Matou-os a (quase) todos: quatro dos cinco terroristas foram mortos pela mesma agente

Andreu Dalmau / EPA

Mossos d’Esquadra patrulha as ruas de Barcelona após o atentado

Podia ser apenas um filme de ação, mas aconteceu mesmo: sem dar voz ao medo, uma agente da polícia catalã disparou contra os atacantes quando estes se lhe dirigiam com facas, machados, machetes, cutelos e sacholas em punho.

Quatro dos cinco terroristas responsáveis pelo atentado da madrugada desta sexta-feira em Cambrils, na Catalunha, foram abatidos pela mesma agente dos Mossos d’Esquadra, a polícia catalã.

Segundo a agência EFE, a polícia disparou contra os atacantes quando estes saíram do carro e se dirigiram à agente empunhando facas, machados, machetes, cutelos e sacholas.

Eram cinco os terroristas que, dentro de um Audi A3, conduziam a alta velocidade no passeio marítimo de Cambrils, uma zona de praia em Tarragona, a 100 km de Barcelona.

Depois de tentarem atropelar várias pessoas (três civis ficaram feridos, um dos quais uma mulher, morreu), o carro investiu contra um veículo da polícia que o tentava bloquear, provocando feridas a um agente numa perna e na cabeça. Mais dois polícias ficaram feridos.

Foi então que os atacantes saíram do carro com armas brancas e o que se sabe serem agora cintos de explosivos falsos, em direção a outra agente, que não hesitou e acabou por abater os quatro terroristas.

O chefe da polícia dos Mossos, Josep Lluis Trapero, confirmou que “um só agente abateu quatro dos terroristas de Cambrils” e explicou que está a receber apoio psicológico. “Matar quatro pessoas, mesmo que sejas um profissional, não é fácil de digerir“.

O quinto terrorista começou a correr na direção de Salou, a zona balnear mais conhecida de Tarragona, empunhando uma faca. Foi intercetado por agentes à paisana, que dispararam para o ar para o tentar parar. Como não se entregou nem largou a arma, foi também abatido.

Estes terroristas envolvidos no atentado de Cambrils pertenceriam à mesma célula que levou a cabo o atentado nas Ramblas, em Barcelona.

“Mãe de satanás” indicia que preparavam ataque maior

Neste momento, há dúvidas se esta célula terrorista já foi ou não desmantelada. As autoridades acreditam que a sua base de operações era a vivenda que explodiu em Alcanar, Tarragona, antes do atentado de Barcelona, e onde foram encontrados vestígios de triperóxido de triacetona (TATP), um explosivo conhecido como “a mãe de Satanás”.

O El País revela este dado notando que a detecção deste explosivo “reforça a tese de que o grupo terrorista tinha planos para cometer atentados de maior alcance“.

Composto por acetona, água oxigenada e ácido sulfúrico, o TATP tem sido usado por elementos ligados ao Daesh em vários atentados na Europa.

A CNN realça que o explosivo foi também usado nos atentados de Paris em Novembro de 2015, nos ataques de Bruxelas em Março de 2016, na explosão de Manchester em Maio passado, e numa tentativa de ataque falhado em Bruxelas em Junho deste ano.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A localidade é Tarragona e não Terragona; o veículo era um Audi A3 e não um Audi 3; a quantidade de vírgulas fora de sítio ou desnecessárias é brutal…

  2. Mulher valente!
    Mas pergunto o que estavam a fazer estes terroristas em Espanha. Como foi possível dar acolhimento a estes assassinos? A mesma pergunta é extensível a todos os países da UE.

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …