“Saúde é vida”. Bolsonaro inclui ginásios e salões de beleza nos serviços essenciais

Joedson Alves / EPA

Ginásios e academias desportivas “de todas as modalidades”, salões de beleza e barbearias passam a estar incluídos na lista de serviços essenciais que funcionam no Brasil durante a pandemia.

O Presidente brasileiro incluiu na segunda-feira ginásios e academias desportivas “de todas as modalidades”, salões de beleza e barbearias na lista de serviços considerados essenciais para funcionarem no Brasil durante a pandemia de Covid-19.

No decreto publicado em Diário Oficial da União, Jair Bolsonaro indicou que essas atividades podem funcionar durante a pandemia se forem obedecidas as determinações do Ministério da Saúde. Contudo, na tarde de segunda-feira, o ministro da Saúde do Brasil, Nelson Teich, declarou à imprensa não ter conhecimento da norma decretada pelo chefe de Estado.

“Se for criado um fluxo que impeça que as pessoas se contaminem, se criarem condições e pré-requisitos, você pode trabalhar (…). Agora, tratar isso como essencial, é um passo inicial, que foi decisão do Presidente. Não passou pelo Ministério da Saúde. Não é uma decisão nossa. É atribuição do Presidente”, afirmou Teich em conferência de imprensa.

O Presidente ampliou assim um decreto editado na semana passada, que já incluía construção civil e atividades industriais como atividades essenciais.

Antes da publicação oficial do decreto, Bolsonaro, um forte crítico das medidas de isolamento social para travar a pandemia, adiantou à imprensa que iria incluir essas categorias, justificando que está em causa mais de “um milhão de empregos“.

“Essas três categorias juntas dão mais de um milhão de empregos. Pessoal, vou repetir aqui, vou apanhar de novo, mas a questão da vida tem de ser tratada paralelamente à questão do emprego”, advogou o chefe de Estado.

Questionado pela imprensa se os decretos sobre atividades essenciais seriam uma tentativa de contornar as decisões de governadores e prefeitos sobre distanciamento social, Bolsonaro negou, salientando que “saúde é vida”.

“Eu não burlo nada. Se me estão a acusar disso, desculpem, mas estão equivocados. Saúde é vida. Quem está em casa, agora como sedentário, por exemplo, está a aumentar o seu colesterol, problema de stress, muitos problemas acontecem. Se a pessoa puder ir num ginásio, logicamente, de acordo com as normas do Ministério da Saúde, vai ter uma vida mais saudável”, argumentou o mandatário, citado pelo portal de notícias G1.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Melhor um presidente que se esconde em casa certo?
      Se se esta a expor, a lutar ao lados dos cidadãos, é porque não acredita na histeria deste vírus..
      Usar a cabeça de vez em quando ajuda.

      • Esconder-se em casa de pouco serve – o Brasil mais seguro só mesmo com o Bolsonaro internado numa ala psiquiátrica.
        Lutar ao lados dos cidadãos?!
        O Bolsonaro?
        Hahahaaaa… haja sentido de humor!…
        .
        Acreditar é para a carneirada das religiões – a ciência (e o covid-19) não precisam de crenças para existir e fazer estragos – o Boris do Reino Unido aprendeu isso da pior forma…
        O Trampa (Bolsonaro dos EUA) também não “acreditava na histeria” e os EUA já ultrapassaram os 80 mil mortos!…

      • Não existe “histeria” em relação a dramática realidade !…existe sim pessoas que como o Sr. veneram personagens incultas e altamente perigosas como este psicopata que faz de Presidente, com o largo apoio de Iluminados da Seita a que pertence a dita criatura !… o ridículo não mata , senão, já vocês estavam todos mortos !

RESPONDER

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …

Alemanha vai autorizar vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha vai alterar a recomendação que limitava o uso da vacina da farmacêutica AstraZeneca para maiores de 65 anos. O anúncio foi feito, este sábado, por Thomas Mertens, chefe da …

Éter, Teia e Tutti-Frutti. PS e PSD decidem "os bons e os maus" entre uma centena de autarcas suspeitos

PS e PSD estão na recta final da escolha dos candidatos às próximas eleições autárquicas e os dois partidos coincidem na forma como estão a avaliar os potenciais candidatos que estão envolvidos em processos judiciais. …

"Lei Khashoggi". Estados Unidos restringem vistos a 76 cidadãos sauditas

Os Estados Unidos anunciaram a restrição à atribuição de vistos a 76 cidadãos da Arábia Saudita acusados de "ameaçar dissidentes no estrangeiro", nomeadamente o jornalista saudita assassinado, em outubro de 2018, na Turquia. Segundo o secretário …

OMS quer isenção de direitos de propriedade intelectual para vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reclamou, esta sexta-feira, o uso de "todas as ferramentas" para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19, incluindo a transferência de tecnologia e a isenção de direitos de …