“Um sequestro na minha própria casa”. Moradores do prédio Coutinho voltaram a sair

Abel F.Dantas / ZAP

Os nove moradores do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, voltaram a sair do imóvel, esta segunda-feira, depois da decisão judicial que suspendeu o despejo iniciado na semana passada.

Os nove últimos moradores do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, voltaram a sair dos dois blocos do imóvel, reencontrando-se no exterior, em ambiente de forte emoção, depois da decisão judicial desta segunda-feira que suspendeu o despejo iniciado dia 24.

O Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Braga aceitou a providência cautelar movida no dia 24 pelos últimos moradores do prédio, ficando assim suspensos os despejos. Pelas 18h00, começaram a sair dos blocos Poente e Nascente do edifício, reencontrando-se no espaço fronteiro ao edifício, onde se concentraram amigos e familiares.

Em declarações aos jornalistas, uma das moradoras, Maria Pontes, disse ter vivido estes dias com “muita ansiedade” por não saber o desfecho deste caso, garantindo ter “sobrevivido” como pôde.

“Isto não se aceita num estado de direito. Não somos ladrões. Até os presos têm direito a água e alimentos. Foi uma barbárie aos direitos humanos e constitucionais. Para mim, foi um sequestro na minha própria casa, uma coisa incompreensível”, sustentou, afirmando que ainda só foi restabelecido o fornecimento de eletricidade.

Maria Pontes adiantou que os moradores “não têm chaves da entrada no prédio”, depois de na semana passada, a sociedade VianaPolis ter substituído as fechaduras. “Os tribunais que decidam. Nós estamos à espera dos tribunais. Confiamos no tribunal. Não estou aqui por dinheiro. Estou aqui pelos meus direitos”, reforçou.

O advogado dos moradores, Francisco Vellozo Ferreira, explicou que decisão judicial exige a reposição da água, luz, gás, que entretanto foram cortados, e diz que o despacho “representa o culminar de uma semana de atentado aos direitos mais fundamentais”.

A VianaPolis, que na altura também proibiu a entrada de alimentos, já anunciou que vai pedir a “revogação do despacho” da providência cautelar por considerar que “a ação é igual à anterior providência cautelar que já foi decidida pelo mesmo tribunal e totalmente favorável à VianaPolis”, em 2018.

O prédio Coutinho é um edifício de 13 andares que o Programa Polis quer demolir por ser considerado um “aborto urbanístico”. A demolição está prevista desde 2000, mas ainda não foi concretizada porque os moradores interpuseram uma série de ações em tribunal para travar a operação. No prédio, onde viviam cerca de 300 pessoas, restam agora nove.

A ação de despejo dos nove últimos moradores esteve prevista para a passada segunda-feira, mas não se concretizou. Para o local onde está instalado o edifício está prevista a construção do novo mercado municipal da cidade.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …