Marques Mendes defende aumento de salários de políticos

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes

No encontro das direitas, o antigo líder do PSD defendeu o aumento da remuneração dos políticos como uma de quatro medidas para melhorar o sistema político.

Esta quinta-feira, Luís Marques Mendes defendeu o aumento da remuneração dos políticos, sobretudo dos que desempenham cargos executivos, como uma forma de melhorar a qualidade do sistema político.

“Não se trata de salários milionários, mas entre o 8 e o 80 há o 30, o 40 ou o 50”, começou por afirmar. “Mas se queremos uma democracia baratinha pagaremos um preço alto“, alertou o antigo líder do PSD, apontando o exemplo dos autarcas, em particular os dos maiores municípios – o que é hoje uma “tarefa para ricos ou uma aventura para loucos”.

Segundo o Diário de Notícias, Marques Mendes falava na abertura do painel que discute “O Sistema Político e os portugueses”, no âmbito da 1ª convenção do Movimento Europa e Liberdade (MEL), que está a decorrer esta quinta-feira na Culturgest, em Lisboa.

A intervenção do social-democrata não poupou críticas à Assembleia da República e aos deputados, defendendo que tudo o que se tem passado no parlamento é “assustadoramente deprimente“, “fragiliza a democracia” e “alimenta o populismo”.

Marques Mendes afirmou ainda que a “degradação parlamentar” tem-se acentuado de legislatura em legislatura, em termos “políticos, técnicos, intelectuais e até humanos”.

Para o também comentador político, é cerco que há uma “acentuada perda de valores éticos no exercício da política”, e o parlamento tem uma “lacuna grave”, na medida em que não tem “uma verdadeira comissão de Ética”.

Para exemplificar, usou o polémico assunto das supostas presenças dos deputados para afirmar que “todo o país censurou esses comportamentos, menos a Assembleia da República, que se desdobrou em explicações jurídicas” para um problema que é ético.

O ex-líder do PSD sugeriu que os membros do Governo passem a “submeter-se a um escrutínio parlamentar” antes de tomarem posse, como forma de apurar eventuais impedimentos e incompatibilidades no exercício do cargo.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não tem mais para onde cair de tão imbecil.
    .
    Reduzir o numero de tachistas/políticos para um quarto, desde que fossem minimamente competentes era a medida acertada.

  2. Mas nos professores não fala!
    Nos salários do privado que são uma vergonha, para que os patrões continuem a viver sem saber o que é a crise, também não fala!
    O dos políticos para a vergonha de trabalho que prestam deveria era descer abruptamente!
    Mas quem haveria de ser senão um minorca que nem o tamanho que tem vale para pedir tamanha idiotice!!!

  3. Salário Mínimo Nacional para esta gentalha, sem mais mordomias, para saberem o que é (sobre)viver em Portugal com menos de 600 euros mensais…

RESPONDER

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …

Especialistas alemães consideram que país já está a ter uma segunda vaga

Especialistas alemães consideram que o país já está a passar por uma segunda vaga de covid-19, ainda que não seja comparável à primeira. De acordo com o sindicato dos médicos Marburger Bund, o país já está …

Governo garante que julho foi o mês com mais testes à covid-19

O mês de julho registou o maior número de testes à covid-19, totalizando 431.178 rastreios e uma média diária de 13.909, revelou, esta quarta-feira, a secretária de Estado da Saúde. Na conferência de imprensa para fazer …

Imprensa chinesa acusa EUA de "abuso de poder" para roubar TikTok

Um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC) acusou esta quarta-feira os Estados Unidos (EUA) de "abusarem do seu poder" para "roubarem" o TikTok, ao forçarem a venda da aplicação de vídeos detida pela empresa …

"Poder militar supremo". Duas semanas de estado de emergência em Beirute

O Governo libanês decretou, esta quarta-feira, o estado de emergência por duas semanas em Beirute, na sequência das explosões no porto da capital. O último balanço feito pelo Governo aponta para 135 mortos. Pelo menos 135 …

43% dos restaurantes pondera avançar para insolvência

Cerca de 43% das empresas de restauração e bebidas e de 17% do alojamento turístico ponderam avançar para insolvência, informa o mais recente inquérito mensal da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP). "No …

António Mexia investe 25 mil euros no aumento de capital da EDP

O presidente do Conselho de Administração Executivo da EDP, que se encontra com funções suspensas, subscreveu 7738 ações, num investimento de 24.535 euros, no aumento de capital de mais de mil milhões de euros do …