Marques Mendes defende aumento de salários de políticos

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes

No encontro das direitas, o antigo líder do PSD defendeu o aumento da remuneração dos políticos como uma de quatro medidas para melhorar o sistema político.

Esta quinta-feira, Luís Marques Mendes defendeu o aumento da remuneração dos políticos, sobretudo dos que desempenham cargos executivos, como uma forma de melhorar a qualidade do sistema político.

“Não se trata de salários milionários, mas entre o 8 e o 80 há o 30, o 40 ou o 50”, começou por afirmar. “Mas se queremos uma democracia baratinha pagaremos um preço alto“, alertou o antigo líder do PSD, apontando o exemplo dos autarcas, em particular os dos maiores municípios – o que é hoje uma “tarefa para ricos ou uma aventura para loucos”.

Segundo o Diário de Notícias, Marques Mendes falava na abertura do painel que discute “O Sistema Político e os portugueses”, no âmbito da 1ª convenção do Movimento Europa e Liberdade (MEL), que está a decorrer esta quinta-feira na Culturgest, em Lisboa.

A intervenção do social-democrata não poupou críticas à Assembleia da República e aos deputados, defendendo que tudo o que se tem passado no parlamento é “assustadoramente deprimente“, “fragiliza a democracia” e “alimenta o populismo”.

Marques Mendes afirmou ainda que a “degradação parlamentar” tem-se acentuado de legislatura em legislatura, em termos “políticos, técnicos, intelectuais e até humanos”.

Para o também comentador político, é cerco que há uma “acentuada perda de valores éticos no exercício da política”, e o parlamento tem uma “lacuna grave”, na medida em que não tem “uma verdadeira comissão de Ética”.

Para exemplificar, usou o polémico assunto das supostas presenças dos deputados para afirmar que “todo o país censurou esses comportamentos, menos a Assembleia da República, que se desdobrou em explicações jurídicas” para um problema que é ético.

O ex-líder do PSD sugeriu que os membros do Governo passem a “submeter-se a um escrutínio parlamentar” antes de tomarem posse, como forma de apurar eventuais impedimentos e incompatibilidades no exercício do cargo.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não tem mais para onde cair de tão imbecil.
    .
    Reduzir o numero de tachistas/políticos para um quarto, desde que fossem minimamente competentes era a medida acertada.

  2. Mas nos professores não fala!
    Nos salários do privado que são uma vergonha, para que os patrões continuem a viver sem saber o que é a crise, também não fala!
    O dos políticos para a vergonha de trabalho que prestam deveria era descer abruptamente!
    Mas quem haveria de ser senão um minorca que nem o tamanho que tem vale para pedir tamanha idiotice!!!

  3. Salário Mínimo Nacional para esta gentalha, sem mais mordomias, para saberem o que é (sobre)viver em Portugal com menos de 600 euros mensais…

Estrutura do Montepio é "insustentável a prazo". Reestruturação avança em Outubro

O Banco Montepio vai avançar com uma reestruturação em Outubro. Para já, ainda não se sabe quantos funcionários deverão deixar a instituição, mas é certo que a actual estrutura é "insustentável a prazo". Nas reuniões do …

Enquanto estava em coma, bens de Navalny foram congelados pela justiça russa

Oficiais de justiça russos congelaram as contas e uma parte do apartamento do opositor ao governo Alexei Navalny quando este permanecia em coma após um presumível envenenamento no final de agosto, indicou esta quinta-feira a …

Mais cinco mortes e 899 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta sexta-feira, mais cinco mortes e 899 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quinta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

Governo de Bolsonaro bate recorde de aprovação durante a pandemia

A aprovação do Governo brasileiro, presidido por Jair Bolsonaro, subiu para 40%, a maior percentagem desde o início do seu mandato, iniciado em janeiro de 2019, segundo uma sondagem do Instituto Ibope divulgada na quinta-feira. A …

Número de casos baixa nos EUA. Na Bélgica, deixa de ser obrigatório usar máscara na rua

A pandemia tem assolado toda a população mundial, mas há países que têm sofrido mais com o aumento de número de infetados e com mortes. Apesar de serem um dos países mais afetados, os EUA …

Seis enfermeiros infetados e cirurgias canceladas no hospital de Beja

O hospital de Beja detetou esta quinta-feira seis enfermeiros do bloco operatório infetados com Covid-19 e cancelou algumas cirurgias programadas por questões de segurança, disse à agência Lusa a presidente da Unidade Local de Saúde …

Reformas na função pública subiram para 43% (e um quinto são professores)

Mais de 6.500 trabalhadores das administrações públicas aposentaram-se na primeira metade deste ano, o que representa um crescimento de 43% face ao mesmo período de 2019. A maioria das saídas deriva de áreas como a …

“Arma de diagnóstico”. Teste que distingue covid-19 de outras infeções respiratórias chega a Portugal

A Unilabs vai disponibilizar um teste que permite “diferenciar o novo coronavírus de outros tipos de infeções respiratórias sazonais”, auxiliando os clínicos a realizarem diagnósticos mais precisos. “A ideia era tentarmos ter uma ferramenta de diagnóstico …

Jovem de 23 anos morre baleada em ação da PSP. Polícias vão alegar legítima defesa

Uma jovem de 23 anos morreu, na madrugada de quinta-feira, na sequência de ferimentos causados por uma arma de fogo, após uma intervenção policial em São João da Madeira. A mulher, de 23 anos, morreu na …

PS recua nas petições e propõe 7.500 assinaturas para ultrapassar veto de Marcelo

O PS vai avançar com uma proposta de alteração que coloca nos 7.500 o número de assinaturas necessário para que uma petição seja discutida na Assembleia da República.  O objetivo do PS é contornar o veto …