Marcelo quer ver regionalização debatida depois das autárquicas

ruimoreira2013 / Facebook

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

O Presidente da República insiste na importância de se discutir a regionalização na aplicação dos fundos europeus, mas considera que isso só deve acontecer depois das eleições autárquicas.

“Tenho visto alguns autarcas dizerem que, por termos prazos muito curtos e em 2023 haver uma primeira avaliação do que foi gasto, não devemos estar a pensar na regionalização já porque perdemos tempo a discutir”, disse Marcelo Rebelo de Sousa, esta segunda-feira, à margem de uma visita a uma rádio e jornal regionais, em Caminha.

O chefe de Estado considerou que “não faria sentido” debater a regionalização até às eleições autárquicas, marcadas para outubro deste ano, mas que depois disso “é um tema que deve ser debatido“, cita o semanário Expresso.

Em causa estão as declarações do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, precisamente ao mesmo jornal, este sábado, que disse ter deixado de acreditar que “este poder” queira avançar nesse caminho.

“Para fazer o que propomos não precisamos para nada da regionalização”, afirmou o autarca, acrescentando que “num mundo ideal, a maneira de um país se desenvolver seria ter legitimidade democrática nas várias regiões”, mas o que interessa mesmo é “ter meios para fazer coisas a sério” depois da pandemia.

Segundo o semanário, Marcelo até concorda com esta perspetiva, tendo afirmado em Caminha que “é muito importante que os fundos sejam geridos de forma descentralizada” porque “a maioria dos projetos implica proximidade”.

O Presidente sugeriu dar mais poder às CCDR (Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional), “até para garantir a execução dos fundos europeus”.

“Se se quer uma taxa de execução o mais próxima possível de 100%, é mais fácil com a participação e a intervenção dos que estão próximos do terreno”, defendeu o chefe de Estado.

Já há acordo para ligação férrea entre Norte e Galiza

O presidente da Câmara do Porto anunciou, esta segunda-feira, que o Governo já chegou a acordo para a construção da nova ligação ferroviária entre a região Norte e a Galiza.

“A indicação que tenho é que, de facto, haverá uma duplicação da linha do Norte, entre Lisboa e Porto, e que a partir do Porto–Campanhã irá pelo aeroporto até à fronteira, e depois ligando à rede espanhola”, disse Rui Moreira, citado pelo jornal online ECO.

Segundo o jornal digital, esta é a “concretização de um velho sonho”, mas o projeto ainda deve demorar dez anos até ficar concluído.

“A ligação de Madrid à Galiza potencia também a nossa região. A partir do momento em que esteja a funcionar, o que eu quero é que nós consigamos, com esta nova linha que faz a ligação entre Lisboa, Porto, Vigo e Corunha, pegar na malinha, sair na estação e entrar imediatamente no TGV”, disse ainda o autarca.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ministra da Saúde quer “ganhar tempo” com vacinação para conter variante Delta

A ministra da Saúde admitiu esta segunda-feira que a variante Delta do coronavírus SARS-Cov-2 se tornará dominante em Portugal e disse que a estratégia é acelerar a vacinação contra a covid-19. “O que estamos a assistir …

Pais de bombeiro que morreu relatam vegetação lastimável na EN 236-1

Os pais do bombeiro Gonçalo Conceição, que morreu na sequência de queimaduras nos incêndios de Pedrógão Grande, relataram esta segunda-feira, no Tribunal Judicial de Leiria, que a vegetação junto à Estrada Nacional (EN) 236-1 estava …

Em 2020, nasceram em casa o dobro dos bebés do ano anterior. Mas não existe regulamentação

No último ano, os partos em casa aumentaram para quase o dobro em Portugal. No entanto, esta é uma realidade ainda sem regulamentação e que as seguradoras recusam financiar. Mais de 1100 mulheres optaram por …

Noah brincou e "comportou-se de forma muito normal". Alta hospitalar já foi autorizada

A criança de dois anos e meio que esteve desaparecida mais de 30 horas em Proença-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova, teve esta segunda-feira alta do Hospital Amato Lusitano, disse a diretora clínica daquela unidade hospitalar de …

Espanha. Indultos aos líderes catalães serão aprovados na terça-feira, anuncia Sánchez

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, informou que o conselho de ministros vai aprovar na terça-feira a concessão de indultos aos líderes independentistas catalães, anúncio feito esta segunda-feira, no Grande Teatro do Liceu, em Barcelona. "Amanhã [terça-feira], …

Número de desempregados inscritos nos centros de emprego recua em maio

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego recuou 1,7% em maio em termos homólogos e 5,1% face a abril, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). De acordo com …

BE quer retirar da fatura elétrica taxa de carbono paga às barragens e eólicas

A coordenadora do Bloco de Esquerda anunciou, em Torres Novas, a apresentação de uma proposta para que os portugueses deixem de pagar taxa de carbono na energia produzida pelas barragens e eólicas, a exemplo do …

"Eternizar" moratórias de crédito "é negativo", defende Centeno

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, defendeu esta segunda-feira que não se pode "eternizar" as moratórias de crédito, concedidas para fazer face aos efeitos da pandemia na economia, e que empresas e …

Barcelona: foram campeãs europeias mas pedem outro treinador

Época inédita no futebol feminino do Barcelona não é sinónimo de continuidade do técnico vencedor. Jogadoras pedem mudança no banco. O Barcelona protagonizou uma época histórica e inédita no futebol feminino. A equipa catalã foi novamente …

PSD/Porto diz que escolha de António Oliveira para Gaia foi "erro de casting"

O presidente do PSD/Porto disse esta segunda-feira que a escolha de António Oliveira para encabeçar a candidatura à Câmara de Vila Nova de Gaia foi “um erro de casting”, pelo que encara a desistência deste …