Mundial de 2014: conheça as 32 seleções apuradas

Marcello Casal Jr. / ABr

foto: Marcello Casal Jr. / ABr

foto: Marcello Casal Jr. / ABr

A classificação do Uruguai na noite desta quarta-feira definiu o conjunto de 32 países participantes do Mundial de 2014. O evento, que cumpre a sua 20ª edição, vai contar pela primeira vez com oito campeões na disputa – além do Brasil e do recém-qualificado Uruguai, estarão presentes Espanha, Itália, Alemanha, Inglaterra, França e Argentina.

Com a primeira participação a confirmar-se em junho, novembro foi o mês em que foram definidas as últimas 11 vagas do Mundial de 2014, de forma particularmente emocionante nas eliminatórias da Europa e da África.

A grande expectativa cai agora sobre o sorteio dos grupos, que acontecerá no dia 6 de dezembro na Bahia, Brasil. Neste evento serão definidas as oito chaves do Mundial, com boas hipóteses de se comporem os temidos “grupos da morte”. A distribuição das equipas pelos quatro potes só será definitivamente definida numa reunião a 3 de dezembro.

O primeiro jogo do Mundial será o do Brasil, no dia 12 de junho, na Arena Corinthians, em São Paulo. A final, a 13 de julho, ocorrerá no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Eis as seleções apuradas, divididas por continentes:

África (5)

No continente africano, as classificadas são as mesmas que garantiram vaga ao Mundial de 2010 – a exceção é a África do Sul, que foi o país-sede do último Mundial. Nigéria, Gana e Camarões passaram sem sustos. O mesmo não se pode dizer da Costa do Marfim, contra o Senegal, e especialmente da Argélia, que precisou de um golo sofrido para eliminar Burkina Faso.

Ásia (4)

A primeira seleção a classificar-se, ainda em junho, foi o Japão. Com brilhante campanha nas Eliminatórias da Ásia, aos japoneses juntaram-se Austrália, Coreia do Sul e Irão.

Europa (13)

As primeiras seleções europeias garantidos saíram apenas em setembro, quando Itália e Holanda obtiveram a classificação com três jogos de antecipação. Depois, em outubro, foi a vez de outros sete países – EspanhaAlemanha, Rússia, Bélgica, Inglaterra, Suíça e a Bósnia-Herzegovina, a única estreante em Mundiais no Brasil.

No Velho Continente, os quatro duelos do play-off tiraram o fôlego dos adeptos, que presenciaram a superação da França para reverter uma desvantagem contra a Ucrânia e o grande futebol de Cristiano Ronaldo, que comandou Portugal à classificação com uma atuação de gala contra a Suécia de Ibrahimovic. A Croácia e a Grécia juntam-se aos representantes europeus.

América do Sul (6)

Sem contar com o Brasil, que entra automaticamente na contagem por ser o anfitrião do evento, a favorita Argentina foi a primeira a conquistar uma vaga, em setembro, e no mês seguinte vieram as classificações de Colômbia (de volta de 2002), Equador e Chile, jogando o Uruguai no play-off contra a Jordânia. O Paraguai, que jogou as últimas quatro edições do Mundial, ficou de fora.

América do Norte/Central e Caraíbas (4)

Outubro foi um mês de grandes emoções. Costa Rica e Estados Unidos tinham se classificado sem sustos logo em setembro. A seleção das Honduras precisou de pontos nas duas últimas rodadas para ter a terceira vaga direta. Quem passou por apuros mesmo foi o México, que precisou de uma ajuda dos rivais norte-americanos para avançar ao play-off intercontinental contra a Nova Zelândia, vencedora da Oceania, na qual conseguiram um lugar no Mundial desta vez sem problemas.

ZAP / MA / AE

PARTILHAR

RESPONDER

Investir em peças de Lego é mais rentável que comprar ações

Hoje em dia qualquer coisa pode ser construída com Legos. Segundo um estudo de uma professora da Escola Superior de Economia da Rússia, há empresários que preferem investir nas famosas peças da Lego do que …

Sporting vs Moreirense | Bom arranque vale triunfo ao leão

O Sporting não quis deixar fugir os seus adversários directos na luta pelo título e também venceu nesta primeira jornada da segunda volta. Os “leões” receberam e bateram o Moreirense por 2-1, num jogo em …

Alemã tricotou o "cachecol dos atrasos do comboio" e agora vendeu-o por sete mil euros no eBay

A passageira alemã Claudia Weber vendeu no eBay o cachecol que tricotou durante um ano e que representa o longo tempo de espera pelo comboio que a levava ao trabalho, todos os dias. A peça é …

Duas irmãs fingiram ser homens para salvar a barbearia da família

Jyoti e Neha, irmãs de 18 e 16 anos, respetivamente, fingiram ser homens para salvar a barbearia da família, localizada no estado de Uttar Pradesh, Índia, depois de o pai adoecer em 2014 "Eu estava a …

Tesla anuncia novos despedimentos (e são mais de três mil)

O presidente executivo da Tesla afirmou que a empresa vai suprimir cerca de três mil empregos e alertou para o "caminho muito difícil que tem pela frente" para produzir carros elétricos do Modelo 3 acessíveis …

InSight da NASA prepara-se para ouvir a "pulsação" de Marte

A NASA publicou esta semana imagens do sismómetro da sonda espacial InSight, que se prepara para ouvir a "pulsação" do solo marciano.  A agência espacial norte-americana descreve regularmente através da sua conta no Twitter como …

"Africa", dos Toto, vai tocar para sempre no deserto da Namíbia

"Africa", a canção dos "Toto", hit desde que foi lançada, em 1982, está a tocar para sempre no meio de um deserto na Namíbia, no continente que lhe dá nome. A instalação artística, da autoria de …

Liv deixou a escola por causa do bullying. Hoje, aos 20 anos, tem um negócio milionário

A empresária Liv Conlon abandonou os estudos aos 16 anos porque sofria bullying, montou um negócio imobiliário e agora a sua empresa fatura mais de um milhão de libras por ano. Hoje, ajovem de Bothwell, na …

Há um avião abandonado no aeroporto de Madrid (e ninguém sabe quem é o dono)

O avião, um Mc Donnell Douglas MD87, é o único naquelas condições em Barajas. Procura-se o dono da aeronave que está em “evidente estado de abandono”, de acordo com o aeroporto. Há um avião esquecido no …

Trump cancela viagens de democrata Nancy Pelosi. "Apanhe um voo comercial"

Donald Trump obrigou a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, a desmarcar as viagens que tinha agendadas a Bruxelas e ao Afeganistão. Donald Trump usou o argumento do shutdown, a paralisação dos gastos …