Novo aeroporto. Rio tem dúvidas (mas PSD tem cartazes a defender “Montijo Já” há três anos)

Hugo Delgado / Lusa

Apesar de o líder do PSD levantar dúvidas sobre a localização do novo aeroporto, há cartazes do partido em Setúbal a exigir o avanço da obra “já”.

Bruno Vitorino, líder do PSD/Setúbal e um dos maiores críticos de Rui Rio, remete para um dos temas que tem dominado a campanha eleitoral: a posição do PSD sobre o novo aeroporto no Montijo. Apesar de o líder social-democrata admitir reavaliar a “solução Alcochete”, a verdade é que existem outdoors do PSD/Setúbal a defender a solução preconizada pelo governo de Pedro Passos Coelho e concretizada por António Costa – e a exigi-la “já”.

“Quando Rui Rio pediu para nos pronunciarmos em 10 minutos sobre 124 páginas de um programa eleitoral que nunca tínhamos visto e sem tempo para analisar questões estratégicas como o aeroporto ou as infraestruturas portuárias disse que não… Olhe, parece que estava a adivinhar”, disse Bruno Vitorino ao Expresso.

Segundo o líder local, o cartaz está na rua “há quase três anos”. “Chegámos a ter dois iguais. Não é uma qualquer afronta a Rui Rio. A nossa posição é esta há muito tempo, não fomos nós que mudámos”, explicou Bruno Vitorino, que foi afastado da lista de candidatos a deputados pela atual direção do PSD.

A questão foi trazida para a campanha por António Costa, que disse estar “apreensivo” depois de ver o “principal partido da oposição” a “colocar em causa a opção já tomada para que o desenvolvimento da capacidade aeroportuária de Lisboa seja complementada com o desenvolvimento do aeroporto do Montijo”.

“Temos de manter uma linha de trabalho que não devolva o país à incerteza do que vai acontecer a seguir. Novas hesitações seriam uma fortíssima ameaça à continuidade da atividade turística. Não há plano B”, defendeu o líder socialista, que continua a aguardar a declaração final da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) — apesar de o Governo ter assinado o acordo com a ANA – Aeroportos de Portugal mesmo antes estarem concluídos os estudos de impacte ambiental.

No debate com André Silva, na RTP, Rui Rio tentou explicar a posição do partido, garantindo que a solução Montijo deve prevalecer, a menos que os “problemas ambientais sejam praticamente inultrapassáveis”. Aí “deveria ser avisado fazer a reapreciação da solução de Alcochete”.

Mais do que uma proposta, Rio explicava que a posição do PSD era condicional. Se o impacte ambiental do projeto Montijo fosse insuportável, a solução Alcochete deveria ser reavaliada.

Por outro lado, o programa eleitoral do PSD é menos condicional do que aquilo que Rio mostrou na RTP. Os sociais-democratas escreveram mesmo, no programa, que é “prematuro afastar cenários” e “que as opções a fazer não dispensam um estudo aprofundado das diferentes soluções”. O PSD chega a admitir renegociar as “condições contratuais da concessão” face aos previsíveis “problemas ambientais” decorrentes da construção de um aeroporto no Montijo.

Bruno Vitorino discorda. “Dos estudos técnicos que são conhecidos e do que foram dizendo todos os intervenientes, não há qualquer razão para acreditarmos que os impactes ambientais não são mitigáveis”, disse. “Mas Rui Rio nunca se reuniu connosco ou com os deputados eleitos. Nunca fomos ouvidos, por isso…”.

O que se sabe é que a posição do PSD/Setúbal em relação ao Aeroporto do Montijo mantém-se – e os cartazes também.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Rio, parece um especialista em confusão. Um dia está de acordo, no outro está contra. É um ser em confusão. Tinha dele outra ideia. Agora errada,é claro.

Responder a Eu! Cancelar resposta

PSD de Castelo Branco pede demissão da deputada do PS Hortense Martins

O PSD de Castelo Branco pediu esta segunda-feira a demissão da deputada socialista Hortense Martins, alegando que não tem condições para representar o distrito, depois de condenada a pagar o arquivamento de um processo onde …

Bruxelas anuncia sexto contrato para vacinas, desta vez com a Moderna

A presidente da Comissão Europeia anunciou, esta terça-feira, um novo contrato para assegurar vacinas contra a covid-19, desta feita com a norte-americana Moderna, que fornecerá até 160 milhões de doses. "Estou feliz por anunciar que aprovámos …

Shinzo Abe investigado por alegado uso ilegal de fundos para financiar eventos privados

Procuradores no Japão estão a investigar o gabinete pessoal do antigo primeiro-ministro Shinzo Abe pela alegada utilização ilegal de fundos para financiar eventos privados, para os quais foram convidados apoiantes do líder japonês entre 2013 …

Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V

A Rússia anunciou, esta terça-feira, que sua vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, tem uma eficácia de 95%, segundo resultados preliminares. Em comunicado no site oficial da vacina russa, o Centro …

Emigrantes querem votar por correio nas presidenciais

O movimento de emigrantes "Também somos portugueses" pede a alteração urgente das leis eleitorais para que possam votar por correio, no mesmo dia em que Marcelo Rebelo de Sousa, atual Presidente da República, anuncia a …

"Um objectivo histórico". Efacec leva luz a todo o Ruanda

A Efacec instalou três sub-estações de alta tensão no Ruanda, contribuindo atingir "um objetivo histórico da República do Ruanda" com "a electrificação total do país em 2023". O projecto da empresa portuguesa está orçado em …

Portugal com mais 85 mortes e 3919 casos de covid-19. Número de internados nunca foi tão alto

Portugal regista, esta terça-feira, mais 85 mortes e 3919 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3919 novos casos, 2284 …

Vésperas de feriado sem confinamento obrigatório

Nos dias 30 de novembro e 07 de dezembro, que antecedem os dois feriados, não serão aplicadas as restrições de circulação definidas para os fins de semana e feriados, embora as escolas interrompam a atividade …

Eduardo Catroga: Foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar apoio do PCP e do BE

Eduardo Catroga, antigo ministro das Finanças de Cavaco Silva, defende que foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar o apoio do PCP e do Bloco de Esquerda, partidos "anti-tudo". O ex-ministro das Finanças …

Ministra garante que situação nas prisões está "controlada". PSD diz que Governo está "sem rei nem roque"

Esta segunda-feira, a ministra da Justiça Francisca Van Dunem esteve reunida com Marcelo Rebelo de Sousa, em Belém, num encontro em que participou também a ministra da Saúde, Marta Temido. À saída de uma audiência com …