Professores vão ter faltas injustificadas se fizerem greve

*Bloco / Flickr

A paralisação abrange as atividades não letivas e decorre entre 15 de outubro e 31 de dezembro. O Ministério da Educação entende que se trata de uma greve que viola o que está estipulado na lei. 

Esta sexta-feira, o Ministério da Educação avisou que, os professores que fizerem greve a partir de segunda-feira às atividades não letivas, uma greve convocada por dez estruturas sindicais, vão ter faltas injustificadas.

Nos termos da Lei Geral de Trabalho em Funções Públicas, as faltas injustificadas implicam cortes nos salários e descontos na antiguidades, um vetor que é determinante nos concursos de colocação, adianta o Público.

Na nota do Ministério da Educação, especifica-se que os sindicatos não cumpriram o que se encontra estipulado quando a greve afeta um setor “que se destina à satisfação de necessidades sociais impreteríveis”.

Quando se trata de um serviço destes, a LGTFP determina que têm de ser cumpridos os serviços mínimos e que por esse motivo o pré-aviso de greve tem de ser entregue com uma antecedência de dez dias úteis. Ora, segundo o ME, esta norma não foi cumprida .O pré-aviso de greve foi entregue na passada segunda-feira, dia 8 de outubro, e determina que a greve terá início no dia 15 e termo a 31 de dezembro.

Mário Nogueira, líder da Fenprof, já reagiu, anunciando que os sindicatos vão manter a greve. Além disso, avança, vão também processar o ministro da Educação por entenderem que a nota, emitida esta sexta-feira, é inconstitucional e antidemocrática.

Para o ministério, esta greve dos professores é uma greve self-service, que passou a ser ilícita por via de um parecer do conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República, datado de 1999. O parecer teve como objeto uma greve convocada pelo Sindicato Independente dos Médicos em que se previa a “interrupção e retomada dos trabalhos pelos médicos, sempre que quiserem e pelo tempo que quiserem”.

Na nota, o ME esclarece que “a adesão individual do trabalhador tem de ser cognoscível pelo empregador, pelo que deve ser de sentido e significado inequívocos, o que não acontece no presente caso”.

Além disso, o ministério refere ainda que a greve viola o Código de Trabalho. “A greve suspende, no que respeita aos trabalhadores que a ela aderirem, as relações emergentes do contrato, nomeadamente o direito à remuneração e, em consequência, desvincula-os dos deveres de subordinação e assiduidade.”  Mais concretamente, segundo entendem alguns juristas, quando a greve é apenas “a uma parte da prestação do trabalho, esta é ilícita, porque a greve pressupõe a abstenção total”.

O apoio a alunos com dificuldades, prestado fora das aulas, e as reuniões de conselho pedagógico, conselho de departamento, conselho de docentes, conselho de turmas e outras serão as atividades abrangidas pela greve.

Este foi também o tipo de greve escolhido pelos sindicatos dos professores no final do ano letivo passado. Na altura, o ME não entendeu que esta acção era ilícita, tendo apenas requerido serviços mínimos para as reuniões de avaliação do 9.º, 11.º e 12.º anos.

Greve adiada

Entretanto, a Fenprof anunciou, na manhã deste sábado, e em nome de várias estruturas sindicais, que a greve dos professores que deveria ter início esta segunda-feira foi suspensa devido a uma queixa criminal que os sindicatos vão apresentar, avança a TSF.

Nogueira adiantou que os sindicatos vão apresentar uma queixa criminal contra o autor de uma nota vinda do Minsitério da Educação. Será entregue um novo pré-aviso para uma greve que deverá ter início a 29 de outubro e se prolonga até final do ano letivo.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. … isto a ser verdade a Democracia em Portugal anda pelas horas da amargura. Portugal e seus desgovernantes bateram no FUNDO da lapatisse.

RESPONDER

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

O principal opositor do Kremlin chegou, este domingo, a uma zona a cerca de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um …