Reunião no Infarmed marcada por críticas ao Governo. Medidas deviam ter sido tomadas mais cedo

José Coelho / Lusa

Esta quinta-feira, a reunião no Infarmed ficou marcada por críticas ao Governo, nomeadamente quanto à falta de capacidade de antecipação para conter segunda onda de covid-19.

Para os especialistas que participaram na reunião no Infarmed, o Governo devia ter adotado medidas mais duras e mais cedo. A crítica foi feita à porta fechada, mas confirmada por duas fontes ao Observador.

O retrato que ficou da reunião é tudo menos animador: a vacina ainda é uma miragem, os hospitais estão perto da rutura, o pico da segunda onda surgirá no final de novembro e nada garante que não venham a existir terceira e quarta ondas. Apesar das medidas adotadas pelo Governo, os especialistas não têm dúvidas de que o pior ainda está para vir.

João Gouveia, presidente da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos, disse estar convencido de que “vai haver uma terceira e uma quarta onda e que teremos um período de tempo em que vamos ter de conviver com este vírus”. “Não estamos em situação de catástrofe, ainda, mas estamos em rutura em muitos sítios.”

O especialista disse que o risco de não conseguir tratar todos os doentes covid-19 é real e que a taxa de ocupação dos cuidados intensivos é muito preocupante, sobretudo a Norte do país.

Henrique de Barros, presidente do Conselho Nacional de Saúde, apresentou um estudo que concluiu que “o uso de transportes coletivos, a frequência de espaços de restauração e a frequência de espaços comerciais e de hotelaria não parecem aumentar a probabilidade de infeção”. Segundo o especialista, os maiores focos de contágio acontecem em contexto laboral e em casa.

Em relação às universidades, Henrique de Barros sustentou que “não há sobre-exposição ao vírus relacionada com esta atividade”, em linha com o que defendeu o ministro Manuel Heitor.

Na reunião, o epidemiologista Manuel Carmo Gomes referiu que, com a atual tendência do índice de transmissão, o país vai atingir o pico da segunda vaga entre 25 e 30 de novembro, com 7 mil casos por dia. Além disso, o especialista apontou o pico de óbitos para a segunda semana de dezembro, altura em que se devem registar 95 a 100 óbitos diários.

O dado mais positivo da reunião foi a chegada da vacina em janeiro. Rui Ivo, presidente do Infarmed, admitiu que as primeiras vacinações aconteçam no início do próximo ano. As entregas devem acontecer por tranches ao longo de 2021: cinco milhões de doses no primeiro trimestre, cerca de oito milhões no segundo trimestre e mais dois milhões no último trimestre de 2021, escreve o Observador.

Mas há ainda muitas dúvidas, entre elas o calendário para autorização da agência europeia que tutela o setor e o facto de não haver qualquer contratualização com Moderna para a aquisição da vacina que se apresenta como a mais eficaz contra o vírus.

Quanto à estratégia do Governo, os especialistas defenderam a necessidade de a afinar. Manuel Carmo Gomes sublinhou que o critério para definir os concelhos de maior risco – o número de novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias – pode, isoladamente, não ser o mais acertado.

O especialista defende que é preciso também ter em conta o ritmo de novos contágios, a realidade dos concelhos envolventes e a origem dos surtos em cada concelho.

“Há que fazer um refinamento das medidas de acordo com as realidades locais. E para isso é necessário contar com as autoridades de saúde locais que são quem conhece melhor a realidade”, alertou, citado pelo diário.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Alguem com Coragem para dizer as coisas tais como elas estão e não com paninhos quentes a fazer de conta que está tudo controlado. E depois queixam-se que as pessoas não tem cuidado poderá os politicos/governantes deste país é que deram a entender isso. Agora não venham dizer que a desculpa é da população. Não é, a culpa é vossa.

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …