Marques Mendes defende aumento de salários de políticos

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes

No encontro das direitas, o antigo líder do PSD defendeu o aumento da remuneração dos políticos como uma de quatro medidas para melhorar o sistema político.

Esta quinta-feira, Luís Marques Mendes defendeu o aumento da remuneração dos políticos, sobretudo dos que desempenham cargos executivos, como uma forma de melhorar a qualidade do sistema político.

“Não se trata de salários milionários, mas entre o 8 e o 80 há o 30, o 40 ou o 50”, começou por afirmar. “Mas se queremos uma democracia baratinha pagaremos um preço alto“, alertou o antigo líder do PSD, apontando o exemplo dos autarcas, em particular os dos maiores municípios – o que é hoje uma “tarefa para ricos ou uma aventura para loucos”.

Segundo o Diário de Notícias, Marques Mendes falava na abertura do painel que discute “O Sistema Político e os portugueses”, no âmbito da 1ª convenção do Movimento Europa e Liberdade (MEL), que está a decorrer esta quinta-feira na Culturgest, em Lisboa.

A intervenção do social-democrata não poupou críticas à Assembleia da República e aos deputados, defendendo que tudo o que se tem passado no parlamento é “assustadoramente deprimente“, “fragiliza a democracia” e “alimenta o populismo”.

Marques Mendes afirmou ainda que a “degradação parlamentar” tem-se acentuado de legislatura em legislatura, em termos “políticos, técnicos, intelectuais e até humanos”.

Para o também comentador político, é cerco que há uma “acentuada perda de valores éticos no exercício da política”, e o parlamento tem uma “lacuna grave”, na medida em que não tem “uma verdadeira comissão de Ética”.

Para exemplificar, usou o polémico assunto das supostas presenças dos deputados para afirmar que “todo o país censurou esses comportamentos, menos a Assembleia da República, que se desdobrou em explicações jurídicas” para um problema que é ético.

O ex-líder do PSD sugeriu que os membros do Governo passem a “submeter-se a um escrutínio parlamentar” antes de tomarem posse, como forma de apurar eventuais impedimentos e incompatibilidades no exercício do cargo.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não tem mais para onde cair de tão imbecil.
    .
    Reduzir o numero de tachistas/políticos para um quarto, desde que fossem minimamente competentes era a medida acertada.

  2. Mas nos professores não fala!
    Nos salários do privado que são uma vergonha, para que os patrões continuem a viver sem saber o que é a crise, também não fala!
    O dos políticos para a vergonha de trabalho que prestam deveria era descer abruptamente!
    Mas quem haveria de ser senão um minorca que nem o tamanho que tem vale para pedir tamanha idiotice!!!

  3. Salário Mínimo Nacional para esta gentalha, sem mais mordomias, para saberem o que é (sobre)viver em Portugal com menos de 600 euros mensais…

Tribunal de Contas trava medicamento "essencial" no Hospital de Guimarães

O Tribunal de Contas (TdC) recusou o visto a um contrato, no valor de 2,9 milhões de euros, celebrado pelo Hospital de Guimarães para aquisição de um medicamento considerado “essencial” para a prestação de cuidados …

Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar "na cadeira de presidente do CDS"

"À medida que as pessoas se vão eternizando nos lugares, começam a confundir o interesse público com o interesse particular". Por isso, Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar no CDS-PP. Em entrevista à TVI, …

Menos 115 deputados. Itália realiza referendo para reduzir Parlamento

A Itália organiza em 29 de março um referendo sobre a alteração da Constituição e a redução do número de deputados, uma data esta proposta pelo Governo de coligação entre o Movimento Cinco Estrelas (M5S) …

Flamengo chega a acordo com o Inter por Gabigol

Flamengo e Inter de Milão já chegaram a acordo para a transferência definitiva de Gabigol, jogador que esteve durante a última temporada na equipa brasileira por empréstimo. Segundo o portal brasileiro Globo Esporte, os dirigentes do …

Espanha quer "assaltar" o lugar de Centeno no Eurogrupo

Nadia Calviño, a número dois do Governo Espanhol, assume-se como favorita para assumir a presidência do Eurogrupo, caso o ministro das Finanças português, Mário Centeno, decida não entrar na corrida. A notícia é avançada esta terça-feira …

Dívidas de hospital de Lisboa travam compra de dois medicamentos para cancro

As dívidas do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, levaram o Tribunal de Contas (TdC) a chumbar a compra de dois medicamentos para um cancro …

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões da Sonangol para uma empresa de Isabel dos Santos

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões das contas da petrolífera estatal Sonangol no private banking do Eurobic, em Lisboa, para uma empresa de Isabel dos Santos, avança o Correio da Manhã esta terça-feira. …

Livro de John Bolton pode prolongar julgamento de Donald Trump

  Ao segundo dia de defesa dos advogados da Casa Branca no julgamento do impeachment de Donald Trump, caiu uma "bomba" no Senado. O livro escrito por John Bolton, ex-conselheiro de segurança nacional do Presidente dos …

Afinal, Bruno Fernandes pode rumar ao Barcelona (e fazer escala no Valência)

Afinal, o futuro do internacional português Bruno Fernandes pode passar por Espanha e não por Inglaterra, onde foi dado como quase certo. O negócio envolve dois emblemas espanhóis e o avançado ex-Benfica Rodrigo Moreno. De …

Coronavírus já matou 106 pessoas na China. E já chegou à Alemanha

A China elevou para 106 o número de mortos causados pelo coronavírus e o número de infetados já chegou aos quatro mil. Esta segunda-feira, confirmou-se um caso na Alemanha, sendo agora o segundo país da …