Especialistas esperam pico de casos na próxima semana (e de óbitos a meio de dezembro)

António Cotrim / Lusa

Portugal deve atingir o pico de novos casos de infeção por covid-19 nesta segunda vaga da pandemia já na próxima semana, entre 25 a 30 de novembro, estimou esta quinta-feira Manuel Carmo Gomes, professor de Epidemiologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL).

Manuel Carmo Gomes, um dos peritos que tem sido ouvido pelo Governo no combate à pandemia, falava esta quinta-feira no Infarmed, em Lisboa, num encontro sobre a a evolução da convid-19 em Portugal, que junta políticos, especialistas e parceiros sociais.

Neste pico, estimou, Portugal deverá chegar aos 7 mil casos diários.



O especialista estima ainda que Portugal atinja o pico de óbitos relacionados com a covid-19 na segunda semana de dezembro, com cerca de 95 a 100 óbitos diários.

Não podemos baixar a guarda de maneira nenhuma. Em qualquer oportunidade o R [índice de transmissão da doença] volta a subir”, avisa ainda o especialista, aconselhando o país a “manter o R baixo e ir acompanhando a incidência” de novos casos.

Na mesma sessão, falou já também Óscar Felgueiras, especialista da Faculdade de Ciência da Universidade do Porto, que observou que a região Norte – a mais fustigada nesta segunda vaga -está a registar um abrandamento do crescimento da pandemia de covid-19, mas a incidência ainda é quase sete vezes superior à registada em abril.

“Temos neste momento uma situação em que em geral está a haver abrandamento de crescimento” no Norte do país, a zona onde há mais casos de infeção. Segundo o especialista, mesmo onde a pandemia está a crescer, em geral, há abrandamento e, eventualmente, onde está a descer a tendência é de descida em muitas regiões.

Ao acompanhar a média diária de casos numa janela a sete dias e numa janela de casos a 14 dias, observa-se que tem havido um crescimento grande.

“Estamos neste momento com uma incidência que é quase sete vezes superior à registada em abril no momento mais alto da pandemia e recentemente a tendência foi de haver um certo abrandamento”, sublinhou Óscar Felgueiras.

À semelhança do que acontece no país, as faixas etárias com maior incidência são as da população ativa dos 20 aos 49 anos, seguida dos idosos acima dos 80 anos, bem como dos 70 aos 79 anos. “Mesmo no caso dos idosos, a incidência atual é mais do dobro do que aquela que foi atingida no pico de abril”, salientou.

Na mesma intervenção, Óscar Felgueiras conclui que é necessário “passar um mês e meio entre o momento em que as medidas são tomadas e o regresso da situação à incidência de partida” e dá o exemplo da região do Vale do Tejo, onde no início de outubro eram registados cerca de 1922 casos diários e agora, depois de terem sido decretadas medidas para travar a propagação, existem mais de 3.000.

“São precisas mais duas ou três semanas”, remata.

Portugal contabiliza pelo menos 3.632 mortos associados à covid-19 em 236.015 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 9 de novembro e até 23 de novembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado e municípios vizinhos. A medida abrange 191 concelhos.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A procissão ainda vai no adro, infelizmente.
    Esses “especialistas” não são mais que relações públicas a trabalhar para esconder a verdade.

    O Inverno “ainda” está a chegar.

  2. O piço da infeção ainda não será na próxima semana mas sim na 3ª semana de dezembro. Qualquer pessoa que perceba um pouco de matemática chega lá. E tudo isto acreditando que não há quaisquer alterações profundas à trajetória que vimos evoluir nos últimos tempos.

RESPONDER

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …