Marisa Matias diz que é preciso “repensar” o acordo das esquerdas

José Coelho / Lusa

Marisa Matias, candidata do Bloco de Esquerda às Presidenciais 2016

A eurodeputada do Bloco afirmou este sábado ser “necessário repensar novos termos” do acordo político à esquerda, já que o atual está “praticamente cumprido” e há “ainda muito a fazer” na educação, saúde e cultura.

“O acordo foi feito de forma modesta, mas responsável e exigente. Portanto, toda a gente sabe que uma manutenção desta maioria parlamentar exige que haja uma redefinição de outras prioridades, na medida em que as primeiras se encontram já praticamente esgotadas”, afirmou Marisa Matias.

Falando à margem de uma marcha promovida pelo Bloco de Esquerda esta manhã, no Porto, “em defesa da escola pública”, a eurodeputada considerou haver “vontade de todas as partes em trabalhar” com vista à redefinição do acordo político celebrado entre o PS, os bloquistas e o PCP e que levou os socialistas ao Governo.

Defendendo que o acordo “está a ser cumprido, com responsabilidade, por todas as partes envolvidas”, a eurodeputada disse que tem, contudo, “um âmbito de intervenção restrito” e sustentou que “poderá chegar a muitas mais áreas”, tendo como pano de fundo o tema da renegociação da dívida para libertar verbas para o investimento no país.

“Para nós questões como a escola pública, a saúde e a cultura são essenciais. A matéria da saúde é onde menos se tem tocado, por exemplo naquilo que são as rendas das parcerias público-privadas, e há muito a fazer, mas também no setor da energia e da cultura ainda há muito a fazer e essas prioridades têm que ser colocadas em cima da mesa”, sustentou.

A este propósito, Marisa Matias considerou que, na educação, “algum caminho já foi feito, nomeadamente ao colocar a prioridade da defesa da escola pública em contraposição com os contratos de associação, que tanto ajudaram a desviar dinheiro fundamental”.

Contudo, disse “a defesa da escola pública não está esgotada com essa medida” e, numa altura em que está em debate o Orçamento do Estado para 2017, tem que voltar ao debate a questão da “absolutamente gritante falta de investimento” em diversos setores.

“Há áreas que são absolutamente gritantes, como o caso da cultura, mas também nas áreas da educação e da saúde falta muito investimento. E as regras apertadas de Bruxelas [através do Pacto Orçamental] condicionam ainda mais essa falta de investimento”, afirmou.

Para o BE, “o Governo deve ter uma posição de confrontação com Bruxelas no sentido de se ir construindo uma política que permita alargar o investimento”, o que implica retomar a discussão em torno da renegociação do pagamento da dívida pública.

“Vamos ter um saldo primário enorme, superior a cinco mil milhões de euros, portanto não se pode dizer propriamente que faltam recursos. Mas a verdade é que, com as regras do Pacto Orçamental e com o peso que o serviço da dívida tem no orçamento nacional, nós estamos a poupar, e muito, para ficarmos mais pobres, o que não faz sentido nenhum”, disse.

“Tem que haver margem para se falar da dívida, porque sem se falar da dívida nunca conseguiremos alargar a margem necessária para investir em Portugal nos setores fundamentais”, acrescentou Marisa Matias.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …