Japonesa morreu por excesso de trabalho após 159 horas extraordinárias

shibuya246 / Flickr

O karoshi, ou morte por excesso de trabalho, é um problema tão grave no Japão, que tem um nome próprio

Uma funcionária da emissora pública do Japão, NHK, morreu de ataque cardíaco depois de fazer 159 horas extraordinárias de trabalho. É a mais recente das muitas vítimas de karoshi.

A morte de Miwa Sado, jornalista da emissora pública japonesa, ocorreu há 4 anos, mas só agora foi tornada pública. Sado, de 31 anos, morreu de falência cardíaca em julho de 2013. O caso foi agora tornado público pela própria emissora, a pedido da família da jornalista, que procura evitar que casos semelhantes se repitam.

“Ainda hoje, quatro anos mais tarde, não conseguimos aceitar como real a morte da nossa filha. Esperamos que a dor de uma família desolada não seja desperdiçado“, declararam os pais de Sado em comunicado emitido pela NHK.

A jornalista, de acordo com a NHK, morreu três dias depois de ter estado a cobrir as eleições para a Assembleia Metropolitana de Tóquio e para a Câmara Alta do parlamento japonês, que se realizaram em junho e julho de 2013. No espaço de um mês, Sado teve apenas dois dias de folga, e fez 159 horas extraordinárias.

Segundo o Japan Times, os inspectores do trabalho que investigaram o caso atribuíram a morte da jornalista a karoshi, ou morte por excesso de trabalho – um problema tão grave no Japão, que tem um nome próprio.

A morte de Miwa Sado, mais uma a juntar-se aos inúmeros casos de mortes por excesso de trabalho que ocorreram no Japão nos últimos anos, coloca ainda mais pressão sobre as autoridades japonesas, num país onde a noção de “equilíbrio entre vida pessoal e laboral” é praticamente inexistente.

O ano passado, a inspecção do trabalho japonesa concluiu também que a morte da jovem Matsuri Takahashi, de 24 anos, se ficou a dever a esgotamento laboral. A jovem, funcionária da Dentsu, agência publicitária de Tóquio, suicidou-se devido a “stress após demasiadas horas a trabalhar”.

Nas semanas anteriores à sua morte, que aconteceu pouco antes do Natal de 2015, Takahashi tinha feito mais de 100 horas extraordinárias. Entretanto, a Dentsu está agora a ser julgada por violação de normas laborais, sendo esperada uma sentença judicial para esta sexta-feira.

Mais de dois mil japoneses suicidaram-se em 2016 devido a questões relacionadas com stress laboral e excesso de trabalho, e dezenas de trabalhadores morreram de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral ou outras condições provocadas por karoshi.

PARTILHAR

RESPONDER

Funcionários públicos passam a receber hoje 75% do valor das progressões

Os funcionários públicos que reuniram dez pontos na avaliação de desempenho nos últimos anos começam hoje a receber com o salário 75% da progressão que esteve congelada, que passará a ser paga na totalidade em …

Pasta de dentes de carvão não branqueia os dentes (e faz muito mal)

O carvão ativado, como uma moda de saúde, começou a ficar popular em 2016. Hoje, podemos encontrá-lo em bebidas, gelados e pizza, por exemplo. Não há dúvida de que parte da atração está na estética das …

O exoplaneta mais tórrido já descoberto tem valiosas terras raras

A 650 anos-luz da Terra, o KELT-9 b, o exoplaneta mais quente até agora descoberto, tem assinaturas de alguns dos cobiçados minerais de terras-raras.  Além das assinaturas de ferro gasoso e titânio encontradas na sua atmosfera, …

Conseguirá a Terra sair ilesa se o Sol ficar sem combustível?

Planetas rochosos formados por elementos densos serão, muito provavelmente, os únicos sobreviventes da morte explosiva de uma estrela. Esta descoberta dá-nos pistas preciosas sobre o futuro da Terra. Quando uma estrela morre destrói tudo o que …

As colónias espaciais de Bezos flutuam, são auto-sustentáveis e até se podem parecer com Florença

O CEO da Amazon e fundador da empresa de transporte aeroespacial Blue Origin levantou o véu sobre os seus planos futuros, detalhando as suas ideias para a colonização do Espaço. Jeff Bezos sonha com "cápsulas" …

Descoberta nova espécie de rã de cristal na Colômbia

Uma rã de cristal com um coaxar peculiar foi descoberta na Sierra Nevada de Santa Marta, uma cordilheira localizada na Colômbia. "Foi um golpe de sorte", revelou o cientista que encontrou o novo espécime. Segundo …

O café mais caro do mundo vende-se na California. Custa 66 euros

Um café na California, nos EUA, prepara o que apresenta como o café mais caro do mundo. Chama-se Elida Natural Geisha 803 e custa 75 dólares (66 euros) por chávena. A rede Klatch Coffee Roasters, que …

Inglês pagou 265 euros por um Picasso falso. Afinal, era verdadeiro

Um residente da cidade de Crawley, na Inglaterra, comprou por 292 dólares (cerca de 261 euros) uma pintura que achava ser uma boa farsa de um conhecido trabalho de Pablo Picasso. Porém, seis meses depois, soube …

China cria aplicação de reconhecimento facial para distinguir pandas

Investigadores do Centro de Pesquisa e Conservação da China para Pandas Gigantes, juntamente com a Universidade de Tecnologia de Nanyang, em Singapura, e a Universidade Normal de Sichuan desenvolveram uma aplicação com um software de …

Corvos da Torre de Londres "salvaram" o país. Tiveram crias pela primeira vez em 30 anos

Os icónicos corvos negros da Torre de Londres "salvaram" o Reino Unido das consequências fatídicas de uma antiga profecia ao ter descendentes pela primeira vez desde 1989. O casal formado por Huginn (o pai) e Muninn …