Morreram 20 utentes em lar de luxo no Porto. Dois estariam recuperados e outros dois deram negativo à covid-19

No lar Residência Montepio, no Porto, já morreram 20 utentes. Além dos 16 óbitos de residentes que tinham covid-19, dois tinham tido a doença mas estavam alegadamente recuperados e outros dois testaram negativo à doença.

De acordo com o jornal Público, que avança a notícia esta segunda-feira, além dos 16 óbitos de utentes do lar Residência Montepio que tinham covid-19, há mais quatro mortes: duas pessoas que estavam alegadamente recuperadas da doença e dois utentes que tinham testado negativo à doença.

Segundo os dados do Instituto da Segurança Social, que corrigem números anteriormente disponibilizados pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, o número de casos no lar subiu de 48 para 73. Destes, 48 são utentes e 25 profissionais.

A Segurança Social garantiu ainda que ainda há uma pessoa hospitalizada, apesar de já ter testado negativo à covid-19.

O surto no lar mantém-se ativo. Na passada sexta-feira, havia 25 utentes  e 17 profissionais infetados. Do total de 25 trabalhadores que estiveram positivos, oito já recuperaram.

Por outro lado, ainda há dúvidas em relação aos óbitos relacionados com o surto. Segundo o mesmo jornal, um utente com 73 anos morreu no início de agosto no Hospital de Santo António, no Porto, para onde foi transportado depois de apresentar dificuldades respiratórias após ter vomitado e ter registado febre. Este residente tinha feito dois testes no lar e ambos tinham dado negativo. Um terceiro teste foi feito à entrada do hospital que revelou que estava positivo. Morreu no dia seguinte.

O lar garante que este utente está contabilizado entre os 16 que morreram de covid-19.

A Residência Montepio assegurou ainda que os dois utentes que tiveram covid-19 “se encontravam curados” e “faleceram posteriormente” e que os outros dois não seriam falsos negativos já que sempre testaram dessa forma. “Todos doentes crónicos, com múltiplas comorbilidades, nomeadamente neoplasias em estado avançado e problemas cardíacos”, disse a Residência Montepio.

Funcionário denuncia falta de material. Lar nega

Em declarações ao Público, um funcionário de uma unidade Residências Montepio relatou casos de racionamento de material de proteção, nomeadamente luvas e máscaras. Segundo ele, cada trabalhador tem direito a apenas uma máscara por dia, mesmo que faça um turno de 12 horas.

O funcionário disse ainda que não há orientações para os trabalhadores fazerem monitorização diária de sintomas, como registarem a temperatura, como recomenda a DGS.

Por outro lado, a Residências Montepio nega estas acusações, garantindo que fornece “máscara no início do turno” para que “nenhum dos colaboradores se esqueça” de a colocar. “Essa máscara é substituída sempre que necessário”, assegurou, em declarações o Público.

O lar refere ainda que o “nível de equipamento utilizado tem sido superior ao recomendado pelas normas da DGS nas áreas não Covid”.

Em relação ao controlo e registo de sintoma dos profissionais, o lar garante que “é realizada medição da temperatura a todos os colaboradores desde o início da pandemia” e que estes estão a ser testados quando “regressam de férias e sempre que se registe um colaborador positivo, mesmo que assintomático, são acionados todos os procedimentos expressos nas normas da DGS.

Sobre este caso, na semana passada, o presidente da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, António Araújo, explicou que, para fazer uma auditoria clínica semelhante ao que foi feito no caso do lar de Reguengos de Monsaraz, “teríamos que ter uma participação feita por alguém”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …