titã. A cada ano que passa, Titã afasta-se 11 centímetros …

É um cenário de filme de ficção científica - mas será possível a Lua colidir contra a Terra?

Está sempre aparentemente calma no céu, mas será que a Lua pode algum dia vir a chocar com a Terra? Há simulações que ajudam a ter uma ideia do que aconteceria neste cenário. Um novo filme …

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …