Musk dá todas as patentes da Tesla para ajudar a salvar o planeta

OnInnovation / Flickr

Elon Musk, o bilionário visionário fundador do PayPal, Tesla e SpaceX

O multimilionário Elon Musk disponibilizou todas as patentes da Tesla, empresa fabricante de automóveis elétricos, de forma a contribuir para o combate às alterações climáticas. O anúncio foi feito a semana passada.

Segundo noticia a agência AFP, Musk recorreu ao seu blogue pessoal para dar conta da sua decisão, prometendo que a empresa “não vai iniciar processos de patentes contra qualquer pessoa que, de boa fé, queira usar a tecnologia” da Tesla.

O anúncio do CEO surgiu no mesmo dia em que promotores norte-americanos acusaram um cidadão chinês de roubar segredos de um projeto da Apple sobre um veículo autónomo. Na indústria tecnológica, importa frisar, as patentes são especialmente importantes, sendo consideradas “sementes de invenção” e, por isso, costumam ser guardadas em segredo para proteger o seu valor monetário.

“A Tesla Motors foi criada para acelerar o advento do transporte sustentável”, disse Musk. “Se abrirmos um caminho para a criação de veículos elétricos atraentes, mas depois colocarmos minas terrestres de propriedade intelectual para inibir os outros, estamos a agir de maneira contrária a esse objetivo”, defendeu.

Musk disse estar, na verdade, cético em relação às patentes, considerando que estas só servem, na maioria das vezes, para “sufocar o progresso” e ajudar a enriquecer os “gigantes” das empresas e dos advogados ao invés dos próprios criadores.

O multimilionário revelou já se ter sentido obrigado a registar as patentes da Tesla de forma a evitar que as empresas de automóveis concorrentes copiassem a sua tecnologia e a usassem para dominar o mercado.

Não poderíamos estar mais errados. A infeliz realidade é exatamente o contrário”, considerou, observando que os carros elétricos, também apelidados de combustível limpo, “são pequenos ou quase inexistentes nos principais fabricantes” de automóveis.

Contudo, ressalva, com a produção de carros elétricos a continuar em 100 milhões de unidades por ano “é possível que a Tesla consiga consiga construir carros elétricos a um ritmo suficiente para enfrentar a crise do carbono”.

Musk acredita que ter outras empresas a construir carros elétricos não só é bom para o planeta como pode fortalecer os seus negócios: “Acreditamos que ao aplicar a filosofia de código aberto nas nossas patentes estaremos a fortalecer em vez de diminuir a posição da Tesla”. Além disso, acrescentou, poderá também atrair engenheiros talentosos.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

Responder a paulo Cancelar resposta

Detetado fator climático determinante para a propagação do coronavírus

Altas temperaturas combinadas com baixa humidade propiciam que as gotículas contaminadas com o novo coronavírus evaporem mais rapidamente, reduzindo a sua capacidade de infetar pessoas. De acordo com os cientistas, citados pelo canal estatal russo RT, …

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …