Reunião no Infarmed marcada por críticas ao Governo. Medidas deviam ter sido tomadas mais cedo

José Coelho / Lusa

Esta quinta-feira, a reunião no Infarmed ficou marcada por críticas ao Governo, nomeadamente quanto à falta de capacidade de antecipação para conter segunda onda de covid-19.

Para os especialistas que participaram na reunião no Infarmed, o Governo devia ter adotado medidas mais duras e mais cedo. A crítica foi feita à porta fechada, mas confirmada por duas fontes ao Observador.

O retrato que ficou da reunião é tudo menos animador: a vacina ainda é uma miragem, os hospitais estão perto da rutura, o pico da segunda onda surgirá no final de novembro e nada garante que não venham a existir terceira e quarta ondas. Apesar das medidas adotadas pelo Governo, os especialistas não têm dúvidas de que o pior ainda está para vir.

João Gouveia, presidente da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos, disse estar convencido de que “vai haver uma terceira e uma quarta onda e que teremos um período de tempo em que vamos ter de conviver com este vírus”. “Não estamos em situação de catástrofe, ainda, mas estamos em rutura em muitos sítios.”

O especialista disse que o risco de não conseguir tratar todos os doentes covid-19 é real e que a taxa de ocupação dos cuidados intensivos é muito preocupante, sobretudo a Norte do país.

Henrique de Barros, presidente do Conselho Nacional de Saúde, apresentou um estudo que concluiu que “o uso de transportes coletivos, a frequência de espaços de restauração e a frequência de espaços comerciais e de hotelaria não parecem aumentar a probabilidade de infeção”. Segundo o especialista, os maiores focos de contágio acontecem em contexto laboral e em casa.

Em relação às universidades, Henrique de Barros sustentou que “não há sobre-exposição ao vírus relacionada com esta atividade”, em linha com o que defendeu o ministro Manuel Heitor.

Na reunião, o epidemiologista Manuel Carmo Gomes referiu que, com a atual tendência do índice de transmissão, o país vai atingir o pico da segunda vaga entre 25 e 30 de novembro, com 7 mil casos por dia. Além disso, o especialista apontou o pico de óbitos para a segunda semana de dezembro, altura em que se devem registar 95 a 100 óbitos diários.

O dado mais positivo da reunião foi a chegada da vacina em janeiro. Rui Ivo, presidente do Infarmed, admitiu que as primeiras vacinações aconteçam no início do próximo ano. As entregas devem acontecer por tranches ao longo de 2021: cinco milhões de doses no primeiro trimestre, cerca de oito milhões no segundo trimestre e mais dois milhões no último trimestre de 2021, escreve o Observador.

Mas há ainda muitas dúvidas, entre elas o calendário para autorização da agência europeia que tutela o setor e o facto de não haver qualquer contratualização com Moderna para a aquisição da vacina que se apresenta como a mais eficaz contra o vírus.

Quanto à estratégia do Governo, os especialistas defenderam a necessidade de a afinar. Manuel Carmo Gomes sublinhou que o critério para definir os concelhos de maior risco – o número de novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias – pode, isoladamente, não ser o mais acertado.

O especialista defende que é preciso também ter em conta o ritmo de novos contágios, a realidade dos concelhos envolventes e a origem dos surtos em cada concelho.

“Há que fazer um refinamento das medidas de acordo com as realidades locais. E para isso é necessário contar com as autoridades de saúde locais que são quem conhece melhor a realidade”, alertou, citado pelo diário.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Alguem com Coragem para dizer as coisas tais como elas estão e não com paninhos quentes a fazer de conta que está tudo controlado. E depois queixam-se que as pessoas não tem cuidado poderá os politicos/governantes deste país é que deram a entender isso. Agora não venham dizer que a desculpa é da população. Não é, a culpa é vossa.

RESPONDER

Esta tarde, discute-se a "ampla abertura". Máscaras em espaços fechados são para manter

As restrições impostas na sequência do combate à pandemia de covid-19 deverão deixar de ser obrigatórias a partir do final do mês. Esta tarde, na reunião do Infarmed, os peritos vão propor a libertação. Esta quinta-feira, …

Eletricidade vai ficar mais cara a partir de outubro

A fatura da eletricidade vai voltar a subir 3% no dia 1 de outubro, depois de ter subido outros 3% a 1 de julho. O preço da eletricidade vai voltar a aumentar, a partir de 1 …

As vacas podem aprender a ir à casa de banho - e assim ajudar a salvar o Planeta

Os excrementos largados pelas vacas podem ser bastante prejudiciais para o Planeta, mas esta situação pode ser controlada se estes animais aprenderem a usar algo inesperado para a espécie de quatro patas - uma casa …

A receita para produzir cimento em Marte pode levar sangue, suor e lágrimas

Investigadores propõe que se produza cimento em Marte ou na Lua combinando poeira com sangue, suor e lágrimas de astronautas. No seu discurso inaugural como primeiro-ministro do Reino Unido, em 1940, Winston Churchill mostrou como as …

Podem já ter existido buracos negros microscópicos

Investigadores sugerem que, nos primeiros momentos do Big Bang, podem ter existido buracos negros primitivos do tamanho de um átomo de potássio. Desde sempre, os seres humanos quiseram explicar os fenómenos mais imprevisíveis e perturbadores do …

Liga dos Campeões: Haaland quebrou recorde de Nistelrooy (numa lista com Mário Jardel)

Primeiro jogo do grupo do Sporting terminou com vitória dos favoritos. Mas o mesmo não aconteceu na Moldávia. Segundo dia da primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões 2021/22, com recorde na Turquia …

O "maior escritório flutuante do mundo" foi construído para resistir às alterações climáticas

Um edifício flutuante foi construído em Roterdão, na Holanda, para resistir às alterações climáticas — se o nível da água subir, o "maior escritório flutuante do mundo" acompanhará a maré. De acordo com o New Atlas, …

"O sistema inteiro permitiu e perpetrou". Biles acusa Federação de ser cúmplice dos abusos de Nassar

Simone Biles culpou nesta quarta-feira a federação de ginástica dos Estados Unidos e “todo o sistema” por permitir que Larry Nassar, médico da equipa nacional durante 20 anos, abusasse sexualmente dela e de centenas de …

Os psicólogos descobriram um misterioso novo fenómeno - o efeito de desvalorização do clone

Um novo estudo aponta possíveis efeitos com a evolução da tecnologia e concluiu que ver rostos humanos duplicados tende a causar desconforto nas pessoas. Uma nova investigação publicada no PLOS One concluiu que os rostos humanos …

Remodelação no Reino Unido. Johnson demite ministros da Educação, Justiça e Habitação

Os ministros da Educação, Habitação e Justiça foram hoje demitidos do Governo britânico no âmbito da remodelação que o primeiro-ministro, Boris Johnson, iniciou, na sequência de várias crises, como a da pandemia ou a da …