Morte de funcionária por trabalho excessivo dá multa de 3000 euros à empresa

jasewong / Flickr

Vista do topo do edifício da gigante publicitária japonesa Dentsu, em Tóquio

Um tribunal local condenou esta sexta-feira a gigante japonesa de publicidade Dentsu a pagar uma multa pela sua responsabilidade no suicídio de uma funcionária que trabalhou muitas mais horas extras do que as permitidas pela legislação trabalhista.

O Tribunal de Distrito de Tóquio multou a empresa em 500.000 ienes, cerca de 3.780 euros, por ter obrigado Matsuri Takahashi, funcionária que se suicidou em 2015, e pelo menos outros três trabalhadores, a trabalhar mais horas do que as permitidas, informou a agência NHK.

A esta multa soma-se a compensação que a companhia pagou à família da falecida, por um número não divulgado, e as desculpas públicas pedidas pelo presidente da empresa, Toshihiro Yamamoto.

Matsuri Takahashi, de 24 anos, chegou a trabalhar até 105 horas extraordinárias por mês, apesar de os registos da companhia terem mostrado total dentro do limite legal. A família tinha denunciado que a companhia forçou a funcionária a registar menos horas do que as que trabalhou na realidade.

A legislação trabalhista japonesa estabelece que os dias de trabalho não devem superar as 40 horas semanais, mas permite que se trabalhem horas extraordinárias sempre que haja um acordo prévio entre empregador e trabalhador.

No entanto, a legislação afirma que os empregados não devem trabalhar mais de 80h suplementares por mês (anteriormente o limite situava-se em 100 horas), e contempla medidas de controlo e sanções para as empresas que superem este teto.

A sentença fez-se pública um dia depois de a cadeia estatal japonesa NHK ter admitido que a morte de uma jornalista em 2013 se deveu também a excesso de trabalho e à falta de descanso, no que representa um novo caso de karoshi, como é designada no Japão a morte por excesso de trabalho.

A autoridade do trabalho de Tóquio estabeleceu em maio de 2014 que Miwa Sado, que trabalhava nos escritórios da NHK na cidade, tinha feito 159 horas extras e apenas teve duas folgas no mês prévio à sua morte, que se deveu a uma “insuficiência cardíaca congestiva”, relatou um comunicado da cadeia pública.

O Governo japonês aprovou em 2015 uma lei para conter a epidemia do excesso de trabalho, mas a falta de rigor ao registar as horas extra por parte das empresas, e a disponibilidade dos empregados a alargar as suas jornadas para receber bonificações, dificulta o controlo sobre esta prática.

EFE // EFE

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ninguém quer saber da tua vida e, quando falas de ti, não deves extrapolar o teu lema de vida para Portugal ou para os portugueses!!

RESPONDER

Buracos negros minúsculos podem estar a "esconder-se" dentro de estrelas (e a devorá-las por dentro)

Uma equipa de investigadores tem um novo palpite sobre onde procurar a misteriosa matéria escura: esta pode estar a assumir a forma de buracos negros endoparasitários. De acordo com o ScienceAlert, buracos negros primordiais minúsculos, quase …

Maionese está a salvar tartarugas após derrame de petróleo em Israel

Membros do Centro Nacional de Resgate de Tartarugas Marinhas de Israel estão a usar maionese para limpar as vias respiratórias de tartarugas que inalaram petróleo em alto-mar. Israel fechou este domingo as praias mediterrânicas dias após …

Itália investiga empresas de entrega de comida. Há estafetas tratados "como escravos"

Itália está a investigar as empresas de entrega de comida online, com um promotor a lamentar que os estafetas que fazem as entregas, muitos deles imigrantes, são praticamente tratados "como escravos". Procuradores de Milão avançaram que …

O IONIQ 5 é o novo carro elétrico da Hyundai (e é enorme entre eixos)

O ano 2021 vai ser promissor na apresentação e lançamento de carros elétricos no mercado mundial. Algumas marcas, como a Hyundai, têm produtos prontos para serem comercializados. Agora, a marca sul-coreana apresenta o IONIQ 5. Com …

Em Moscovo, qualquer um pode ser vacinado contra a covid-19 (e até ganha um gelado)

Em Moscovo, capital da Rússia, a vacina Sputnik V está disponível gratuitamente a qualquer pessoa que queira ser vacinada desde 18 de janeiro. Os interessados não precisam de agendar a toma e até ganham um …

As abelhas convenceram-nos de que sabiam matemática. Mas mentiram-nos

O novo estudo não significa necessariamente que as abelhas não entendam números, mas sugere que os animais usam propriedades não numéricas para resolver problemas matemáticos. Vários estudos convenceram-nos de que as abelhas são pequenos génios matemáticos: …

Liam Thorpe era prioritário na vacinação contra a covid-19 por ter 6,2 cm. Foi um erro

Liam Thorp, um homem de 32 anos sem comorbilidades, foi incorporado na lista de cidadãos prioritários para a vacinação contra a covid-19 no Reino Unido. Tudo por causa de um erro no sistema, que o registou …

Decisão de Lyon de retirar carne das ementas escolares gera protestos em França

A decisão temporária do presidente da Câmara de Lyon, membro do partido Europa Ecologia - Os Verdes, está a ser recebida com protestos em França. De acordo com o jornal The Guardian, Grégory Doucet decidiu retirar …

Roma 3-1 SC Braga | Minhotos despedem-se na Cidade Eterna

Portugal está sem equipas na Liga Europa 2020/21. O Sporting de Braga deslocou-se a Roma e perdeu por 3-1, terminando a eliminatória dos 16 avos-de-final com um agregado de 5-1, após a derrota por 2-0 …

Desenhe o seu próprio icebergue. Um site diz-lhe se flutua ou se vira

Joshua Tauberer criou um simulador de icebergues com o objetivo de demonstrar que a glacióloga Megan Thompson-Munson estava certa. "Um icebergue alongado não flutuaria de cabeça, mas de lado", disse a especialista na semana passada. A …