Marcelo confessa que vai ter “verdadeiramente saudades” da atual composição do Parlamento

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

O Primeiro-Ministro António Costa, o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e o presidente da Assembleia da República Eduardo Ferro Rodrigues

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, confessou esta quarta-feira que vai ter “verdadeiramente saudades” da atual composição da Assembleia da República, salientando a centralidade inédita do parlamento na atual legislatura.

Por ocasião do final da sessão legislativa, a dois dias do último plenário, Marcelo Rebelo de Sousa ofereceu esta quarta-feira no Palácio de Belém, como habitualmente, um jantar ao presidente e vice-presidentes da Assembleia da República, aos líderes dos grupos parlamentares, e aos secretários e vice-secretários da Mesa da Assembleia da República.

“Fico com verdadeiramente saudades desta composição da Assembleia da República e aguardo agora o veredicto do povo português para saber aquela que será a próxima composição, esperando que o relacionamento seja tão bom quanto foi neste quadro institucional”, afirmou o chefe de Estado, em declarações improvisadas, sem microfone, na Sala dos Embaixadores, perante os convidados e a comunicação social.

O chefe de Estado salientou que o quadro político — em que o Governo minoritário do PS contou com apoio parlamentar assente em posições políticas assinadas com BE, PCP e PEV — “não era fácil, era complexo”. “Mas, no plano das relações entre estes dois órgãos, correu da melhor forma possível”, afirmou, destacando ainda a “amizade nova” que formou com o presidente do parlamento, Eduardo Ferro Rodrigues.

No seu breve discurso, Marcelo destacou ainda a centralidade do parlamento na XIII legislatura. “Foi uma legislatura em que o parlamento foi o centro da vida política portuguesa, em muitas matérias, não em todas. Houve por isso uma parlamentarização da vida política portuguesa, o que, de alguma maneira, foi inédito”, afirmou, apontando que tal só tinha sucedido em “curtos períodos” de outros governos minoritários.

O chefe de Estado classificou de “excelente” o relacionamento entre a Presidência e a Assembleia ao longo dos últimos quatro anos, “nas matérias mais simples e também numa ou noutra mais trabalhosa, que não foram muitas”.

“Houve um ou outro veto, todos eles foram reapreciados e a Assembleia da República decidiu como entendeu decidir, mas sempre com uma grande rapidez, celeridade e tomando as suas decisões, naturalmente atendendo à sua visão do interesse nacional“.

Produção legislativa muito intensa

Marcelo realçou também o seu “magnífico relacionamento pessoal”, quer com Ferro Rodrigues, quer com os restantes ‘vices’, líderes parlamentares e membros da mesa do parlamento, saudando “de forma especial” Duarte Cordeiro que, pela primeira vez, marcou presença nestes eventos na qualidade de secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares.

“Até que enfim que vem cá”, disse, momentos antes, Marcelo a Duarte Cordeiro quando cumprimentou todos os convidados para o jantar no Palácio de Belém, em Lisboa.

Destacando a “produção legislativa muito intensa” da atual legislatura, Marcelo Rebelo de Sousa anteviu que esta vá atingir “o seu máximo” na última sessão legislativa, com uma “maratona” de votações marcada para sexta-feira.

Agradecendo o “trabalho reforçado” do apoio jurídico da Presidência, o chefe de Estado deixou ainda o desejo de “maiores felicidades pessoais e institucionais” quer aos que irão manter-se em funções parlamentares, quer aos que já manifestaram ou irão manifestar vontade de sair. “É um termo de legislatura que deixa no titular do cargo de Presidente da República um traço pessoal de grande proximidade”, reforçou.

Entre os presentes esta quarta-feira para o jantar no Palácio de Belém, já anunciaram que deixarão o parlamento o líder parlamentar e presidente do PS, Carlos César, e o vice-presidente da Assembleia da República e deputado do PSD José Matos Correia. Nuno Magalhães é candidato a deputado, mas já disse que não voltará a recandidatar-se à liderança parlamentar do CDS-PP.

Sem apoio do Presidente “teria sido muito difícil”

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, defendeu esta quarta-feira que sem o apoio e convergência de Marcelo Rebelo de Sousa com o parlamento “teria sido muito difícil” cumprir a legislatura com os mesmos resultados.

Ferro Rodrigues agradeceu a colaboração institucional e pessoal do Presidente da República em breves declarações antes de um jantar oferecido por Marcelo Rebelo de Sousa, por ocasião do final da sessão legislativa, ao presidente e vice-presidentes da Assembleia da República, aos líderes dos grupos parlamentares, e aos secretários e vice-secretários da Mesa da Assembleia da República.

“O seu apoio ao parlamento também foi fundamental no momento em que o parlamento ganhou essa centralidade, sem o seu apoio e sem a sua convergência teria sido muito difícil cumprir esta legislatura com os resultados que ela teve, não apenas no plano legislativo, mas também no plano social e financeiro”, afirmou.

Ferro Rodrigues concordou com o diagnóstico traçado antes pelo Presidente da República de que esta foi uma legislatura diferente das outras e salientou que a inovação começou com a sua própria eleição.

“A começar pela própria eleição do Presidente da Assembleia da República, oriundo não do partido mais votado, mas do segundo mais votado, e ainda eleito numa altura em que era outro o Presidente da República e outro o primeiro-ministro”, afirmou, referindo-se a Cavaco Silva e Passos Coelho.

“Não me esqueço disso e também do facto de o senhor Presidente da República, logo que foi eleito e ainda antes de tomar posse, ter ido à Assembleia da República e saudado o presidente eleito”, afirmou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …

Site de genealogia "salva" homem preso há 15 anos por um crime que não cometeu

Ricky Davis é a primeira pessoa a ser libertada com recurso a testes modernos de ADN no estado da Califórnia e o segundo nos Estados Unidos. Ricky Davis tinha 20 anos quando Jane Hylton, de 54 …