“Não há acordo secreto para manter a lei laboral”

partidosocialista / Flickr

O ministro José António Vieira da Silva

O ministro José António Vieira da Silva

Vieira da Silva, ministro do Trabalho e da Segurança Social, garante que “não há nenhum acordo secreto” com os patrões para manter a Lei laboral.

A posição do governante surge depois de o Expresso ter avançado que o governo tinha assumido um compromisso com os patrões, garantindo que não haveria mudanças à Lei Laboral, para assegurar o acordo de concertação social, no seguimento do chumbo da descida da Taxa Social Única (TSU).

“Não existe acordo secreto entre ninguém”, sustenta Vieira da Silva à TSF.

O ministro diz ainda, que o compromisso que existe, entre os parceiros sociais, é a “reavaliação e um eventual acordo para mudanças no quadro laboral”, mas que esse “quadro geral vai ser discutido na concertação social”.

Vieira da Silva também sublinhou à TSF que o acordo firmado tem “vários aspectos importantes”, embora se tenha discutido essencialmente, a TSU.

“Nesse acordo, os parceiros sociais comprometeram-se a, durante 18 meses, não provocar a caducidade da contratação colectiva”, atesta o ministro que sublinha que “há aspectos que coincidem” com as exigências dos aliados do PS à Esquerda, enquanto outros “não são compromissos que o governo tenha assumido”.

De qualquer dos modos, o governo está “disponível para discutir” todas as questões, refere o governante.

CGTP pede mudanças e ameaça com greve geral

O líder da CGTP, Arménio Carlos, tinha solicitado, na segunda-feira, esclarecimentos ao governo sobre esta temática.

“Se houve algum acordo com as confederações patronais para não se mexer na legislação laboral, é inaceitável, e bom será que o governo, rapidamente, clarifique a sua posição publicamente, se há alguns acordos secretos ou se não há, porque para nós a coisas têm de ser transparentes”, defendeu Arménio Carlos numa entrevista ao Negócios e à Antena1, conforme cita a Agência Lusa.

Arménio Carlos também considerou, nessa entrevista, que é chegado “o momento de os partidos, quer o PS quer o PCP, o Bloco de Esquerda e o PEV, darem o salto significativo na mudança de políticas, procurando responder àquilo que são necessidades e anseios dos trabalhadores e da nossa população”.

“Se não tivermos respostas mais claras e inequívocas da parte do governo nos próximos tempos, isto quer dizer que as coisas se vão complicar“, acentuou o sindicalista que pede medidas na área laboral e social.

E fica já o aviso ao governo de que pode vir a fazer “sentido” falar de uma greve geral, “se porventura o executivo não der resposta” àquilo que são as expectativas dos trabalhadores.

“Dizemos ao governo: atenção que a partir daqui o diálogo e a negociação têm de ter alguma eficácia. E, para ter eficácia, tem de ter alguma resposta”, salientou Arménio Carlos.

“O Governo deve estar mais atento para sacudir algumas pressões externas e internas”, avisou ainda o líder da CGTP, notando que “não se pode deixar ficar refém nem dos interesses instalados, nem de grupos devidamente identificados” que “estão a procurar beneficiar daquilo que são os impostos pagos pelos trabalhadores e pelos reformados e que vêm do orçamento”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Desmantelada fábrica ilegal de tabaco. Funcionava num bunker

Uma operação levada a cabo pela Guardia Civil esta terça-feira desmantelou uma fábrica ilegal de tabaco, em Espanha, e deteve a organização clandestina que a geria: vinte pessoas foram detidas, de nacionalidades britânica, lituana e …

China diz que surto está "sob controlo" após 14 províncias não reportarem novos casos

O surto do coronavírus Covid-19 está "sob controlo", depois de a atualização diária mostrar que 14 das 34 províncias e regiões autónomas do país não detetaram novos casos, anunciaram esta sexta-feira as autoridades chinesas. O vice-diretor …

Após 2 anos preso, Pedro Dias assume três homicídios e diz-se arrependido

Pedro Dias, conhecido pelos homicídios de Aguiar da Beira, manifesta-se arrependido pelos crimes por que foi condenado a 25 anos de prisão, após cumprir dois anos da pena. Um arrependimento que é também um assumir …

Orçamento da UE. Proposta agrava corte de Portugal na coesão em 2 mil milhões

A proposta do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, prevê um corte de 2 mil milhões de euros no envelope da coesão para Portugal. Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia iniciaram esta …

Russos atormentam Estados Unidos outra vez. Presidenciais são o alvo

Os serviços secretos norte-americanos estão convencidos de que os russos estão, novamente, a tentar influenciar as presidenciais daquele país. Faltam nove meses para as eleições presidenciais norte-americanas, mas já há suspeitas de que os russos estão …

Processo obscuro e pouco transparente. Expansão do Metro do Porto cria mal-estar

O alargamento do Metro do Porto está a criar mal-estar entre algumas autarquias da área Metropolitana do Porto. Os autarcas falam num processo obscuro e pouco transparente. O protocolo para consolidação da expansão da rede de …

Barcelona contrata jogador com o mercado fechado (mas Leganés não pôde fazer o mesmo)

O Barcelona foi autorizado a contratar um jogador com o mercado fechado, mas o pedido do Leganés foi rejeitado. O clube perdeu Braithwaite para o clube catalão. O FC Barcelona anunciou, esta quinta-feira, a contratação do …

Portugueses gastam 160 euros por ano na "epidemia das raspadinhas". 11 vezes mais do que os espanhóis

De acordo com um estudo recente, há cada vez mais pessoas a chegarem aos consultórios médicos com a doença do jogo patológico desencadeada pela raspadinha. Num artigo científico publicado na The Lancet, Pedro Morgado e Daniela …

Direita chega ao jogo das comissões no MB Way. PSD e Chega juntam-se ao PS

O PSD quer alargar serviços dentro das contas de baixo custo e incluir transferências via a aplicação da SIBS. O Chega quer eliminar custos nessas transações. Depois da esquerda, é a vez da direita marcar terreno …

Fãs de Kobe Bryant em luto estão a deixar flores na sepultura errada

Numa tentativa de prestar homenagem ao ex-basquetebolista, vários fãs de Kobe Bryant em luto estão a deixar flores na sua sepultura. O problema é que o têm na campa de outra pessoa. Quase um mês depois …