Novas revelações aumentam suspeitas contra Proença de Carvalho na Operação Fizz

António Cotrim / Lusa

O advogado Daniel Proença de Carvalho

Ganha força a tese de que o advogado Daniel Proença de Carvalho tentou comprar o silêncio de Orlando Figueira, ex-magistrado do Ministério Público e arguido na Operação Fizz, para proteger o banqueiro Carlos Silva, à luz das novas revelações sobre o caso.

Orlando Figueira, o ex-procurador arguido por corrupção na Operação Fizz, terá mantido dezenas de contactos e de reuniões com o advogado Daniel Proença de Carvalho, após indicação do banqueiro Carlos Silva.

Esta alegação foi feita durante o testemunho do administrador do BCP, Iglésias Soares, em mais uma sessão do julgamento da Operação Fizz, que investiga suspeitas de que o ex-vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, corrompeu o ex-procurador com o pagamento de 760 mil euros, para que este arquivasse inquéritos judiciais que o envolviam.

O administrador do BCP contou ao colectivo de juízes que Carlos Silva, presidente do Banco Atlântico e vice-presidente do BCP, lhe pediu para dizer a Orlando Figueira que deveria falar com um advogado, sugerindo o nome de Proença de Carvalho.

Proença de Carvalho era o advogado de Carlos Silva, banqueiro que, segundo Orlando Figueira,  é o responsável por ter deixado a magistratura em troca da garantia de um emprego em Angola.

Figueira alega que Proença de Carvalho tentou comprar o seu silêncio, para não mencionar o nome de Carlos Silva no processo. De acordo com a TVI, o ex-procurador e o advogado tiveram “pelo menos 10 reuniões”, 9 das quais “praticamente um ano antes de ter sido detido”.

Estes encontros constam de uma agenda de Figueira que foi apreendida pela Polícia Judiciária, nas buscas que foram efectuadas à sua casa, segundo nota a TVI.

O jornal i, por outro lado, fala em “cerca de 3 dezenas” de chamadas telefónicas feitas entre Figueira e Proença de Carvalho.

Estes encontros visariam convencer Figueira a não falar do nome de Carlos Silva, nem do próprio Proença de Carvalho, no âmbito da investigação de que estava a ser alvo. O objectivo, segundo a teoria da defesa do ex-procurador, seria ocultar o alegado facto de que terá sido “o banqueiro a ordenar as transferências de parte dos 763 mil euros que o MP julga serem o pagamento de luvas“, escreve o canal televisivo.

Uma parte do “bolo” total do que o MP considera luvas refere-se a um alegado empréstimo de 130 mil euros que foi concedido pelo Banco Atlântico a Figueira, num processo que foi aprovado pela filha de Proença de Carvalho, que é administradora da filial europeia da entidade financeira liderada por Carlos Silva.

Honorários do advogado terão sido pagos pelo banqueiro

Já divulgada foi uma escuta telefónica em que Proença de Carvalho se recusa a representar Figueira. Depois disso, o ex-procurador recorreu ao advogado Paulo Sá e Cunha, cujos honorários terão sido pagos pelo banqueiro Carlos Silva, alega o ex-procurador.

“Numa das primeiras vezes que o Dr. Paulo Sá e Cunha me foi visitar à prisão de Évora, disse-me para não me preocupar com o pagamento de honorários, pois o Dr. Daniel Proença de Carvalho dissera-lhe que, em nome do Dr. Carlos Silva, lhe asseguraria esse pagamento”, contou em tribunal.

Isto para o “terem na mão”, alega o antigo magistrado, citado pela TVI.

Quando Figueira terá decidido contar toda (ou quase toda) a verdade, Paulo Sá e Cunha terá renunciado à sua defesa e, agora, o ex-procurador é representado pela advogada oficiosa Carla Marinho.

Desde o início do julgamento que Orlando Figueira, acusado de corrupção, branqueamento, falsidade e violação do segredo de justiça, apontou o dedo a Carlos Silva e a Proença de Carvalho, dizendo que ambos deviam ter sido constituídos arguidos.

A Operação Fizz tem ainda como arguidos o engenheiro Armindo Pires e o advogado Paulo Blanco.

As acusações de corrupção contra Manuel Vicente foram separadas para outro processo, numa altura de tensão nas relações diplomáticas entre Angola e Portugal e vários apelos públicos ao desanuviamento das mesmas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagens. Livre cai a pique, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo é no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …

Passes baixam para 70 e 80 euros para utentes da região Oeste

Os passes nos transportes públicos para Lisboa vão baixar para 70 euros para utentes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, e para 80 euros dos restantes concelhos da região. A …