Ministério Público e defesa de Sócrates concordam: Ivo Rosa fez uma alteração ilegal à acusação

Mário Cruz / Lusa

Ivo Rosa depois da leitura da decisão instrutória da Operação Marquês

O Ministério Público (MP) e a defesa de José Sócrates já pediram a nulidade da decisão instrutória do juiz Ivo Rosa no processo judicial da Operação Marquês. Os dois requerimentos defendem que o juiz fez uma “alteração substancial” da acusação, que lhe era vedada pela lei. 

O Ministério Público entende que a decisão instrutória não é coerente e leva a uma “conclusão absurda”.

Segundo o Público, o documento aponta dedo às voltas que o juiz deu à acusação, considerando indiciado que o empresário Carlos Santos Silva era o corruptor ativo de Sócrates e não o seu testa-de-ferro, a tese que se defendeu na acusação. Santos Silva, que aparecia como co-autor de corrupção passiva nos factos relacionados com o Grupo Lena, é, afinal, o corruptor ativo do ex-primeiro-ministro.

“A pronúncia apresenta o arguido Carlos Santos Silva como sendo o próprio corruptor ativo, se bem que, estranhamente, usando fundos que já eram do corrupto passivo, para o compensar”, sublinha o MP no requerimento.

Ainda segundo os procuradores Rosário Teixeira e Vítor Pinto, o juiz fez uma alteração temporal dos factos referidos na acusação. “Todos os factos imputados na pronúncia como ocorridos em data posterior a junho de 2011 só podem assim ser vistos como sendo um caso de corrupção à posteriori, com a circunstância, inverosímil, de existirem pagamentos mais de três anos depois de José Sócrates ter cessado funções”, lê-se.

“A pronúncia não identifica quais as vantagens alcançadas por Carlos Santos Silva com a entrega, indevida, de quantias a José Sócrates ou com a realização de pagamentos a terceiros no interesse do mesmo”, acrescenta o MP.

O requerimento defende ainda que os crimes de branqueamento que Ivo Rosa mandou julgar “não podem ser considerados autonomizáveis em relação ao objeto do processo definido” na acusação.

Por isso, o MP pede que o juiz declare nula a pronúncia de Sócrates e Carlos Santos Silva, “passando o seu objeto a integrar a parte da decisão instrutória de não pronúncia”, numa tentativa de evitar a separação da acusação da Operação Marquês em vários processos.

Defesa de Sócrates

A defesa de José Sócrates usou a mesma estratégia. No requerimento, sustenta que “a pronúncia baseia-se efetivamente em uma ou mais alterações substanciais de factos e mostra-se viciada”, sendo nula.

Na acusação, Santos Silva surgia como co-autor de corrupção passiva e Sócrates como dono da “fortuna”, enquanto na tese de Ivo Rosa o amigo de Sócrates é o proprietário do dinheiro, sustenta a defesa do antigo primeiro-ministro. “Dúvidas não parecem restar de que se trata de todo um novo e absolutamente diferente, contraditório mesmo, ‘pedaço de vida’.”

O ex-primeiro-ministro alega que o seu direito de defesa foi “absolutamente violado e obstaculizado” e exige a possibilidade de “contraditar e infirmar” as novas imputações. A defesa pede a Ivo Rosa 90 dias para desenvolver e fundamentar os vícios do despacho de pronuncia e 120 para preparar o recurso.

Pedro Delille realça ainda que, na própria decisão instrutória, Ivo Rosa considerou que as alterações que fizera “por não implicarem uma imputação de crime diverso nem agravação dos limites máximos das sanções aplicáveis, não nos conduz a uma alteração substancial dos factos”.

Admitindo que as novidades possam ser consideradas uma alteração não substancial de factos, o advogado realça que o juiz tinha que comunicar essa alteração à defesa e dar-lhe um prazo para reagir. O MP tem o mesmo entendimento, salientando que Ivo Rosa “omitiu pronúncia sobre se tais alterações constituíam alteração não substancial”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Já é possível extrair lítio dos resíduos da produção de combustíveis fóssil

Investigadores norte-americanos descobriram uma forma de extrair lítio de forma sustentável, através das águas residuais da produção de combustíveis fósseis. Graças à sua utilização em dispositivos eletrónicos, o lítio é um elemento cada vez mais procurado, …

Ministro do Ambiente visita Moçambique com dois milhões e projetos de cooperação na carteira

O ministro do Ambiente e da Ação Climática português inicia quarta-feira uma visita a Moçambique, onde irá contactar com projetos apoiados por Portugal e anunciar investimentos ao nível da cooperação na ordem dos dois milhões …

Governo espanhol avança com "plano de choque" para reduzir tarifas de eletricidade

Ministros do Governo de Sanchéz (PSOE) afirmam que o conjunto de medidas apresentadas conseguirão reduzir a fatura da eletricidade para os consumidores em 12% e reiteram a promessa feita de que o ano de 2021 …

Textor suspende compra de acções da Benfica SAD após dúvidas do clube (e Vieira diz que não recebeu a carta)

O empresário norte-americano John Textor anunciou que suspendeu o acordo com José António dos Santos, o "Rei dos Frangos", para a compra de 25% das acções da SAD do Benfica, até à realização das eleições …

Governo trava duplo combate à esquerda (e, em ano de eleições, há muitos "nós" para desatar)

Em ano de eleições autárquicas, com o PS a visar a manutenção da maioria das Câmaras do país, o Governo socialista enfrenta um duplo combate com os parceiros de esquerda, com a revisão da lei …

Porto quer nova companhia para substituir a TAP — e já enviou proposta para Bruxelas

A Associação Comercial do Porto (ACP) enviou uma proposta para Bruxelas a defender a "criação de uma nova companhia aérea para voos intercontinentais a partir de Lisboa e o apoio à captação de rotas para …

Mais de 84% dos jovens dos 12 aos 17 anos com pelo menos uma dose da vacina

Mais de 84% dos jovens entre os 12 aos 17 anos já receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19, segundo dados da task force que coordena o processo de vacinação. Na segunda-feira, "cerca …

Seguido pelo Benfica, David Luiz explica porque assinou pelo Flamengo

David Luiz deu uma nega ao SL Benfica e optou pelo Flamengo. O defesa-central de 34 anos explicou a decisão que tomou de regressar ao Brasil. O Flamengo oficializou a contratação de David Luiz no sábado, …

Estatísticas apontam as duas melhores cidades para viver e fazer negócios (e a pior na gestão da pandemia)

Segundo a sétima edição do ranking elaborado pela Bloom Consulting, Porto e Lisboa são os melhores municípios para viver, para visitar e para fazer negócios. Já Albufeira é o concelho pior no que diz respeito …

O euro ganhou ao dólar e "decidiu" a transferência de Di María para o Benfica

A transferência de Di María para o SL Benfica apenas foi consumada devido à moeda de pagamento. O Rosario Central preferiu receber em euros do que em dólares. Não é novidade que quando Ángel Di María …