Moção de censura ao Governo chumbada pela esquerda

José Sena Goulão / Lusa

Esquerda chumba moção de censura do CDS-PP ao Governo de António Costa, apresentada a propósito dos incêndios que vitimaram mais de 100 pessoas entre junho e outubro

A moção de censura ao Governo apresentada pelo CDS-PP foi esta terça-feira rejeitada na Assembleia da República com os votos contra do PS, BE, PCP, PEV e PAN e a favor dos centristas e do PSD.

Quando entraram na Assembleia da República, os democratas-cristãos já iam a contar que fosse chumbada a moção de censura por eles apresentada.

Em 43 anos de democracia, 29 (já a contar com esta do CDS-PP) moções de censura foram apresentadas, mas apenas uma fez o Governo cair.

Essa foi apresentada em abril de 1987. O então PRD, o Partido Renovador Democrático, apresentou uma moção contra o Governo minoritário do PSD, liderado por Cavaco Silva. Era o ataque do PRD por o executivo ter criticado a visita de uma delegação de deputados à Estónia, numa altura em que a república báltica ainda integrava a ex-URSS.

O Presidente da República de então, Mário Soares, optou pela dissolução e convocou eleições antecipadas, que deram a primeira maioria absoluta, ao PSD de Cavaco Silva.

Um outro executivo, liderado por Carlos da Mota Pinto, caiu, a 11 de Junho de 1979, mas devido à ameaça da apresentação de duas moções de censura – do PS e do PCP. Com a aprovação das moções garantida, Mota Pinto demitiu-se na véspera.

Esta, sabia-se já de antemão, não faria história ao ser a segunda a deitar abaixo um Governo, já que, para ser aprovada, era necessário contar com pelo menos 116, dos 230 que ocupam lugar na Assembleia, votos a favor.

Antes de se entrar na Assembleia da República já era claro que apenas o CDS-PP e PSD votariam a favor da moção, com a esquerda a chumbá-la.

Mas ainda assim, o deputado do CDS Telmo Correia defendeu que a moção era inevitável, porque “o Governo ignorou os avisos e foi arrogante“, e questionou até se não devia ter sido apresentada há quatro meses.

“Esta moção foi inevitável porque o Governo ignorou os avisos e foi arrogante. A vossa arrogância parece ser, de resto, o resultado de quem tendo chegado ao Governo como chegou, acha que por isso tudo pode. A maioria tudo aceitará, tudo esconderá, mesmo quando vocaliza criticas”, defendeu Telmo Correia.

No encerramento do debate da moção de censura ao executivo, que foi chumbada pela maioria de esquerda, o deputado e dirigente centrista avançou a possibilidade de o CDS ter falhado por não ter “gritado mais alto”: “Esta moção podia ter sido há quatro meses”.

“Não sei se teria sido diferente”, refletiu, sobre a possibilidade, discutida pela direção centrista após a tragédia de Pedrogão Grande, de apresentar na altura uma moção de censura.

Por outro lado, durante o debate da moção de censura, Catarina Martins, coordenadora do Bloco, lembrou que a moção de censura “é para derrubar o Governo”, “não é sobre a dor a indignação de um país que tem tido tanta dor” por causa dos incêndios do verão e de outubro, que fizeram mais de 100 mortos.

Utilizar uma moção de censura “como instrumento para os partidos avaliarem se a morte de 100 pessoas é grave, é mais do que desadequado, é obsceno“, afirmou.

Mas, passada esta frase, Catarina Martins não fez nenhum elogio direto às medidas aprovadas no sábado, no Conselho de Ministros extraordinário, antes fez perguntas ao primeiro-ministro, António Costa, questionando “como pôde o Governo estar tão impreparado este ano”.

“Já sabíamos que este ano era de risco e o Governo deveria estar mais bem preparado”, disse, lembrando a proposta do BE, aprovada no ano passado, de reforço dos sapadores florestais e que “não saiu do papel”.

À líder bloquista, António Costa deu uma resposta política, dizendo que, perante uma tragédia como a que aconteceu este verão, a direita quer “derrubar o Governo”.

A nossa responsabilidade é reconstruir o país“, afirmou o chefe do Governo, respondendo ainda às dúvidas de Catarina Martins sobre as necessidades orçamentais para as medidas de ordenamento, prevenção e combate aos incêndios. O executivo “será capaz de o fazer” como “foi capaz” de nos últimos anos seguir uma política diferente da de direita.

“Vamos ser capazes de fazer isso como, ao longo dos últimos dois anos, fomos capazes de vencer todos os impossíveis que muitos nos disseram não era possível com uma mudança de política”, rematou.

Esta foi a primeira vez que o XXI Governo Constitucional, chefiado por António Costa, foi confrontado com uma moção de censura desde que entrou em funções, em novembro de 2015.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. caiu a mascara ao marxistas da 3 a e 4 a internacional… que os da 1a, fiquem impavidos e serenos com o descalabro deste n2 de socrates e da orquestra desafinada do largo do rato ja se esperava, mas ao menos o povo ficou a saber que votar no ps, por mais voltas que se de, e dar abrigo aos radicais comunistas e colocar no poder um partido anti nacional

RESPONDER

"Ponte" biodegradável pode curar lesões nervosas do sistema nervoso periférico

Investigadores da Universidade de Pittsburgh descobriram recentemente uma "ponte" biodegradável que poderá ajudar no tratamento de lesões nos nervos e a recuperar cerca de 80% da função nervosa. As lesões superficiais que ocorrem no sistema nervoso …

Os polegares dos neandertais adaptaram-se a ferramentas com pega

Os polegares dos neandertais adaptaram-se para segurar melhor ferramentas com pega, da mesma forma como utilizamos atualmente um martelo, revela uma nova investigação da Universidade de Kent, no Reino Unido. A mesma investigação sugere ainda …

Sporting 2-1 Moreirense | JackPote rende pontos ao “leão”

O “Leão” soma e segue na liderança do campeonato, depois de vencer o Moreirense por 2-1, graças a um bis Pedro Gonçalves. Neste sábado, na recepção ao Moreirense, num embate relativo à oitava jornada, sofreu, mas conseguiu …

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …