Um mês após ter sido nomeado, ministro da Saúde do Brasil demite-se

Joédson Alves / EPA

O ministro da Saúde brasileiro pediu a demissão, esta sexta-feira, menos de um mês depois de ter chegado ao cargo, por “incompatibilidades” com Bolsonaro.

De acordo com a rádio TSF, a demissão de Nelson Teich foi confirmada através de um comunicado oficial do ministério da Saúde brasileiro, que refere “incompatibilidades” com o Presidente Jair Bolsonaro.

A saída do ministro vinha a ganhar força nos últimos dias, segundo a mesma rádio, depois de o governante ter apresentado várias discordâncias com o chefe de Estado sobre a forma como combater a pandemia de covid-19.

Por exemplo, esta semana, Bolsonaro decidiu incluir os ginásios, as academias desportivas de todas as modalidades, os salões de beleza e as barbearias na lista de serviços considerados essenciais. Mas, no mesmo dia, o ministro da Saúde declarou à imprensa não ter conhecimento da norma decretada pelo chefe de Estado.

O oncologista esteve menos de um mês no cargo, tendo sido nomeado, a 17 de abril, depois da demissão de Luiz Henrique Mandetta, que também teve vários desentendimentos com o Presidente.

Entretanto, em conferência de imprensa, Teich afirmou: “A vida é feita de escolhas, e eu hoje escolhi sair. Dei o melhor de mim neste período. Não é algo simples, estar neste Ministério num período tão difícil. Este é um trabalho de uma grande equipa, que sempre estiveram do meu lado e trabalharam intensamente por este país”.

O ministro demissionário garantiu que deixou pronto um plano de trabalho, para auxiliar governadores e prefeitos (autarcas) a enfrentar a pandemia, de forma a que possam entender melhor “o que está a acontecer e os próximos passos” a adotar.

O Brasil regista 202.918 casos de infeção e 13.993 mortes provocadas pela covid-19.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. O que me deixa atónito é o facto de ainda haver pessoas qualificadas e aparentemente sérias (não é o caso do ex-ministro Moro) que se dispõe a colaborar com o alarve e desqualificado Bolsonaro. Creio que o mundo, pelo menos há muito tempo que não conhece uma figura tão aviltante como este senhor. É o típico bandido, fanfarrão que se alcandorou a um posto sem a menor noção dos requisitos inerentes, tendo como único propósito dar guarida aos desmandos dos seus filhos e do seu séquito. Com este nível de descontrole da pandemia Portugal não devia abrir as suas fronteiras para receber passageiros vindos do Brasil.

    • Tu é que, além de incompetente és pouco inteligente e não devias devias usar o nick habitualmente usado por outros para comentar – mas, essa cabecinha não deve dar para mais…

RESPONDER

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie

A justiça alemã abriu um novo inquérito contra o principal suspeito do desaparecimento de Maddie McCann, relativo à violação de uma jovem irlandesa, em 2004, anunciou, esta terça-feira, o procurador de Brunswick. "Posso confirmar que investigamos …

Mais de metade dos portugueses acredita que os fundos europeus vão ser mal geridos

Mais de metade dos portugueses (60,6%) acredita que os fundos europeus que Portugal vai receber para fazer face à pandemia vão ser mal geridos, revela uma sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios e …

CMVM avança com suspensão de ex-secretário de Estado da Energia da OMIP

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) notificou, esta segunda-feira, o ex-secretário de Estado da abertura de um processo para a sua suspensão da administração da OMIP, alegando "dúvida fundada" quanto à adequação aos …