“O Natal acaba, mas a vida continua.” Os apelos de Costa e Marcelo para a quadra natalícia

José Sena Goulão / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, passa por um ecrã com a imagem do primeiro-ministro, António Costa

“A quadra natalícia termina, mas a vida de todos nós continua”, lembrou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na habitual troca de votos de Boas Festas. O primeiro-ministro, António Costa, marcou presença virtualmente e em tamanho real. 

Com a quadra natalícia a aproximar-se, houve pedidos e apelos na tradicional apresentação de Boas Festas do Governo ao Presidente da República, transmitida pela RTP3.

Um ecrã de leds em tamanho real permitiu a António Costa marcar presença na cerimónia, sem violar o isolamento profilático. Segundo a SIC Notícias, a ideia partiu de Marcelo Rebelo de Sousa, que pediu aos serviços da Presidência que encontrassem uma solução “tipo holograma” para que o primeiro-ministro pudesse participar na celebração.

Em confinamento, depois de Emmanuel Macron ter testado positivo à covid-19, António Costa começou por dizer que este Natal é “diferente”.

“Vamos ter de ter um Natal com muito cuidado. Sou um bom exemplo disso, bastou um almoço com uma pessoa contaminada para que, apesar de não estar eu próprio doente, ter de ficar 14 dias em isolamento”, disse, citado pelo Expresso. “Sei bem que é muito difícil e que a nossa tradição é Natal à mesa e que à mesa não estamos de máscara.”

Num ano “em que as instituições foram postas à prova”, o primeiro-ministro enalteceu “a excecional cooperação institucional entre os órgãos de soberania” e elogiou a “responsabilidade cívica extraordinária” e “a grande capacidade de unidade e resiliência” dos portugueses.

Para 2021, afirmou ter as prioridades bem definidas: “Que possamos assegurar um processo de vacinação que será longo e demorado mas que, graças à ciência, dá confiança a todos de que, sim, é possível vencer este vírus”, e que se arranque “com o programa recuperação e resiliência”.

A Marcelo Rebelo de Sousa, deixou uma promessa. “O senhor Presidente de República sabe que pode contar, como contou estes quatro anos, com a cooperação leal e franca do Governo até ao dia 9 de março”, disse Costa, referindo que, caso Marcelo não ganhe as presidenciais, “o Governo não muda em função do Presidente ou das circunstâncias”.

Já o chefe de Estado sublinhou que é importante que os portugueses “tenham presente que a sua vida e a vida dos outros não acabam a 26 de dezembro“. “A quadra natalícia termina, mas a vida de todos nós continua”, reforçou, apontando que o comportamento dos cidadãos “vai determinar os meses seguintes”.

Além da cooperação institucional entre o Governo e a Presidência, destacou as “sessões com epidemiologistas, órgãos de soberania, partidos, confissões religiosas, sociedade civil”, entre outros, afirmando não conhecer “nenhum outro país” que tenha adotado “este tipo de procedimento”.

Neste “período anómalo da democracia”, os portugueses “souberam entender o fundamental”, o que “mostra a maturidade da nossa democracia“. E essa, frisou, “ficará mais sólida se os portugueses contribuírem para essa solidez na forma como celebrarem o Natal”.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Tu é que dizes que não estás doente… como ninguém pode confirmar, ficas doido de felicidade.
    Abraçaste o infetado (Macron) e ficaste bem? És imune a tudo, Costa, até à gripe suína.

  2. O Costa nunca apareceu de outra forma senão como realidade virtual! Toda a realidade deste súcialista é virtual, desde as vacas que voam passando pela devolução “do que o Passos tirou”, pelo milagre do controlo da pandemia até a soberania dos paiois de Tancos, executada com cadeados de bicicleta.

RESPONDER

Barcelona: Cruyff afasta-se e perder com o Benfica seria "um drama"

Ronald Koeman até poderá sair mas não será Jordi Cruyff a substituir o seu compatriota. O Barcelona atravessa uma fase perturbada, já há algum tempo, mas o panorama financeiro piorou o cenário fora de campo e …

Casa Branca oferece "telefonema educativo" a Nicki Minaj para acalmar apreensões sobre a vacina

Depois de um tweet de Nicki Minaj se ter tornado viral por associar a vacina contra a covid-19 à impotência, a Casa Branca convidou a rapper para um telefonema com especialistas para esclarecerem as suas …

Baterias de lítio-enxofre melhores e mais baratas? O segredo é uma pitada de açúcar

Uma colher cheia de açúcar pode ser o suficiente para permitir que um veículo elétrico faça uma viagem de Melbourne a Sidney (878 km) com uma única carga. Atualmente, os automóveis elétricos e os telemóveis utilizam …

Parlamento aprova na generalidade mudança do TC para Coimbra. Oito socialistas votaram a favor

A proposta passou com votos contra do Chega e PAN, abstenção do PCP, BE, PEV e maioria da bancada do PS e votos favoráveis do PSD, CDS, IL e de oito deputados socialistas. O resultado já …

Escola da Amadora queria proibir minissaias, decotes e chinelos - mas já voltou atrás

Um Agrupamento na Amadora publicou um código de vestuário que acendeu um debate nas redes sociais devido às regras que controlavam mais as raparigas. Entretanto, a escola já voltou atrás na decisão. Segundo escreve o Jornal …

Governo francês vai dar 100 euros a famílias carenciadas para pagar energia

O Governo francês vai entregar um cheque de 100 euros a 5,8 milhões de famílias de menores recursos para ajudar a pagar a fatura energética. A medida anunciada pelo executivo vai ter um custo de 580 …

Incidência e R(t) recuam em dia com mais 1.023 infetados e sete mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 1.023 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Apoiantes de Navalny acusam Google e Apple de "censura" política

Os apoiantes de Alexei Navalny acusaram hoje as empresas Google e Apple de terem suprimido o apelo ao voto "útil" proposto pelo oposicionista através das respetivas plataformas, denunciando "censura" num processo eleitoral em que a …

Presidente da República argentino cancela viagens para impedir que vice assuma Governo

Cristina Kirchner é parceira maioritária na coligação de Governo e exige, entre outras mudanças, a substituição de ários ministros, secretários e presidentes de organismos públicos. Recentemente, tem mostrado em público o seu descontentamento face à …

"Bazuca" europeia não resolve problema da falta de habitação

De acordo com vários especialistas, as 26 mil casas identificadas como prio­ritárias pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) não chegam para as necessidades do país, que podem chegar às 46 mil. A questão da aplicação …