Nova investigação revela que Diana seguia num carro “avariado”

Nick Parfjonov / wikimedia

Diana de Gales, a Princesa do Povo

Diana de Gales, a Princesa do Povo

Há novos dados sobre o acidente de viação que matou a Princesa Diana, em Agosto de 1997. Uma investigação levada a cabo por jornalistas franceses apurou que o Mercedes onde ela seguia era um “destroço” de um acidente que não deveria andar em circulação.

Os jornalistas Pascal Rostain, Bruno Mouron e Jean-Michel Caradec, associados à revista francesa “Paris-Match“, tiveram acesso às oito mil páginas da investigação judicial francesa em torno do acidente que vitimou Diana e o seu namorado, Dody Al Fayed, a 31 de Agosto de 1997, em Paris.

Mas os repórteres foram para lá dos dados conhecidos e descobriram novos detalhes que ajudam a explicar a tragédia, conforme explicam no livro “Qui a tué Diana?” (“Quem matou Diana?”), lançado nesta quarta-feira em França.

O canal francês M6 transmitiu, na terça-feira, um documentário em torno das descobertas dos três jornalistas que apuraram que o Mercedes onde a Princesa Diana seguia era um “destroço acidentado” que tinha sido considerado impróprio para circulação.

O antigo proprietário da viatura, Eric Bouquet, explica aos jornalistas que a seguradora o reembolsou, após o acidente, “ao preço de compra, porque estava praticamente novo, considerando que era uma viatura destruída, não reparável“.

“Considerava-se que era uma viatura que era perigosa. Eu queria recuperá-la, mas disseram-me não, que não era possível”, destaca Eric Bouquet.

Os jornalistas revelam que o Mercedes foi adquirido por uma garagem que o reparou e o revendeu a uma empresa de aluguer de carros. A viatura terá sido alugada ao Hotel Ritz que o colocou à disposição de Diana.

Um antigo motorista do Hotel, Karim Kazi, conta aos jornalistas que o carro “não era fiável na estrada” e que quem o conduzia tinha “medo” de acelerar com ele.

Deste modo, a morte de Diana terá sido motivada por “uma acumulação de pequenos detalhes”, conforme observa na rádio belga RTL Pascal Rostain, um dos autores da investigação.

“É verdade que Henri-Paul, o motorista, tinha 1,82 gramas/litro de álcool no sangue. E é verdade que a Princesa nunca deveria ter entrado num carro que era um destroço”, salienta o jornalista.

A causa do acidente foi atribuída ao excesso de velocidade do veículo que seguia a 150 quilómetros/hora, sabendo-se também que o motorista tomava anti-depressivos e que tinha bebido antes da viagem fatal.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. E com este pequeno grande pormenor ainda vai correr mais tinta, CHE.
    Dá força à teoria da conspiração de que queriam ver a princesa morta.

  2. Embater frontalmente a 150km/h ou a 60km/h naquelas colunas de betão que sustentam o viaduto sem sequer ter-se posto o pé no travão para dissipar alguma da energia cinética… o resultado seria o mesmo… um monte de destroços e certamente pelo menos feridos graves.

    Se a viatura era de facto perigosa, e de condução duvidosa, e já tinha sido declarada anteriormente para “abate” num anterior sinistro, por não reunir as condições de segurança, então a culpa também passa pela fiscalização existente que aprovou uma viatura (se a lei francesa for semelhante que a Portuguesa, as viaturas nestas condições são apreendidos os documentos até aprovação qualificada de aptidão para circular na via pública).

    A verdade é uma, houve muitos erros/descuidos/exageros reunidos num só evento, mortos, os quais não regressarão, portanto, é bom que se feche o capítulo, visto que, quem poderia contar melhor o que aconteceu e o porque já não o pode fazer.

  3. A Maddie também foi “raptada” e o Governo Ingles não teve interveniência na investigação da PJ sobre o caso…….

  4. Toca a remexer na catinga velha… Nada de deixar os mortos em paz! Ainda andam é a ver como alguém poderá vir a ganhar dinheiro com isto. Talvez a marca do carro ainda seja processada… Ou os netos do motorista. Lembremo-nos de que as heranças respondem pelas dívidas até à milésima geração!.. lol… Ai Mãe…

RESPONDER

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …

"Ato que nenhum fim pode justificar". Vaticano critica a aceitação mundial da eutanásia

Através de um novo documento, o Vaticano condenou a disseminação da aceitação internacional da eutanásia e do suicídio assistido, inclusive em alguns países tradicionalmente católicos da Europa. O Vaticano referiu no documento publicado hoje - e …

Facebook teme sair da Europa caso não possa transferir dados para os EUA

A Comissão de Proteção de Dados irlandesa propôs que os dados dos cidadãos europeus não possam sair do continente. O Facebook diz que não sabe como poderá continuar a prestar os seus serviços na Europa …

O guarda-redes do Chelsea é o melhor em quê? "Em cometer erros"

Kepa alvo de críticas fortes. Frank Lampard confirmou a chegada de mais um guarda-redes, proveniente de França. O Chelsea volta a ser notícia por causa do mercado e volta a ser notícia por causa de um …

Promotores assumem pela primeira vez que Trump pode ser investigado por fraude fiscal

O gabinete do procurador do distrito de Manhattan, que tem travado uma batalha legal com o Presidente dos Estados Unidos (EUA) para obter as suas declarações de impostos, sugeriu na segunda-feira, pela primeira vez, que podia …