Pensionistas esperam “meio ano ou mais” para receber reforma

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, José António Vieira da Silva

Os atrasos na atribuição de pensões por parte da Segurança Social continuam, apesar do reforço de pessoal anunciado pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social em Maio passado. Há quem esteja “meio ano ou mais” à espera entre o pedido da reforma e a sua atribuição, e sem receber qualquer dinheiro entretanto.

António Soares, de 66 anos, é um destes casos de atraso na atribuição da pensão de reforma, relata o Diário de Notícias.

Este homem pediu a reforma em Fevereiro deste ano, “dois meses antes de terminar o subsídio de desemprego”, refere o jornal.

“Em Abril acabou [o subsídio de desemprego] e ainda me cortaram cem euros por ser o último mês. A partir daí não recebi mais nada. Já passou Maio, Abril, Junho, Julho e vamos para Agosto”, lamenta António Soares no DN. “É meio complicado porque só tenho o fundo de desemprego da minha mulher”, desabafa.

António Soares também conta que na Segurança Social lhe disseram que “isto está muito atrasado” e que os processos podem “ir até meio ano ou mais” de demora. Ele também conta que tem um amigo que “está há oito meses à espera da reforma e não está a receber nada”.

Vieira da Silva promete solução para breve

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, garante que vai apresentar em breve medidas para resolver os atrasos na atribuição das pensões.

Em Abril passado, o ministro já tinha assumido o tempo “excessivo” nestes processos, culpando então a redução dos quadros de pessoal do Centro Nacional de Pensões (CNP) pelas demoras.

No mês seguinte, o ministro anunciou a contratação de 200 trabalhadores, mas o processo ainda está a decorrer através de concursos internos e externos, bem como da integração de precários.

Agora, Vieira da Silva refere que não tem conhecimento de que a situação se tenha agravado, mas garante que nos próximos dias, vai ser apresentado um pacote de medidas para resolver o problema.

A Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI) tem alertado para a necessidade de se tomarem “medidas com urgência” para garantir que os cidadãos recebem as prestações da Segurança Social “com celeridade”.

A organização refere que tem recebido “inúmeras reclamações” sobre atrasos significativos em diversas prestações, como pensões de velhice, sobrevivência e reembolso de despesas de funeral.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Ó xôr ministro, esqueceu-se de mencionar QUANTOS DESEMPREGADOS estão a desempenhar funções – como funcionários públicos do quadro mas sem regalias de qualquer espécie -, no CNP e na SS, enviados pelo IEFP para esses organismos, ao abrigo do Contrato de Emprego-Inserção para os desempregados beneficiários das prestações de desemprego… Quantos ó xôr ministro?

  2. E o tempo que demoram as pensões de viuvez??? A pensão do conjuge que morre é imediatamente cancelada e depois a viúva/viúvo demora cinco a seis meses a receber a pensão a que tem direito. Há muitos casos dramáticos de pessoas que ficam praticamente sem qualquer rendimento durante esse periodo, pois muitas vezes o desiquilibrio entre as pensões dos dois conjuges é muito grande. E morrendo o que ganha mais, o que sobrevive fica com todas as depesas e sem rendimento para as pagar.

    • Porque ele há filhos, filhas, genros, noras e outros familiares, que depois de o pensionista ter falecido, não informam a seg social e continuam a receber a pensão de quem morreu, às vezes durante vários anos, até serem descobertos, apesar de a isso não terem direito. E se o falecido tinha dívidas é natural que quem as pague seja quem se habilite como conjuge ou herdeiro (fale também com as Finanças que eles explicam tudo).
      À senhora aflita, saiba que o pedido de 1 pensão, não pode ser despachado no dia seguinte, sendo lógico que tal processo, demore alguns meses.
      Lembre-se também dos que vão beneficiar de alguém que nunca trabalhou ou descontou para a seg social.
      Esses irão receber 1 pensão mais baixa que a sua e o tempo de espera será o mesmo.

      • Quem comunica à SS a morte de uma pessoa é a agência funerária. Por isso a cessação é tão rápida e os casos de que fala não são assim tão fáceis de acontecer. A atribuição de uma pensão de viuvez não precisa de análise e até devia ser automática quando se faz a cessação. Porque é simples. O conjuge sobrevivente recebe 60% da pensão do conjuge que morreu. Portanto, só serviços ineficientes e a total falta de empatia pelos contribuintes permitem que os viúvos passem vários meses com um rendimento reduzido. Acredite que há pessoas que até fome passam por causa desta situação.

  3. As pensões são suspensas através de cruzamento de dados entre o CNP e o serviço de registos, normalmente não são as funerárias nem os familiares com a entrega dos requerimentos de prestações por morte. Aqui fica o esclarecimento.

  4. Estou na belgica a espera ha 11 mes e nada ja sei da belgica e da holanda pais em que t rabalhei falta so portugal nao sei porque tanto ataso eles nao me pagam sem vir a de portugal n social 10185434859

  5. Entreguei na SS os documentos para a minha reforma após 2 meses de completar 66 anos, depois de receber uma carta da SS onde me diziam que iriam cortar o subsídio de desemprego em Setembro (9) 2018, e que poderia então tratar dos documentos para a reforma. Entreguei os mesmos na SS no dia 27 de julho 2018. Acontece que até à data ainda não recebi nenhuma indicação da SS e estou com dificuldades pois nada recebo desde 9 de Setembro, dependendo de terceiros para sobreviver. Tenho pouca esperança em receber resposta por este meio pois face aos comentários q leio anteriormente a SS parece alhear-se destas situações.

  6. Este é o pais que temos . Com mentiras , temos um ministro mente constante mente mas facilita os amiguinhos do partido por isso eu votar nunca em pessoas me tirosas

  7. Eu também me encontro no mesmo barco recebi carta a dizer que iam cortar f, desemprego , entretanto já tinha metido os papéis para a reforma em 2 dezembro 2019 estamos em meados de abril e nada portanto já vão para cinco meses, cortar cortam depressa mas pagar esquecem. Será que estes não têm nenhuma sensabilidade com as pessoas que tantos anos pagaram as e neste momento têm que recorrer a terceiros para sobreviver? Jgostaria que alguém que tenha conhecimento que me ajude.
    Eles quando pagarem pagamento todos os meses em atraso?

  8. Meti os papéis e janeiro e até ágora não sube mais nada só dizem que está muito atrasadas. Tenho 61 anos e 46 descontos.

RESPONDER

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …

Comissão de Trabalhadores da TAP pede nacionalização da companhia

A Comissão de Trabalhadores (CT) da TAP reforçou esta quarta-feira o apelo para que a transportadora “se torne 100% pública”, depois de a empresa ter anunciado o lay-off da maioria dos trabalhadores, segundo um comunicado. No …