Namorada do Ministro do Ambiente nomeada para cargo em empresa pública

A namorada do ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Matos Fernandes, foi nomeada para o cargo de vice-presidente do conselho de administração da Águas do Norte. A nomeação de Fernanda Lacerda foi feita por um órgão tutelado pelo governante e coincidiu com o início da relação.

João Matos Fernandes é o mais recente elemento do Governo a estar envolvido na polémica das relações familiares que tem marcado a actualidade política nacional.

Depois de se ter ficado a saber que a ex-mulher do ministro, Ana Isabel Marrana, foi nomeada duas vezes para organismos da tutela do Ambiente, enquanto era casada com o governante, surge agora a notícia de que a namorada de Matos Fernandes também foi nomeada para um cargo numa empresa pública.

Fernanda Lacerda foi apontada para vice-presidente do conselho de administração da Águas do Norte pelo grupo estatal Águas de Portugal, que é tutelado pelo Ministério do Ambiente, como apurou o Correio da Manhã (CM). A nomeação aconteceu em Junho de 2018 e coincidiu com o início da relação com o ministro, frisa o jornal.

A engenheira civil de 46 anos já era administradora da Águas do Norte desde 2016, e foi “eleita em Assembleia-Geral para o mandato 2018-2020”, acrescenta uma fonte do gabinete de comunicação da empresa pública ao CM.

Ela passou por um processo de “avaliação de mérito” e recebeu um “parecer favorável” da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CReSAP), segundo afiança o Jornal de Notícias (JN).

Matos Fernandes e Fernanda Lacerda trabalharam juntos na Águas do Porto, entre 2014 e 2015, quando ela desempenhava funções de directora e ele era presidente, realça o JN. A engenheira tem no currículo 20 anos de experiência no grupo ADP – Águas de Portugal.

Ministro não fala da “vida pessoal”

Confrontado com este dado, Matos Fernandes recusou tecer quaisquer explicações. “Não sei do que está a falar, não lhe vou falar de nada da minha vida pessoal“, afirmou aos jornalistas.

Sobre o caso da ex-mulher, negou que tenha tido quaisquer benefícios, argumentando que Ana Isabel Marrana “foi chefe de gabinete de uma pessoa com quem trabalhou durante dez anos antes disso e foi para o Ministério do Ambiente sem ter sido nomeada” por si.

“Depois disso voltou para a sua vida profissional normal e, ao abrigo da disposição que todo e qualquer funcionário público pode recorrer, pediu para sair da CCDR-N [Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte] para ir para a APA [Agência Portuguesa do Ambiente]”, acrescentou o governante.

Ana Isabel Marrana “não foi nomeada”, mas sim “requisitada”, assevera também o ministro, frisando que a ex-mulher “trabalha há mais de 30 anos sempre na área do ambiente”.

À margem do lançamento de um concurso para a expansão da rede de metro em Vila Nova de Gaia, no Porto, o ministro do Ambiente refere também que ainda não há um sucessor para o secretário de Estado do Ambiente que se demitiu depois da polémica com o primo que nomeou para adjunto.

“Ainda não está decidido. Para a semana haverá novidades”, realça Matos Fernandes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Portugal consegue mais um feito.
    Conseguiu transformar a República numa Monarquia.
    E, vem estes Sr. apregoar as boas regras da ética.
    Só que deviam ter a coragem de dizer, estes são os nossos princípios, pois unidos dificilmente seremos vencidos.

  2. grande novidade! continua como deputada uma tal marilú swap que após ter causado uma crise mais conhecida como a birrinha do irrevogável, que nos custou milhões de euros chegou a chefe de finanças depois de ter andado a vender swap’s e hoje em simultâneo desempenha sujas funções na arrow um grupo mafioso a quem deu enormes facilidades quando era chefe de finanças o que não deixa dúvidas quanto à finalidade deste tacho que é receber o fruto do roubo que fez aos contribuites a favor destes mafiosos além do que rouba todos meses através da assembleia onde leva uma vida de cão.

RESPONDER

Deputado do PSD propõe referendo. "Concorda com a despenalização da prática da eutanásia?"

O deputado do PSD Pedro Rodrigues enviou na quarta-feira aos companheiros de bancada um projeto de resolução que propõe ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a convocação de um referendo sobre a eutanásia. De …

Alguém apostou no Placard num café fechado. Santa Casa perdeu dois milhões de euros

Durante quatro dias, a Santa Casa da Misericórdia registou o valor de dois milhões de euros em apostas, a partir de um café encerrado em Odivelas. Entre 9 e 12 de fevereiro, alguém apostou dois milhões …

Bairro da Jamaica. Novas suspeitas reabrem queixa contra agentes

Os moradores envolvidos nos confrontos de janeiro de 2019, no Bairro da Jamaica, pedem a reabertura do processo contra os agente da PSP. A defesa quer ver anulada a decisão do Ministério Público que acusou …

"Cuidados de morte." Governo acusado de cortar em cuidados paliativos para poupar dinheiro

A Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) acusa o Governo de estar a cortar nos cuidados paliativos para poupar dinheiro. A TSF avança esta sexta-feira que a Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) não tem dúvidas …

Novo Banco contrata detetives para seguir ex-líder da Ongoing

O Novo Banco contratou equipas especializadas compostas por investigadores privados para fazer o levantamento de todos os bens que possam ser associados a Nuno Vasconcellos, ex-líder da Ongoing. Segundo avança o Correio da Manhã esta sexta-feira, …

Eurobic nega que Teixeira dos Santos esteja a ser investigado pelo Banco de Portugal

Na quinta-feira, o jornal Público deu conta de uma investigação do Banco de Portugal (BdP) ao papel de Teixeira dos Santos no Eurobic no âmbito do caso Luanda Leaks. Agora, o banco vem a público …

Com Ferro Rodrigues "não acontecerá." Castração química não será debatida no Parlamento

Admitindo que as responsabilidades pela decisão de não admissibilidade do projeto de lei do Chega eram suas, Ferro Rodrigues deixou claro que, consigo na presidência da Assembleia da República, projetos de lei (provavelmente) inconstitucionais como …

Eleições para o Tribunal Constitucional suspensas. Boletins de voto estavam ilegais

A votação dos nomes para ocuparem as duas vagas no Tribunal Constitucional foi suspensa porque os boletins de votos que foram entregues aos deputados não estavam conforme manda a lei. De acordo com o jornal ECO, …

Chega já é a 5.ª força política em Portugal. CDS ultrapassado pelo PAN e Iniciativa Liberal

O PS mantém a distância para o PSD em fevereiro, segundo o Barómetro Político da Aximage para o Jornal Económico, que dá ainda conta que o CDS está em queda, posicionando-se apenas à frente do …

Eliminação da Liga Europa dita fim de linha para Silas

O desportivo Record escreve esta sexta-feira que a eliminação do Sporting da Liga Europa ditou o fim de linha para Silas no comando dos leões. De acordo com a publicação, os dirigentes leoninos ficaram desagradados …