Ministro relembra que objetivo de contribuição sobre sacos é que deixem de ser usados (e não acumulados)

PSD / Flickr

O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva

O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva

O ministro do Ambiente reiterou esta quinta-feira que, a partir de 15 de fevereiro, todos os sacos plásticos leves vão ser alvo de contribuição e que o objetivo da medida é que o seu uso seja reduzido.

Fiscalidade Verde

O ministro Jorge Moreira da Silva, que falava aos jornalistas antes de intervir na conferência “Estratégias para o Crescimento Verde”, no Instituto Superior de Engenharia do Porto, explicou que o objetivo da medida é “criar condições para reorientar comportamentos para que, em vez de se utilizarem 466 sacos plásticos por habitante por ano, que é um recorde europeu, se possa diminuir para 50 sacos plásticos por habitante por ano“.

Sobre a situação para a qual as associações setoriais da restauração e hotelaria AHRESP e APHORT alertaram, de que vários empresários terão adquirido grandes quantidades de sacos plásticos que vão ter de repercutir a contribuição a partir de 15 de fevereiro, o ministro disse que será apresentada uma solução ainda esta semana.

“Fazendo confiança no que as associações representativas me dizem, o que terá estado em causa foram práticas comerciais muito agressivas por parte de fabricantes e importadores que, percebendo que do lado da distribuição se tinha uma noção perfeita de que esses sacos seriam pagos, terão aproveitado para, junto da restauração, perante alguma dúvida que existisse, poder escoar esses stocks grandes com grandes descontos que foram considerados como muito interessantes por parte dos comerciantes”, referiu Moreira da Silva.

O ministro realçou que não está em causa “uma dúvida quanto à lei ou uma qualquer insuficiência legislativa”, mas sim um problema de relacionamento comercial que está a ser abordado quer pelo Ministério do Ambiente quer pelo Ministério das Finanças.

“O Governo está a encontrar, entre o Ministério do Ambiente e a área dos Assuntos Fiscais, uma solução prática que permita que estes stocks anómalos que foram gerados através de práticas comerciais agressivas do final do ano possam ser reintroduzidos com imposto na cadeia de distribuição e essa é matéria que será enquadrada com uma solução que será apresentada muito proximamente”, afirmou o governante.

As declarações de Jorge Moreira da Silva dão continuidade ao que o ministério já havia transmitido no dia anterior, na sequência das informações da Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT) e da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP).

Os sacos de plástico leves vão passar a custar 10 cêntimos a partir de 15 de fevereiro, cerca de um mês e meio depois de ter entrado em vigor a Reforma da Fiscalidade Verde.

O período transitório, de acordo com o Governo, confere uma “maior capacidade de adaptação às novas regras por parte de toda a cadeia de produção, distribuição e comercialização de sacos de plástico, bem como o escoamento dos stocks e matérias-primas, em linha com o que o setor tem defendido”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …

Entre os boletins de voto dos emigrantes, também há cheques e contas da luz

Para exercer o seu direito de voto, os eleitores portugueses residentes no estrangeiro deveriam enviar de volta para Portugal a documentação que receberam em casa – um envelope verde com o boletim de voto, dentro …