Pensionistas esperam “meio ano ou mais” para receber reforma

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, José António Vieira da Silva

Os atrasos na atribuição de pensões por parte da Segurança Social continuam, apesar do reforço de pessoal anunciado pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social em Maio passado. Há quem esteja “meio ano ou mais” à espera entre o pedido da reforma e a sua atribuição, e sem receber qualquer dinheiro entretanto.

António Soares, de 66 anos, é um destes casos de atraso na atribuição da pensão de reforma, relata o Diário de Notícias.

Este homem pediu a reforma em Fevereiro deste ano, “dois meses antes de terminar o subsídio de desemprego”, refere o jornal.

“Em Abril acabou [o subsídio de desemprego] e ainda me cortaram cem euros por ser o último mês. A partir daí não recebi mais nada. Já passou Maio, Abril, Junho, Julho e vamos para Agosto”, lamenta António Soares no DN. “É meio complicado porque só tenho o fundo de desemprego da minha mulher”, desabafa.

António Soares também conta que na Segurança Social lhe disseram que “isto está muito atrasado” e que os processos podem “ir até meio ano ou mais” de demora. Ele também conta que tem um amigo que “está há oito meses à espera da reforma e não está a receber nada”.

Vieira da Silva promete solução para breve

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, garante que vai apresentar em breve medidas para resolver os atrasos na atribuição das pensões.

Em Abril passado, o ministro já tinha assumido o tempo “excessivo” nestes processos, culpando então a redução dos quadros de pessoal do Centro Nacional de Pensões (CNP) pelas demoras.

No mês seguinte, o ministro anunciou a contratação de 200 trabalhadores, mas o processo ainda está a decorrer através de concursos internos e externos, bem como da integração de precários.

Agora, Vieira da Silva refere que não tem conhecimento de que a situação se tenha agravado, mas garante que nos próximos dias, vai ser apresentado um pacote de medidas para resolver o problema.

A Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI) tem alertado para a necessidade de se tomarem “medidas com urgência” para garantir que os cidadãos recebem as prestações da Segurança Social “com celeridade”.

A organização refere que tem recebido “inúmeras reclamações” sobre atrasos significativos em diversas prestações, como pensões de velhice, sobrevivência e reembolso de despesas de funeral.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Ó xôr ministro, esqueceu-se de mencionar QUANTOS DESEMPREGADOS estão a desempenhar funções – como funcionários públicos do quadro mas sem regalias de qualquer espécie -, no CNP e na SS, enviados pelo IEFP para esses organismos, ao abrigo do Contrato de Emprego-Inserção para os desempregados beneficiários das prestações de desemprego… Quantos ó xôr ministro?

  2. E o tempo que demoram as pensões de viuvez??? A pensão do conjuge que morre é imediatamente cancelada e depois a viúva/viúvo demora cinco a seis meses a receber a pensão a que tem direito. Há muitos casos dramáticos de pessoas que ficam praticamente sem qualquer rendimento durante esse periodo, pois muitas vezes o desiquilibrio entre as pensões dos dois conjuges é muito grande. E morrendo o que ganha mais, o que sobrevive fica com todas as depesas e sem rendimento para as pagar.

    • Porque ele há filhos, filhas, genros, noras e outros familiares, que depois de o pensionista ter falecido, não informam a seg social e continuam a receber a pensão de quem morreu, às vezes durante vários anos, até serem descobertos, apesar de a isso não terem direito. E se o falecido tinha dívidas é natural que quem as pague seja quem se habilite como conjuge ou herdeiro (fale também com as Finanças que eles explicam tudo).
      À senhora aflita, saiba que o pedido de 1 pensão, não pode ser despachado no dia seguinte, sendo lógico que tal processo, demore alguns meses.
      Lembre-se também dos que vão beneficiar de alguém que nunca trabalhou ou descontou para a seg social.
      Esses irão receber 1 pensão mais baixa que a sua e o tempo de espera será o mesmo.

      • Quem comunica à SS a morte de uma pessoa é a agência funerária. Por isso a cessação é tão rápida e os casos de que fala não são assim tão fáceis de acontecer. A atribuição de uma pensão de viuvez não precisa de análise e até devia ser automática quando se faz a cessação. Porque é simples. O conjuge sobrevivente recebe 60% da pensão do conjuge que morreu. Portanto, só serviços ineficientes e a total falta de empatia pelos contribuintes permitem que os viúvos passem vários meses com um rendimento reduzido. Acredite que há pessoas que até fome passam por causa desta situação.

  3. As pensões são suspensas através de cruzamento de dados entre o CNP e o serviço de registos, normalmente não são as funerárias nem os familiares com a entrega dos requerimentos de prestações por morte. Aqui fica o esclarecimento.

  4. Estou na belgica a espera ha 11 mes e nada ja sei da belgica e da holanda pais em que t rabalhei falta so portugal nao sei porque tanto ataso eles nao me pagam sem vir a de portugal n social 10185434859

  5. Entreguei na SS os documentos para a minha reforma após 2 meses de completar 66 anos, depois de receber uma carta da SS onde me diziam que iriam cortar o subsídio de desemprego em Setembro (9) 2018, e que poderia então tratar dos documentos para a reforma. Entreguei os mesmos na SS no dia 27 de julho 2018. Acontece que até à data ainda não recebi nenhuma indicação da SS e estou com dificuldades pois nada recebo desde 9 de Setembro, dependendo de terceiros para sobreviver. Tenho pouca esperança em receber resposta por este meio pois face aos comentários q leio anteriormente a SS parece alhear-se destas situações.

  6. Este é o pais que temos . Com mentiras , temos um ministro mente constante mente mas facilita os amiguinhos do partido por isso eu votar nunca em pessoas me tirosas

  7. Eu também me encontro no mesmo barco recebi carta a dizer que iam cortar f, desemprego , entretanto já tinha metido os papéis para a reforma em 2 dezembro 2019 estamos em meados de abril e nada portanto já vão para cinco meses, cortar cortam depressa mas pagar esquecem. Será que estes não têm nenhuma sensabilidade com as pessoas que tantos anos pagaram as e neste momento têm que recorrer a terceiros para sobreviver? Jgostaria que alguém que tenha conhecimento que me ajude.
    Eles quando pagarem pagamento todos os meses em atraso?

  8. Meti os papéis e janeiro e até ágora não sube mais nada só dizem que está muito atrasadas. Tenho 61 anos e 46 descontos.

RESPONDER

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …

Morreu Teresa Tarouca, fadista de "Saudade, silêncio e sombra"

A fadista Teresa Tarouca morreu na madrugada desta segunda-feira, no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, aos 77 anos, vítima de pneumonia dupla, disse à agência Lusa fonte próxima da família. O corpo de Teresa Tarouca …

Uma queda da varanda. Morreu fundador dos Capacetes Brancos que Rússia acusou de ser espião

O antigo oficial do exército britânico James Le Mesurier, um dos fundadores do movimento humanitário Capacetes Brancos que tem ajudado milhares de pessoas na Síria, foi encontrado morto perto de casa. Terá caído da varanda …