Ministério da Saúde deve 100 milhões de euros às farmácias

O Ministério da Saúde tem uma dívida para com as farmácias que ascende aos 100 milhões de euros, no âmbito da comparticipações de medicamentos. Se o incumprimento se mantiver, a “ruptura” de medicamentos será “inevitável”.

O Diário de Notícias reporta que há três administrações regionais de saúde (ARS) que têm dívidas para com as farmácias.

A ARS Norte acumulará a dívida maior com cerca de 70 milhões de euros. A ARS Centro deverá 18 milhões de euros e a ARS Alentejo terá uma dívida de 11 milhões, conforme dados do DN.

Estão em causa os medicamentos comprados pelos utentes com receita médica, em que a farmácia assume o valor da comparticipação paga pelo Estado. Este montante deve ser pago pelas ARS num prazo de 40 dias, o que não se está a verificar nas três zonas mencionadas.

Uma fonte ligada à Associação Nacional de Farmácias (ANF) alerta, no Diário de Notícias, que, “a manter-se a situação de incumprimento, a rotura no abastecimento de medicamentos poderá ser inevitável”.

Os últimos dados desta Associação, citados pelo diário, indicam que há 512 farmácias em situação de insolvência ou de penhora.

Uma fonte do Ministério da Saúde garante ao DN que se está a trabalhar para que “a situação seja devidamente acautelada e resolvida”, sem contudo adiantar prazos para o efeito.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Estrela da Morte". Trump tem máquina de desinformação de mil milhões de dólares para ser reeleito

Face às eleições presidenciais dos EUA que se realizem este ano, Donald Trump montou uma máquina de desinformação, conhecida por "Estrela da Morte", avaliada em 1 mil milhão de dólares. Enquanto se desenrolam as primárias democratas …

Procura mundial de petróleo pode alcançar o seu nível mais baixo numa década por causa do coronavírus

O surto de coronavírus afetará de forma "significativa" a procura global por petróleo, podendo esta atingir o seu nível de procura mais baixo numa década, alerta a Agência Internacional de Energia (IEA). Com a desaceleração da …

Vitória SC 1-2 Porto | “Dragão” cola-se à liderança

A Liga NOS está ao rubro. O FC Porto foi a Guimarães vencer o Vitória SC por 2-1 e está a apenas um ponto da liderança do campeonato, na sequência da derrota do Benfica no …

Ventura não faz "fretes". Chega não viabilizará Governo do PSD se não houver cedências

Para governar com a direita, o PSD precisa do recém-eleito Chega. No entanto, há características que separam os partidos: enquanto que os sociais-democratas se querem estabelecer ao centro, André Ventura estabelece linhas vermelhas e não …

Egito atinge 100 milhões de habitantes (mas não há grandes motivos para celebrar)

A população do Egito atingiu os 100 milhões de habitantes, tornando-se no país árabe mais populoso e o terceiro em África atrás da Etiópia e da Nigéria, anunciaram ontem as autoridades. O calculador eletrónico instalado no …

Coronavírus: Há mais dois casos suspeitos em Portugal

Há mais dois casos suspeitos de infeção por coronavírus em Portugal. Os doentes, que vieram da China, já foram encaminhados para o Hospital Curry Cabral, em Lisboa, e para o Hospital de São João, no …

Morreu o ator Tozé Martinho

O ator António José Bastos de Oliveira Martinho, mais conhecido como Tozé Martinho, morreu este domingo aos 72 anos. Tozé Martinho morreu este domingo, aos 72 anos. O ator foi levado para o Hospital de Cascais, …

NASA já tem um preço para a próxima alunagem

O responsável pelos voos tripulados da NASA, Doug Loverro, revelou esta semana que a agência espacial vai precisar de  35 mil milhões de dólares nos próximos quatro anos para conseguir voltar a pisar a Lua …

Covid-19: FMI admite que crescimento mundial desça para 3,1% este ano

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional admitiu este domingo que a previsão de 3,3% para o crescimento da economia mundial possa descer 0,1 ou 0,2 pontos percentuais devido à propagação do coronavírus. "Por enquanto, a nossa …

Próximo Orçamento tem de começar a ser apresentado em abril (mas Centeno não o fará)

As novas regras de desenho de orçamentos vão ser novamente adiadas, avança este domingo o semanário Expresso. A equipa das Finanças já está concentrada no próximo Orçamento do Estado. No entanto, apesar de haver uma lei …